Edd China está de volta!!

|0 comentários
Confesso que o Wheeler Dealers era um dos meus programas favoritos até à saida de Edd China. Mas ele está de volta com o "Edd China’s Garage Revival" no YouTube. Resumidamente Edd estabelece contacto com proprietários de automóveis clássicos e trabalha com eles nos seus projectos de restauração - perfeição!

Novo Citroën C4 Aircross - apenas na China

|0 comentários
Não, não troquei com fotos do Citroën C3 Aircross - o mercado Chinês vai ter este C4 Aircross que é basicamente um C3 Aircross mais comprido.

O mercado chinês movimentou em 2017 30 milhões de unidades e uma das características mais apreciadas neste mercado é a habitabilidade traseira com muitos construtores a oferecerem versões mais compridas exclusivas para este mercado - daí que para o salão de Pequim a Citroen esticou o C3 Aircross de 4,15 para 4,27 metros e chamou-o de C4 Aircross. 
E para esfregar sal na ferida, se na Europa não podemos ter Airbumps no C3 Aircross neste C4 Aircross a Citroen colocou os airbumps do concept C-Aircross...MAS QUE RAIO CITROEN?!! Também queremos Airbumps!

Segunda-feira...

|0 comentários

Fiabilidade Dacia Logan e Sandero

|0 comentários
Os Dacia Logan e Sandero estão a ser recolhidos devido a problemas com os cubos das rodas dianteiras.
Segundo a nota A12/0528/18 nos Dacia Logan e Sandero (EC-type: e2*2001/116*0314*83 e e2*2007/46*0030*40) produzidos entre 22/09/2017 a 25/09/2017 podem surgir rachadelas nos cubos das rodas dianteiras que podem levar à falha deste componente. Se isto acontecer a roda dianteira pode soltar-se.

Fiabilidade Dacia Duster

|0 comentários
Os Dacia Duster equipados com kit de bola de reboque estão a ser recolhidos devido a um possível mau contacto.
Segundo a nota A12/0579/18 os Dacia Duster (EC-type: e2*2001/116*0314 ext 00 a 83 e e2*2007/46*0030 ext 00 a 40) equipados o kit de bola de reboque de referencia 8201692139 ou 8201692144 entregues entre 08/12/2016 e 13/06/2017 podem desenvolver um mau contacto que leva ao apagar das luzes do atrelado sem qualquer aviso ao condutor.

Fiabilidade Opel Movano

|0 comentários
Os Opel Movano estão a ser recolhidos devido a um problema com a direção.
Segundo a nota A12/0398/18 os Opel Movano B (EC-type: e1*2007/46*0362*20) produzidos entre 2016 e 2017 pode falhar um elemento da direção incorretamente apertado levando à perda de controlo.

Fiabilidade Renault Zoe

|0 comentários
Os Renault Zoe estão a ser recolhidos devido a um problema com a caixa de velocidades.
Segundo a nota A12/0409/18 os Renault Zoe (X10) (EC-type: e2*2007/46*0251 ext 09 a 10) fabricados após 18/10/2016 podem sofrer de um disfuncionamento da caixa de velocidades que pode leva à perda da função de estacionamento/Park ou não ser possível activar essa função.

Fiabilidade Nissan Micra

|0 comentários
Os Nissan Micra K14 estão sujeitos a duas acções de recolha - uma pelos cintos de segurança e outra pelos cubos das rodas dianteiras.
Segundo a nota A12/0530/18 nos Nissan Micra (K14; EC-type: e9*2007/46*6454) produzidos entre 26/09/2017 e 03/10/2017 o sensor interno para os pré-tensores dos cintos de segurança pode não funcionar correctamente na eventualidade de um acidente não segurando os ocupantes de forma correta.
Segundo a nota A12/0529/18 nos Nissan Micra (K14; EC-type: e9*2007/46*6454) produzidos entre 26/09/2017 e 04/10/2017 podem surgir rachadelas nos cubos das rodas dianteiras que podem levar à falha deste componente. Se isto acontecer a roda dianteira pode soltar-se.

Volvo Cars Job Swap - videos

|0 comentários
Mais uma série de vídeos que nos dão uma amostra do trabalho que envolve a produção dos automóveis Volvo - mas sendo suecos filmar apenas a produção e fazer um documentário seria um pouco...alemão. Daí que resolveu fazer uma série de curtos vídeos em que troca os trabalhos de alguns funcionários para ver o que acontece - se recentemente comprou um Volvo e algo vinha estranhamente montado o mais certo é ter sido um destes senhores ;).

Episódio 1 - Designer de superfícies
Nest primeiro episódio temos a montadora Britta Gabriel a experimentar o trabalho de Anders Magnusson no design de superfícies.

