O coleccionador de Passats

|0 comentários
Depois de publicarem vídeos dedicados a cada uma das gerações do Volkswagen Passat, a marca alemã apresenta-nos o senhor Dirk Marks e ele colecciona Passats...porque...porque não?

Recordar o Peugeot 405 - vídeos

|0 comentários
O Museu da Peugeot teve uma exibição dedicada ao Peugeot 405 que completa 30 anos - a exposição vai estar activa até ao dia 20 de Junho mas o museu publicou um curto video do que poderíamos ver exposto.


Mas acabei curioso por mais e acabei por me perder no Youtube - eis alguns dos vídeos mais interessantes que encontrei.

Apresentação do Peugeot 405 e gama 1987

Anúncios

Peugeot 405 Mi16 - ensaio


Peugeot 405 Mi16 nos Turismos britânicos 1992


Peugeot 405 Turbo-16 Hill Climb


Climb Dance
E para terminar não podia faltar o video de Jean Louis Mourney da subida de Pikes Peake com Ari Vatanen e Robby Unser ao volante do Peugeot 405 T16 GR.

[vídeos reparados]Estrelas com 4 rodas e 1 volante

|8 comentários
Depois do post Trivialidades de 4 rodas - "estrelas de cinema com 4 rodas e 1 volante", resolvi ir mais além e pesquisar filmes alguns não sobre automóveis mas onde o automóvel tem decididamente um papel marcante. Mantive os títulos originais porque nem todos os filmes chegaram a Portugal.
Todas as semanas vou acrescentar um titulo para ajudar a recordar ou quem sabe sugerir um filme a alugar.


Christine 1983
Transcrição para o grande ecrã do clássico de Stephen King sobre um Plymouth Fury de 1958 homicida e a sua influencia sobre o seu jovem proprietário. Realizado pelo mestre John Carpenter.

The Cannonball Run
Uma referencia na minha juventude, particularmente o rugido do Lamborghini Countach LP 400S de 1980 logo no inicio. Ajuda também as participações de Burt Reynolds e Adrienne Barbeau em spandex ao volante do dito Lamborghini Countach LP 400S. No Cannonball Run 2 surge o mesmo carro mas pilotado pela "prima Daisy"

Jeepers Creepers 2001
Um filme de terror tem um bom mau da fita - um demonio que devora pessoas, conduz a viatura certa (Chevrolet COE) e tem a buzina assustadora para encerrar o pacote. Bora lá então para aterrorizar os manos que conduzem o seu Impala de 1960 no regresso a casa.

Death Proof 2007
Um filme muito ao espirito do Vanishing Point. Este Death Proof foi realizado por Quentin Tarantino em homenagem a este genre de filmes em que vemos Kurt Russell no papel de Stuntman Mike que passa as noites a matar mulheres no seu Chevy Nova 1970 que mais tarde substitui por um (espetacular) Dodge Charger de 1969 para continuar a caçada apenas para se meter com as raparigas erradas.

Blues Brothers
Sugerido por comentário - não o ia incluir porque o adoro pela música e artistas e não propriamente pelas performances de 4 rodas, mas é uma boa comédia e o Dodge Monaco usado pelos Blues Brothers nas interminaveis fugas à policia é especial.

The Car 1977
No "The Car" vemos um carro consciente, um Lincoln Continental Mark III de 1971 modificado, que decide aterrorizar uma pequena cidade matando quem surgir à sua frente. Aquele toque de buzina é de arrepiar.

SwordFish
Não me lembro de ver muitos TVR no grande ecrã, mas o TVR Tuscan Speed-6 ficou espectacular no Swordfish com John Travolta e Hugh Jackman.

Smokey and the Bandit
Um grande filme de Burt Reynolds (outro é o Cannonball Run) ao volante de outro grande carro - um Pontiac Tans Am de 1977, com muito humor e perseguições quanto baste.

Bourne Identity
Uma perseguição muito ao estilo do Italian Job, com este Mini 1100 Special a literalmente voar pelas ruas e ruelas de Paris.

