Melhorar a arte com automóveis

|0 comentários
É possível dizer que certos automóveis são peças de arte, mas será que o automóvel pode melhorar obras de arte já existentes e reconhecidas? Mark Patterson (@MarkChallenger1) pensa que sim e confesso que não me importava de ter algumas destas obras afixadas na parede do escritório.
Aqui temos o quadro "Landscape In Suffolk" do pintor Thomas Gainsborough, um dos pintores mais importantes no desenvolvimento da pintura de paisagens na arte britânica.

E aqui temos a obra "melhorada" incorporando a perseguição inicial do filme de James Bond "Quantum Of Solace".

110 anos - visita ao Museo Storico Alfa Romeo

|0 comentários
Para celebrar o 110º aniversário da Alfa Romeo o museu da marca preparou uma visita virtual ao "Musei de Arese" em 5 partes: "Timeline", "Bellezza", "Speed", "Archive" e "Collezione Storage Room".





Bellezza - a evolução do designe ao longo do tempo celebrando nomes como Bertone, Zagato, Giugiaro e Pininfarina.



Archive - o centro de documentação encontra-se no interior do museu e inclui documentos, imagens, vídeos, testemunhos e muito mais dos 110 anos de vida da Alfa Romeo.



Collezione Storage Room - onde se encontram os monolugares de competição, protótipos raros, edições especiais, barcos, tratores e outras criações.



Speed - as vitorias da Alfa Romeo: do primeiro Quadrifoglio de Ugo Sivocci, a Enzo Ferrari ao Alfetta Tipo 158 e muito mais.



Timeline - conta a historia da empresa, a sua evolução e o seu futuro.

Skoda Octavia RS com 2 novos motores

|0 comentários
Eis a versão desportiva do novo Skoda Octavia que estará disponível com motor a gasolina e diesel.
Disponível tanto em sedan como em carrinha Combi, o Skoda Octavia RS recebe para-choques específicos, elementos em preto como os espelhos retrovisores, grelha dianteira e outros, ponteira de escape duplas, jantes especificas de 19 polegadas e um pequeno aileron.


No interior recebe aplicações de Alcantara, assentos específicos com pontilhado vermelho e sistema multimédia com um ecrã de 10 polegadas associado ao conjunto de instrumentos digital de 10.25 polegadas.


O Octavia RS recebe o mesmo 4 cilindros turbo de 2 litros a gasolina do Golf GTi mas com 245 cavalos associado a uma caixa manual de 6 velocidades ou de dupla embraiagem de 7 velocidades - é capaz de acelerar dos 0 aos 100 km\h em 6,7 segundos e atinge a velocidade máxima de 250 km/h.
Também pode ter o seu novo Skoda Octavia RS com o 4 cilindros turbo-diesel de 2.0 litros TDI com 200 cavalos, mais 16 que a geração anterior. Acelera dos 0 aos 100 km\h em 6,8 segundos e se for para a caixa de dupla embraiagem recebe com tração integral.

Audi e-Tron S Sportback apresentado

|0 comentários
Lentamente mas certamente a gama do e-Tron da Audi continua a crescer - foi apresentada a versão desportiva e-Tron S com 502 cavalos.
Quer por for quer por dentro pouco muda (suspensão rebaixada, jantes de 21 polegadas e abas das rodas alargadas) mas é debaixo do metal que tudo muda - este modelo S tem 3 motores eléctricos ao contrario dos 2 usados até agora. Um motor aciona o eixo dianteiro e atrás há um motor eléctrico para cada roda, tudo alimentado por uma bateria de 95 kW.
Tudo somado e temos 502 cavalos, 974 Nm de binário e uma autonomia de 363 quilómetros.
Em modo normal a tração é sempre traseira mas quando a aderência é reduzida ou modo Sport é ativado tudo muda e até é possível fazer (segundo a Audi) drifts.

