[update]Novo Hyundai Kauai EV - restyle

|0 comentários
Mais detalhes do restyle do Hyundai Kauai - em particular da versão 100% elétrica, que além do novo look trás mais autonomia e mais funcionalidades.
Exteriormente, tal como os primos com motor de combustão debaixo do capot, tem uma frente mais apurada, menos vincada com faróis mais afiados, as abas das rodas passam a ser da cor da carroçaria e recebe novos para-choques que aumentam o comprimento em 2,5 centímetros.

No interior recebe um conjunto de instrumentos digitais de 10,25 polegadas que completa o ecrã de 8 polegadas do sistema multimédia (que pode ser opcionalmente 10,25 polegadas) compatível com Apple CarPlay e Android Auto. Recebe novos serviços conectados como o registo e transferência de perfis de condutor e o sistema SmartSense passa a incluir alerta de trafego traseiro perpendicular e o detetor de angulo morto passa a ser capaz de ativar a travagem automática de emergência.
As mesmas 2 motorizações mantêm-se inalteradas mas graças a novos pneus foi possível melhorar a autonomia e aumentar a velocidade máxima - a versão com o motor de 136 cavalos e 395 Nm de binário alimentado com a bateria de 39,2 kWh passa a poder atingir 155 km\h e ganha 16 quilómetros de autonomia para uma autonomia WLTP de 305 quilómetros, a versão com o motor 204 cavalos e 395 Nm de binário alimentado por uma bateria de 64 kWh passa a poder atingir 167 km\h e ganha 35 quilómetros de autonomia para uma autonomia WLTP de 484 quilómetros. A carga de bateria foi também optimizada - nos pontos de carga de 100kW, seja a bateria de 39,2 ou 64 kWh, é possível carregar de 10% a 80% de carga em 47 minutos. Com a aplicação Bluelink passa a ser possível arrancar e suspender a carga à distancia.
update 20-11-2020

[update]Novo Skoda Octavia apresentado

|0 comentários
Renovar o modelo mais vendido é sempre um risco - daí que a Skoda não poupou esforços consultando o horóscopo para que tudo se alinhasse na apresentação da 4ª geração do Skoda Octavia, incluindo apresentar no dia que marca 60 anos de produção do Octavia que vendeu em 2018 400.000 unidades. Ok, tecnicamente é o 5º Octavia mas é o 4º Octavia moderno...enfim, detalhes. E este novo Octavia tem muitos detalhes - um interior de qualidade, muita tecnologia e opções híbridas.
Em termos de design exterior é basicamente uma versão reduzida do Superb com novos faróis LED monobloco à frente e alguns cromados para boa medida - pessoalmente, gosto muito do aspecto da carrinha. Mais adiante estão previstas as versões Scout e RS.









Baseado na mesma plataforma MQB do novo Golf 8 este novo Octavia é ligeiramente mais comprido que o anterior em 2,2 centímetros (para 4,69 metros), mais largo em 1,5 centímetros (para 1,83 metros) e uma distancia entre eixos de 2,67 metros. Esta permite mais espaço interior e a Skoda indica um aumento de 7,8 centímetros no espaço para as pernas dos passageiros traseiros e a mala passa para 600 litros no sedan e 640 litros na carrinha Combi.

No interior dá para ver a inspiração clara no novo Golf - pode receber um tablier digital ladeado por um ecrã táctil que pode ir até às 10 polegadas, teclas de atalho para os diferentes menus, assentos ErgoComfort do Passat, um novo volante com muitos muitos botões e nas versões de caixa automática um botão substitui a habitual manete selectora. Muitas opções de iluminação interior e materiais de qualidade completam o pacote.



Recebe também novas tecnologias como um head-up display e assistências à condução como cruise-control ativo com stop and go, alerta de colisão, deteção de peões, turn assist e muito mais. Claro que a maior parte de tudo isto são opcionais...



Debaixo do capot tem bastante por onde escolher: a gasolina o 3 cilindros 1.0 TSI de 110 cavalos (caixa manual ou DSG7 em opção), o 4 cilindros 1.5 litros TSI com 150 cavalos (pode receber em opção caixa DSG7 e tração integral) e o 2.0 litros TSI com 190 cavalos, caixa DSG7 e tração integral. Se for para a caixa automática nos motores a gasolina recebe um sistema híbrido ligeiro de 48 volts eTEC para ajudar a manter os consumos sobre controlo. A diesel tem apenas o 4 cilindros diesel de 2.0 litros TDI disponível com 115, 150 e 200 cavalos - todos podem receber opcionalmente a caixa DSG7 e as variantes de 150 e 200 cavalos tração integral.
Terá ainda à escolha uma versão híbridas plug-in com o 4 cilindros turbo a gasolina de 150 cavalos acoplado a um motor eléctrico na caixa de velocidades com um total de 204 cavalos - o mesmo do Passat GTE.
update 20-11-2020

[update]Novos BMW M3 e M4 Competition apresentados

|0 comentários
Depois das primeiras fotos surgirem online eis que a BMW apresenta os novos M3 G20 e M4 G22 na variante Competition com 510 cavalos e um visual que é capaz de fazer muitos torcer o nariz.