Waynes World
O AMC Pacer é reconhecido por 2 coisas - por ser um dos piores automoveis alguma vez construido e pelo seu papel no "Waynes World" com a Bohemian Rhapsody dos Queen a tocar.

Initial D
Adaptação ao cinema da manga japonesa Initial D em que reina o Toyota AE86.

Kill Bill
Quem viu o filme Kill Bill lembra-se de certeza do “Pussy Wagon”, um Chevrolet 2500 Silverado Fleetside de 1997 preparado e com uma pintura amarela. Curiosamente, este automóvel ainda é usado pelo realizador Quentin Tarantino como automóvel particular...Nice

Transformers
Como jovem dos anos 80, lembro-me que o Bumblebee original era um carocha, mas este Chevrolet Camaro encaixa perfeitamente no papel.

The A-Team
Não seriam Os soldados da Fortuna sem o GMC Vandura. Esta carrinha e série deram origem a uma serie de Xunings de Ford Transits que nem é bom recordar.

Back To The Future
Estrela do Regresso ao Futuro (1, 2 e 3), o De Lorean DMC-12 alterado para máquina do tempo encheu os sonhos de muitos teenagers do meu tempo. Pena é que na vida real seja um dos carros mais mal construidos de sempre.

Dias de tempestade
Um remake de Top Gun com corridas de NASCAR e não F-14...que provavelmente explica um pouco o fraco sucesso do filme. Mesmo assim grande filme com o Chevrolet Lumina Nascar em 1º plano. Vi-o 2 vezes quando saiu...

GhostBusters 1 e 2
Um dos elementos mais marcantes desta comédia - a carrinha de serviço dos Ghostbusters, uma Cadillac Miller-Meteor 1959.

The Transporter
A trilogia The Transporter tem Jason Statham com actor principal, a Audi apostou e venceu ao colocar os seus automoveis - se Statham é o condutor, o Audi é o seu fato.

Blade
O Dodge Charger R/T de 1968 usado pelo Blade na trilogia de filmes Blade é simplesmente magnifico. Bem como o Charger que apareceu no Bullit mas já falei nesse...

C’était un Rendez-Vous
Se Jeremy Clarkson gostou é porque merece a nossa atenção - um video de 8 minutos de "passeio" por Paris (as 5 da manhã) com os sons do Mercedes 450 SEL 6.9 de 1976.

Se tiver sugestões, mande um email ou deixe nos comentários.

[vídeos reparados]Trivialidades de 4 rodas

|2 comentários
Edição "estrelas de cinema com 4 rodas e 1 volante"


Existem filmes em que as as máquinas de 4 rodas têm um papel principal no desenrolar da história - abaixo incluo alguns dos meus filmes preferidos em que os automoveis ocupam o primeiro plano.

Goldfinger, 1964

Estrela de 4 rodas: Aston Martin DB5
Estrela carne e osso: Sean Conery



The graduate, 1967

Estrelas de carne e osso: Dustin Hoffman
Estrelas de 4 rodas: Alfa Romeo Duetto Spider



Bullitt, 1968

Estrelas de carne e osso: Steve McQueen
Estrelas de 4 rodas: Ford Mustang GT390 e Dodge Charger



The love bug (Herbie)

Estrelas de carne e osso: Dean Jones
Estrelas de 4 rodas: Volkswagen Beetle



The Italian Job, 1969

Estrelas de carne e osso: Michael Caine
Estrelas de 4 rodas: Mini Cooper



Duel, 1971

Estrela de 4 rodas: Plymouth Valiant
Estrela carne e osso: Dennis Weaver




The French Connection
, 1971

Estrela de 4 rodas: Pontiac Le Mans
Estrela carne e osso: Gene Hackman



Le Mans, 1971

Estrela de 4 rodas: Porsche 917
Estrela carne e osso: Steve McQueen



Vanishing Point, 1971

Estrela de 4 rodas: Dodge Challenger
Estrela carne e osso: Barry Newman



The spy who loved me, 1977

Estrela de 4 rodas: Lotus Esprit
Estrela carne e osso: Roger Moore



Ferris Buellers Day off, 1986

Estrela de 4 rodas: Ferrari 250 California
Estrela carne e osso: Mathew Brodrick



Tucker, 1988

Estrela de 4 rodas: Tucker Torpedo
Estrela carne e osso: Jeff Bridges



Driving Miss Daisy, 1989

Estrela de 4 rodas: Hudson Hornet
Estrela carne e osso: Jessica Tandy e Morgan Freeman