[update]100 anos de Mazda - vídeo

|0 comentários
Fundada no dia 30 de Janeiro de 1920 a Mazda continua, 100 anos passados, a percorrer o caminho menos viajado...



update 06-07-2020

[update]Novos Citroën C4 e ë-C4 apresentados

|0 comentários
E enfim com o 30 de Junho termina o teasing e temos todos os detalhes técnicos e mais imagens dos novos Citroën C4 e ë-C4 que vêm substituir o C4 Cactus com motorizações clássicas e eletricas - com as vendas a arrancarem ainda em 2020 será o primeiro automóvel a estar disponível com motores a gasolina, diesel e 100% eléctrica.
O design exterior é sem dúvida chamativo, certamente irá atrair muitos olhares por onde passar - um fastback com qualquer coisa de um DS 4 mais trabalhado com uma traseira mais inclinada, que combina elementos do atual design da Citroen como a iluminação dianteira do C3, as proteções de carroçaria dos SUVs da marca mas uma traseira muito alta, faróis angulares e um para-choques grande...sou o único a achar que por detrás tem qualquer coisa de Honda Civic?


Segundo a Citroen jogando com as cores exteriores é possível obter 31 combinações exteriores apartir de 7 cores exteriores e 5 packs de cores para os para-choques e saias laterais. O pack Anodised Blue é exclusivo da versão e-C4.

Mantendo o look de SUV do anterior C4 Cactus este novo C4 tem 1,53 metros de altura, distancia ao solo de 15,6 centímetros e proteções de carroçaria em plástico preto. Com 4,36 metros de comprimento é mais comprido que o C4 Cactus (4,17 metros) mas também com uma maior distancia entre eixos (2,67 metros) e 1,80 metros de largura é certo que terá bastante mais espaço interior e capacidade da mala varia entre 380 e 1250 litros.





O interior é menos ousado que o exterior - o tablier tem um conjunto de instrumentos digital ladeado por um grande ecrã tactil para o sistema multimédia (uma evolução do sistema conhecido do C5 Aircross), mas num passo para trás muito prático colocaram botões físicos para o sistema do ar condicionado ao invés de os enterrar em algum sub-menu do sistema multimédia. 

No interior pode ainda adicionar packs de cores e se for para a caixa automática EAT8 (disponível apenas nas versões mais potentes) recebe um pequeno controlador como o grupo VW usa nos novos compactos.
Enfim consegui então satisfazer a minha curiosidade e tinha razão que a Citroen tinha algo novo no tablier em frente ao passageiro dianteiro - além do porta luvas de abertura dupla parecia haver uma abertura de lados arredondados por cima do porta-luvas. Inicialmente até pensei ser um novo suporte para copos, mas não - é um suporte para tablets.

Continuando a apostar no conforto recebe os batentes de amortecedores hidráulicos progressivos dos C5 Aircross e anterior C4 Cactus bem como assentos dianteiros específicos para o conforto - vai precisar pois como esperado com a plataforma CMP não pode ter um eixo traseiro multi-braços que permite melhor equilíbrio entre conforto e comportamento.




Relativamente ao que se esconde debaixo do capot a grande novidade é sem dúvida a nova versão ë-C4 100% eléctrica - além dos já conhecidos 3 cilindros turbo de 1.2 litros (com 100, 130 e 155 cavalos) e do 4 cilindros de 1.5 litros diesel BlueHDi (com 110 ou 130 cavalos). Como os DS 3 Crossback E-tense e Peugeot e-2008, o novo Citroën ë-C4 tem um motor eléctrico de 100 kW/136 cavalos alimentado por uma bateria de 50 kWh - 0 aos 100km\h em 9,7 segundos e uma autonomia WLTP de 349 quilómetros.



update 06-07-2020

[update]BMW Today - vídeos

|0 comentários
A BMW Today é uma nova série de vídeos da BMW em que nos permite uma visita aos bastidores para conhecer concepts, automóveis ou algumas das pessoas dentro da BMW. Como de costume, actualizarei este post sempre que forem publicados novos vídeos.

Episódio 1: o Concept i4. Tudo o que precisa saber do novo BMW Concept i4 segundo o chefe de design da BMW Domagoj Dukec.