Eu sei que gostos não se discutem mas também é impossível não falar daquela grelha dianteira - definitivamente vieram para ficar e é divisiva e admito ousada. Vai precisar de mais que um logo M para tentar enganar o pessoal. Descrição e subtilidade definitivamente saíram pela janela e a frente é uma coleção de aberturas de ventilação e guelras muito agressivas. 


Vias e para-lamas alargados e 4 saídas de escape bem gordas completam o pacote. O tejadilho pode ser de vidro ou em fibra de carbono - opção gratuita.



Tirando o numero de portas a outra grande diferença está nas luzes traseiras, com os BMW M3 e M4 a receberem os faróis traseiros dos Série 3 et Série 4 respetivamente. O M4 terá direito a uma versão descapotável mas o M3 terá uma versão carrinha mais adiante.

O interior é idêntico nestes modelos, com um volante específico com comandos da caixa de velocidades atrás do volante e 2 botões vermelhos M1 e M2 para aceder rapidamente a configurações de especificas de condução registadas via o sistema multimédia, assentos desportivos e múltiplas aplicações em carbono.



Mecanicamente falando estas versões Competition têm debaixo do capot tem o 6 cilindros em linha biturbo S58 de 510 cavalos às 6.250 rpm e 650 Nm de binário disponiveis às 2.750 rpm (um grande salto relativamente aos 431 cavalos dos anteriores M3/M4 e 450 dos M3/M4 Competition) - (infelizmente) os novos M3 e M4 vão estar apenas disponiveis com uma caixa automática de 8 velocidades. 

E se o novo visual não for suficiente para chamar à atenção esta nova geração recebe um escape especifico com borboletas controladas eletronicamente para garantir que todos o ouvem chegar.
Toda esta potência pode ser colocada na estrada (é opcional) pela tração integral M xDrive do BMW M5 Competition com 3 modos de funcionamento: 4WD e 4WD Sport que distribuem a potencia automaticamente pelos 2 eixos, e 2WD que envia toda a potencia para trás. De série a tração é apenas traseira via um diferencial eletrónico. A rigidez estrutural foi reforçada e recebe uma suspensão pilotada especificamente calibrada, mas para os que quiserem ir um pouco mais longe podem escolher o pack opcional M Drive Professional que inclui anti derrapagem com 10 regulações e os M Drift Analyser e M Laptimer.


Com o mesmo comprimento (4,79 metros) mas apenas 5 quilogramas de diferença no peso (1.730 quilogramas para o M3 e 1725 quilogramas para o M4) as performances são idênticas - 0 aos 100 km/h em 3,9 segundos e atinge os 200 km/h em 12,5 segundos. Mas se for para o pack opcional M Race Track recebe assentos em carbono, jantes de forjadas de 18 a 20 polegadas calçadas com pneus quase slicks e discos de travão em carbo-ceramica - tudo para cortar 25 quilogramas ao peso melhorando ligeiramente estes números.
update 20-11-2020

[update]Novos Ford Bronco e Bronco Sport apresentados

|0 comentários
Depois de anos, décadas de esperanças furadas um dos grandes nomes do automobilismo norte-americano está de volta - o novo Ford Bronco acabou de ser apresentado. Estará disponível como um todo-terreno puro e duro com 3 e 5 portas, e ainda uma versão civilizada designada Bronco Sport - basicamente o que a GM fez com o Hummer H1 e o H2. Infelizmente para os europeus é pouco provável que venha para a Europa, pelo menos de forma oficial.


E sim, mais uma referência equestre na Ford, se o Mustang é o desportivo o Bronco é o nome de um cavalos muito temperamentais que provavelmente já viu naqueles vídeos de rodeos americanos com o cavalo aos pulos a tentar atirar o cavaleiro ao chão - trata-se de um todo terreno puro e duro que procura rivalizar com os Jeep Wrangler, Mercedes Classe G ou Land Rover Defender, que como podemos ver apostou tudo num estilo retro com luzes redondas, painéis de carroçaria planos, longa distancia ao solo (28 centímetros) que com a suspensão de eixo rígido e óptimos ângulos de ataque promete trepar todos os caminhos de cabras.

O Ford Bronco está disponível com 3 e 5 portas, que podem ser amovíveis (tal como o tejadilho) tal como o seu direto competidor Wrangler. Debaixo do capot terá 4 cilindros de 2.3 litros EcoBoost (dos Focus ST e Mustang) com 270 cavalos e o V6 de 2.7 litros EcoBoost com 310 cavalos, ambos acoplados a uma caixa manual de 7 velocidades com uma 1ª ultra curta ou um automática de 10 velocidades.



Voltando à metáfora do Hummer, se o Bronco é o H1 então o Bronco Sport é o H2, porque apesar do aspeto exterior é baseado no Kuga, o Bronco mais adaptado à estrada do que ao se esconde fora dela.
Para tentar captar o máximo de publico possível a Ford criou, com base no Kuga, o Bronco Sport mais civilizado na estrada mas com o estilo retro do parente puro e duro. Tem basicamente o mesmo tablier e terá debaixo do capot os 4 cilindros de 1.5 litros EcoBoost de 181 cavalos e o 2.0 litros EcoBoost de 245 cavalos já conhecido do Kuga ambos acoplados a uma caixa automática de 8 velocidades e possibilidade de tração integral.



update 20-11-2020