Thelma and Louise, 1991

Estrela de 4 rodas: Ford Thunderbird
Estrela carne e osso: Geena Davis e Susan Sarandon



Ronin, 1988

Estrela de 4 rodas: Peugeot 407 e BMW serie 5
Estrela carne e osso: e Jean Reno



Gone in 60 seconds, 2000

Estrela de 4 rodas: Shelby Mustang GT500
Estrela carne e osso: Nicolas Cage


The fast ans the Furious, 2001

Estrela de 4 rodas: Toyota Supra
Estrela carne e osso: Paul Walker

"Blood Drive" no SyFy...argh!

|0 comentários
Já houveram vários filmes de terror ou thrillers em que o automóvel é a estrela principal, filmes como "Christine" ou "The Car", mas foram poucos - aí entre o canal de televisão SyFy: Steven Spielberg, Francis Ford Coppola são apenas alguns dos realizadores que não colaboraram com títulos memoráveis como Sharknado ou Lavalantula deste canal. Com a popularidade do automóvel o canal SyFy achou que seria uma boa ideia recuperar o genre com "Blood Drive". Aviso desde já - se é "sensível" ou tem bom gosto não clique no video abaixo...a sério...
Basicamente, esta série decorre em 1999 em que devido a "algo" a água e gasolina estão quase esgotados daí que os fãs do automoveis modificaram os seus carros para trabalharem à base de humanos. Yup, carros comem pessoas...

Nissan Leaf...todo-terreno?!

|0 comentários
Já vi um Leaf descapotável, um Leaf a fazer drifting e até um Leaf carro funerário - mas confesso que é a primeira vez que oiço falar de um Leaf fora da estrada. Mas aí está - um Leaf preparado para fazer as 16.000 quilómetros do rally do Reino Unido à Mongólia.

Este é o Nissan Leaf AT-EV (All Terrain Electric Vehicle) e é o que o pessoal da RML Group fez apartir dum Leaf Acenta 30-kWh que pode comprar num concessionário próximo de si.

Skoda Karoq apanhado na estrada

|0 comentários
E sim, parece o "Querida, encolhi o Kodiaq e dei-lhe um nome ridículo" - ei-lo aqui num video apanhado na Republica Checa e imagens da Motor1.



Estas imagens e o modelo no video parecem já de série, a frente é muito semelhante ao do Kodiaq e a traseira parece exactamente igual - a grande diferença será a distancia entre eixos (aproximadamente 4,35 metros que é um pouco mais que os 4.22 metros do atual Yeti). E claro, agora que temos o Skoda Kodiaq de 5 lugares (deve ser apresentado no salão de Frankfurt já no outono) para quando o Seat Ateca de 7 lugares?

[update videos]Opel Ampera-e no Salão automóvel de Paris

|0 comentários
A versão Opel do Chevrolet Bolt vai estar no Salão de Paris. Tirando a grelha dianteira é basicamente o mesmo carro: um automóvel feito de raiz para ser elétrico, uma autonomia (anunciada) de 320 quilómetros, com 204 cavalos de potência e 360 Nm de binário máximo disponíveis desde o momento em que esmaga o acelerador - ver vídeo abaixo para mais detalhes.
A bateria está localizada no fundo do carro, tal como no Tesla Model S, permitindo cinco lugares confortáveis e bagageira comparável com à de um modelo compacto. Terei hipótese de o ver em Paris este ano, ficando apenas a questão de qual será o preço praticado (o Ampera mk1 era caro demais) e qual será a autonomia na vida real.