Episódio 2: o Série 1. O porta-voz do Série 1 Florian Moser apresenta-nos o Série 1 diretamente do BMW Welt.


Episódio 3: o M2 CS. Máquina de gargalhadas e sorrisos.


Episódio 4: o BMW Welt.


Episódio 5: explicar os híbridos Plug-in


Episódio 6: os bastidores da BMW Group Classic


Episódio 7: Assistência à condução


Episódio 8: modelos X


Episódio 9: gama M8


Episódio 10: o BMW Série 7


Episódio 11: o museu BMW


Episódio 12: o Série 2 Gran Coupe


Episódio 13: componentes M


Episódio 14: donuts


Episódio 15: o Série 3


Episódio 16: os BMW Art Cars


Episódio 17: o BMW i3 Urban Suite


Episódio 18: os serviços digitais


Episódio 19: o BMW X3


Episódio 20: o BMW X7

Novo Volkswagem Tiguan apresentado

|0 comentários
Atualmente o Golf não é o automóvel do povo porque a Volkswagen vende mais Tiguans que Golfs - só em 2019 ficou a uma unha negra do milhão de unidades vendidas. Daí que refrescar este modelo é importante e ao mesmo tempo um grande risco - em equipa vencedora não se mexe...muito. Além de alguns retoques visuais as grandes novidades são as novas versões eHybrid e R.
Exteriormente dá para ver uma frente em linha com o resto da família Volkswagen particularmente o Golf, novos para-choques e outros pormenores de acabamentos.
Uma das novidades é a versão para as famílias que andam sempre com pressa - o Tiguan R. Exteriormente recebe alguns já conhecidos elementos da R-Line da Volkswagen com para-choques, para-lamas e extractor traseiro específicos, suspensão activa DCC rebaixada em 10 milímetros e jantes de 21 polegadas "Estoril" que escondem enormes discos de 18 polegadas.

Tem debaixo do capot o já conhecido 2 litros turbo agora a debitar 320 cavalos e 420 Nm de binário do Arteon R nas 4 rodas via uma caixa de dupla embraiagem de 7 velocidades e um novo sistema 4Motion com torque-vectoring e um botão a dizer "Race".

Se o Tiguan R é o Yang, o Tiguan eHybrid é o Yin com a já conhecida e testada combinação do motor a gasolina de 1.4 litros TSI com um motor motor eléctrico alimentado por uma bateria de 13kWh debitando 250 cavalos sendo capaz de atingir os 130km\h sem consumir uma gota de gasolina e uma autonomia eléctrica de 50 km. Se no Tiguan R recebe um botão Race, no Tiguan eHybrid recebe um botão E-Mode.

Curioso é a escolha do nome eHybrid - ambos Golf e Passat com a mesma mecânica usam a designação GTE, este Tiguan é o eHybrid....
Claro que se preferir poderá ir para as mecânicas clássicas a gasolina e diesel, estas ultimas recebem injeção dupla de AdBlue para emissões mais baixas.

O interior foi atualizado e recebem uma overdose de tecnologia e assistências à condução, adoptando as modernas tecnologias do Golf 8 ao tablier mais antigo do Tiguan resultando num arranjo não tão dramático e avançado como o do novo Golf 8. Recebe o mais recente sistema multimédia MIB3 com um ecrã de 6,5 ou 10 polegadas capaz de receber atualizações via internet, compatibilidade Apple CarPlay e Android Auto sem fios, comandos por voz, portas USB-C iluminadas, streaming de musica direto e múltiplos botões (incluindo no volante como opção) substituídos por superfícies tácteis.

Em termos de tecnologias as ajudas à condução (Travel Assist, cruise control activo que funciona até aos 210 km\h, sistema de travagem de emergência automático e outras) são atualizadas à versão mais recente e pode ter farois LED do tipo Matrix (nas versões mais caras) capazes de animações personalizadas e iluminação dinâmica da estrada.
O refrescado Tiguan chegar aos concessionários no outono e a versão longa de 7 lugares Allspace a chegar pouco depois.