update 21-02-2017


update 27-04-2017

[update novo trailer]Cars 3 estreia Junho de 2017

|0 comentários
Proponho registar desde já 2 datas na sua agenda para 2017 - o dia de São Valentim porque estreia o 2º filme das 50 Sombras de Grey e em Junho (e no canto oposto do espectro) estreia o 3º episódio da série Cars da Disney-Pixar! Fica o primeiro Ficam os videos teaser e não começa bem para o Faisca McQueen...


update - 2º trailer

update - vídeos adicionais
Jackson Storm


Lightning McQueen


Meet Cruz Ramirez


Cars 3 “Next Generation” Extended Look


update 27-04-2017 - novo trailer

DieselGate - ponto de situação 27-04-2017

|0 comentários
Há já algum tempo que não faço uma ponto de situação do dieselgate, e algumas noticias bem interessantes - como sempre sem tretas, conservantes ou adoçantes acrescentados.
VW multada em 4.3 mil milhões de dólares em multas e 3 anos de "colaboração"
Um juiz federal confirmou a sentença criminal de Janeiro (que a VW já se tinha dado como culpada de conspiração, obstrução de justiça e importação indevida de produtos) de multa de 4.3 mil milhões de dólares, colaboração completa com autoridades e 3 anos de supervisão independente para assegurar que não volta a sair da casca.

Durante a sessão o juiz Sean Cox disse que a gestão da VW cometeram propositadamente uma fraude de grandes dimensões com conveniência da direcção e espera que o departamento de justiça ou governo alemão investiguem e processem os responsáveis. O juiz também lamentou que quem irá pagar a conta do dieselgate são os trabalhadores do grupo não a direcção. Cox disse também que espera que a VW sirva de exemplo para o resto da industria automóvel.

Resumindo as batalhas legais do grupo VW com o governo norte-americano terminaram - mas ainda há os 7 executivos da Volkswagen acusados criminalmente nos EUA, os inúmeros casos civis e claro continuam as investigações noutros mercados - afinal o dieselgate afetou 11 milhões de automóveis no mundo inteiro.


União Europeia prepara regras homologação mais apertadas
A União Europeia ultima novas regras para a homologação de automóveis novos na Europa, principalmente lidar com os conflitos de interesse entre os reguladores nacionais e os construtores automóveis sediados nesse pais, reforça supervisão da União Europeia podendo inspeccionar directamente determinados automóveis e permite que multe os construtores automóveis até 30.000 euros por automóvel.

Todos os anos, cada estado membro terá de avaliar pelo menos 20% dos modelos colocados no seu mercado nacional no ano anterior e cada autoridade homologadora poderá rever as decisões dos seus pares noutros países. O valor das multas seria para compensar os proprietários dos automóveis, reforçar a proteção do ambiente ou a vigilância do mercado.

Esta proposta ainda tem que passar pelos estados membros e pela comissão europeia, mas este voto sobre o rascunho reforça as chances de aprovação final. Infelizmente faltou o principal - criar uma entidade europeia independente tipo a EPA norte-americana. Apesar do dieselgate o lobby automóvel e os países com forte industria automóvel continuam a tentar bloquear o reforço legislativo, esta proposta da União Europeia não é forte o suficiente, mas o suficiente para conseguir passar e melhorar a situação atual.


O "Snowden" da VW identificado em livro
O dieselgate tem de tudo - mentiras, traição, guerras de família, intervenções policiais, multinacional pouco cooperante com a lei e como sempre houve, um chibo. E sobre esta ultima "personagem" que O jornalista do New York Times Jack Ewing acaba de publicar um livro sobre o dieselgate chamado "Faster, Higher, Farther: The Volkswagen Scandal" do autor Jack Ewing" e dos primeiros pormenores que saltou foi a identificação da pessoa dentro da VW que confessou tudo a EPA antes de tudo vir a público.

Segundo Jack Ewing terá sido o chefe de gabinete de engenharia e ambiente da Volkswagen Stuart Johnson a contactar a EPA. "Oficialmente", devido à sua posição, Johnson esteve desde o inicio na primeira linha do dieselgate quando este rebentou em Setembro de 2015 mas segundo o livro ele teria já abordado a California Air Resources Board (CARB) em Agosto desse ano, alguns dias antes de uma reunião entre a VW e a CARB. Essa reunião terá sido entre um dos diretores da CARB Alberto Ayala e Johnson, com este a fazer claro que aquilo que iria dizer erá em completa contravenção com as ordens que recebeu dos seus superiores.

A documentação da acusação de Janeiro ao grupo VW em que 6 executivos são acusados não cita o nome de Johnson mas faz menção a 2 testemunhas cooperantes ou Cooperating Witness - cooperam com a acusação e por troca não são acusados de actividade criminosa. Johnson, apesar de estar muito envolvido na certificação dos diesel ilegais, não foi acusado.


Volkswagen diz que reparações não causam problemas
Tenho visto muitos noticias e publicações sobre proprietários de veículos VW com o diesel EA189 que se queixam de aumento de consumo de combustível, performance reduzidas, excessiva regeneração e até bloqueio de filtros de partículas, avaria de turbos, injectores e válvula EGR. A marca veio agora dizer que estas reclamações referem-se a menos de 1% dos 600.000 veículos já reparados.

A Autocar cita um porta-voz da Volkswagen que diz que 99% dos clientes estão satisfeitos com as medidas aplicadas e acredita que este 1% de veículos que tiveram problemas a causa não é a reparação mas sim outros problemas como manutenção regular não efectuada ou modificações feitas pelos proprietários (tunings, filtros removidos e outros). A reparação foi testada em 200.000 veículos e aprovada pelas autoridades independentes (a KBA) antes da aplicação.

Novo Mercedes Classe S apresentado - restyle

|0 comentários
O Mercedes Classe S continua no topo do mundo automóvel, mas com o BMW Série 7 a ganhar terreno e o aproximar de uma nova geração do Audi A8 obriga a uma actualização - principalmente novas tecnologias e um novo 6 cilindros em linha.

Exteriormente a os faróis dianteiros (notem as 3 "sobrancelhas" nas luzes diurnas - o Classe C tem uma, o Classe E tem duas), os para-choques foram redesenhados, as saídas de escape são integradas no para-choques e recebe novas jantes (de 17 a 20 polegadas.

No interior recebe um volante de 3 braços com superfícies tateis e os 2 grandes ecrãs agora parecem ligados quando antes estavam claramente separados. Carregamento de telemóveis por indução à frente e atrás, luz ambiente personalizavel com 64 cores diferentes e uma nova função chamada Energizing que combina funções dos assentos. ventilação, fragrâncias, iluminação e música para ir de encontro ao seu "humor" e estado mental. Esta função tem 6 definições: Freshness (fresco/frescura), Warmth (quente/aconchegante), Vitality (vitalidade), Joy (alegria), Comfort (conforto) e Training (treino).



Mas a tecnologia sempre foi a "piece de resistance" do Classe S - a função de condução autónoma Intelligent Drive foi atualizada sendo agora capaz de lidar com mais fontes de informação e mais situações, e (tal como no BMW Série 7) estaciona-se de fora do veiculo. A suspensão ativa com câmara "Magic Body Control" foi atualizada para a mesma versão da do Coupé sendo capaz de inclinar o veiculo para o interior da curva reduzindo a força centrifuga aplicada sobre os passageiros, recebe também comunicação entre veículos Car-to-X (alerta e recebe alertas de condições de estrada, tempo ou acidentes que outros veículos possam ter detetado) e o cruise-control activo é capaz de fazer sozinho e automaticamente o para-arranca das eternas filas de transito. 

Outra novidade é o Active Distance Assist que usa os radares e câmaras para ler a estrada e comparar com os mapas digitais - ajustando a velocidade de acordo com as curvas, rotundas ou crusamentos ao invés de manter sempre a definida pelo cruise-control.

Debaixo do capot a grande novidade é o regresso do 6 cilindros em linha e os restantes são atualizados. Os V6 diesel passam a ter ter 3 litros com distribuição variável e turbos de dupla fase - o S 350 d passa de 258 para 286 cavalos com 600 Nm de binário e o novo S 400 d debita 340 cavalos e 700 Nm de binário. Já a gasolina, o novo 6 cilindros em linha M256 de 3 litros chega mais tarde com um sistema eléctrico de 48 volts com alternador-arrancador e compressor eléctrico para reduzir consumos e tempo de resposta dos 2 turbos. Já os V8 todos passam a ter 4 litros - o S 500 é agora substituído pelo S 560 com 469 cavalos e 700 Nm, já o S 63 AMG recebe um chassis melhorado e um pouco mais de potência (612 cavalos e 900 Nm de binário). No topo da gama mantém-se o S65 AMG com o seu V12 de 630 cavalos e 1000 Nm de binário

[update - 11]Mazda - vídeos oficiais

|0 comentários
A Mazda do Reino Unido arrancou uma série de vídeos dedicados a tudo do universo Mazda (gama atual, clássicos, concepts e tudo pelo meio), tendo em conta que a maioria dos vídeos oficiais da marca vêm em japonês é sem dúvida algo bem vindo para os fãs. Ficam abaixo os episódios já publicados e irei atualizando conforme novos surgirem.


Episódio 1 - o MX-5


Episódio 2 - bastidores da apresentação do novo MX-5 RF e Mazda CX-5


Episódio 3 - bastidores da apresentação do novo MX-5 RF


Episódio 4 - recordar Mazda 2016 e novos anúncios


Episódio 5 - o "Mazda Drive Together" e o Mazda Cosmo Sport


Episódio 6 - o Cheddar Gorge no MX-5 e o concept RX-VISION


Episódio 7 - MX-5 RF em Barcelona e clássicos


Episódio 8 - apresentação do MX-5 RF e o Drive Together


Episódio 9 - coupés clásssicos da Mazda


Episódio 10 - novo CX-5 em Genebra


Episódio 11 - filmagem do novo Mazda MX-5 na Escócia e entrevista

BMW M4 CS apresentado...e eu não gosto

|0 comentários
Um novo BMW costuma ser noticia que anima qualquer fã dos automóveis, e na China a marca alemã apresentou o BMW M4 CS que consegue simultaneamente animar-me e deprimir. 

Todos recordamos o turbulento M4 GTS, uma série especial que debitava 500 cavalos e cujos 700 exemplares foram rapidamente vendidos - este M4 CS é uma série especial (não limitada) que encaixa entre o M4 "normal" e o M4 GTS.

E no meio é a palavra chave - neste M4 CS o 6 cilindros debita 460 cavalos (o M4 normal debita 430 cavalos e o GTS 500 cavalos) perdendo o sistema de injeção de água que baixava a temperatura do ar de admissão. O visual é também intermédio entre M4 e M4 GTS - recebe um splitter mais pequeno, um pequeno aileron ao invés da asa completa no GTS e jantes especiais mas mais simples que o GTS.

Para reduzir o peso (curiosamente também entre o M4 e M4 GTS) recebe jantes especificas mais leves (calçadas com pneus Michelin Pilot Sport Cup 2 ou uns Michelin Cup Sport mais adaptados à estrada), discos de travagem em cerâmica com pinças pintadas a amarelo, capot em fibra de carbono reforçado com plástico (CFRP), faróis OLED do GTS e kit aerodinâmico em fibra de carbono.

No interior recebe assentos desportivos de baixo peso em couro e alcantara, combinam com o sistema de áudio e GPS Professional.


A caixa de dupla embraiagem DKG é de série e a suspensão é basicamente a mesma do M4 Competition Package com o pack Adaptive M Suspension a oferecer regulações de Comfort, Sport e Sport+. O controlo de estabilidade e o diferencial ativo M foram recalibrados.

Tudo somado, e até no Nurburgring este M4 CS consegue ficar no meio - 7 minutos e 38 segundos, entre o M4 (7:52.00) e M4 GTS (7:27.88).

E então porquê ficar deprimido? É que depois dos BMW i a marca alemã parece apenas interessada em fazer mais do mesmo apenas afinando a receita e ocasionalmente produzir um modelo especial para alegrar a alma e marketing. Este M4 CS parece ser um carro fenomenal, mas olhando friamente para os números parece mais um exercício de preencher uma abertura na gama: atualmente a BMW M tem apenas os modelos normais M e respectivas versões Competition Package - chegam agora as versões CS. Portanto, podemos esperar mais BMWs M no futuro - o próximo deverá ser o M2 CS certamente... vamos lá BMW, vocês conseguem fazer melhor que isto!

Como dar a volta à lei...literalmente!

|0 comentários
No início de Abril o tribunal supremo da Índia proibiu a existência de bares ou lojas de venda de álcool a menos de 500 metros de auto-estradas estatais e nacionais. Uma decisão que obrigou ao fecho de um grande número de estabelecimentos, mas um proprietário teve uma ideia de génio e deu a volta à situação.
Quando antes era um entrada direta entre a sua loja e a rua, o proprietário levantou um percurso ladeado por blocos de cimento em torno do seu bar - assim quem tenta aceder ao bar terá que percorrer 520 metros, ou seja, pode continuar aberto!

Opel Grandland X apresentado

|0 comentários
Depois do Crossland X chega mais um produto da parceria de 2012 entre Opel-PSA antes da compra por parte dos franceses - este é novo Opel Grandland X baseado na mesma plataforma dos 3008/5008 e C5 AirCross.

Exteriormente é talvez o mais clássico do triunvirato de SUVs médios da PSA-Opel - a frente é inspirada no novo Insignia Grand Sport, o pilar C e os faróis traseiros de grandes dimensões em 2 partes inspirados no Astra. No interior continua o "classicismo" com um conjunto de instrumentos analógico e o ecrã para o sistema multimédia está mais baixo.

A nível de tecnologias recebe cruise control ativo, travagem de emergência automático com deteção de peões, ajuda ao estacionamento, carregamento de smartphones por indução, assentos dianteiros, traseiros e volante aquecido, e muitas outras tecnologias.

Baseado na plataforma EMP2 e fabricado na unidade da Peugeot em Sochaux, o Grandland X ultrapassa (em comprimento) o 3008 em 3 centímetros(comprimento 4,477 metros dos quais 2,675 metros ficam entre os eixos, 1,844 metros de largura e 1,636 metros de altura). Debaixo do capot não há detalhes oficiais mas podemos esperar os mesmos motores que temos debaixo do capot do 3008/5008. A tração será dianteira com o Grip Control disponível.

A apresentação ao publico está marcada para o salão de frankfurt com vendas a arrancarem no início de 2018.

Skoda Vision E concept apresentado

|0 comentários
Já anunciado eis mais imagens e detalhes de um concept interessante - este Skoda Vision E não só tem um formato novo, como estreia a 1ª motorização eléctrica da marca.


A denominação E é relativa à motorização eléctrica - até 2025 a marca checa espera ter 5 modelos 100% eléctricos, com o primeiro previsto para 2020. Deverá ser o futuro "Kodiaq Coupé", previsto para 2018, a estrear a versão de série desta motorização eléctrica - além das motorizações clássicas.
Baseado na nova plataforma modular para automóveis eléctricos MEB tem 4,69 metros de comprimento (menos 1 cm que o Kodiaq atual) mas bastante mais baixo: 1,59 metros contra 1,68 metros. Acrescentamos um traseira mais fluída e vidros laterais mais pequenos e temos um (inesperado) rival para os BMW X4 e Mercedes GLC Coupé.
Visualmente este Vision E é muito parecido com o Vision S que anunciou o atual Skoda Kodiaq, recupera os faróis dianteiros e traseiros angulares, a grelha frontal e as nervuras laterais.
Mecanicamente não há muitos detalhes específicos - segundo a Skoda, o Vision E usa a mesma motorização do concept VW I.D. Crozz com 306 cavalos e graças as suas baterias de alta capacidade é capaz de uma autonomia de 500 km. Este concept também incluiu um sistema de condução autónoma de nivel 3, ou seja, ainda precisa de atenção do condutor.
"