Episódio 2 - Montador Special Vehicles
Agora é a vez de Anders Magnusson passar o dia no departamento de Special Vehicles onde Britta Gabriel trabalha - este é o departamento que monta muitas vezes completamente à mão aquelas mulas de testes que vemos nas foto-espias.


Episódio 3 - Weldmaster/soldagem
O auditor Ivan Verwulgen vai experimentar o trabalho de weldmaster de Sven Vanden Eeden que inclui verificar milhares de pontos de soldagem em cada carroçaria.


Episódio 4 - Auditor/Controlo qualidade
É a vez do weldmaster Sven Vanden Eeden tentar o trabalho de auditor de qualidade de Ivan Verwulgen.

[update videos]Novo Mercedes Classe A apresentado

|0 comentários
O Mercedes Classe A continua a ser um sucesso de vendas, mas a idade não perdoa e está na hora de uma nova geração - novas formas, novos motores, novo interior. Será apresentado ao publico já no salão de Genebra com as vendas as arrancarem no verão.


O perfil pouco mudou, mas dá para notar que os flancos foram simplificados e é mais comprido em 30 milímetros. À frente é fácil de ver a inspiração no novo CLS com os faróis angulares. Atrás os faróis são novos deixando o formato rectangular por um em gota.


No interior podemos ter o que pode ser descrito como um Classe S em miniatura - mais espaço, mais tecnologia e mais conforto. Nos modelos topo de gama recebe 2 ecrãs de 10.25 polegadas (apenas 7 polegadas nos restantes) controlados por superfícies tacteis. Madeira, metal verdadeiro, plásticos de qualidade, iluminação ambiente capaz de produzir 64 cores diferentes, até o volante foi retirado do Classe S.



Este Classe A recebe um novo sistema multimédia chamado MBUX em que a principal novidade é a passagem para uma interface por toque - o ecrã é tactil, há uma touchpad na consola central e até botões sensíveis ao toque no volante. Para minimizar a distracção também terá um novo sistema de controlo por vós mais inteligente.


Com a maior distancia entre eixos melhora a habitabilidade traseira e a mala ganha 29 litros de capacidade para 370 litros.



Debaixo do capot temos no inicio, o novo 4 cilindros de 1.3 litros TCe M282 já estreado na Renault Scenic mas aqui com desactivação de cilindros e abertura variável de válvulas para debitar 163 cavalos e 250 Nm de binário acoplado a uma caixa manual de 6 velocidades ou dupla embraiagem de 7 velocidades. A gasolina temos ainda o Classe A 250 com um 2 litros a debitar 224 cavalos apenas disponível com a caixa DCT. A diesel no arranque das vendas está apenas disponível o já conhecido 1.5 litros dCi com 116 cavalos acoplado à caixa DCT. Outros motores se seguiram, incluindo motores mais potentes como 2 versões AMG: A35 e A45. O A35 debitará à volta de 300 cavalos graças à tecnologia híbrida EQ já vista no novo CLS 53, e o A45 deverá debitar mais de 400 cavalos mas só em 2019.

A nível de transmissões, continuara disponível integral 4Matic e além da caixa manual vão estar disponíveis 2 caixas de dupla embraiagem 7G-DCT: uma Getrag para os motores mais pequenos e a da Mercedes para os motores de 2 litros e maiores.

E claro não esquecer as "variantes" que devem destilar nos próximos 2 anos - o CLA, GLA, Classe B, uma versão 4 portas sedan clássica e o GLB.



update 19-04-2018

[update videos]Novo Ford Focus apresentado

|0 comentários
Eis a quarta geração do Ford Focus - 20 anos depois do primeiro Focus e 7 anos de carreira da geração atual temos agora uma geração completamente nova, apresentada em todas as variantes de uma só vez: 5 portas, carrinha e crossover Active. Nova plataforma, novo design, novo interior, motores e tecnologias - ao contrario do novo Fiesta, este novo Focus é mesmo todo novo.
É um lançamento importante - o Focus é, a seguir à Ford F150, o modelo mais vendido a nível mundial. Disponível com 5 portas (hatchback e carrinha) e 4 portas em alguns mercados, é baseado numa nova plataforma modular chamada C2 (que ira surgir em futuros modelos como o próxima Kuga) tem uma maior distancia entre eixos (mais 53 milímetros) empurrando as rodas para as extremidades (melhora a habitabilidade interior - também ajudada pelo empurrar o tablier para à frente 10 centímetros), a altura diminui 3 centímetros, o comprimento total na versão de 5 portas cresce 2 centímetros (4,36 para 4,38 metros) se bem que a carrinha cresce mais (4,56 para 4,67 metros). Para versões comparáveis há uma redução entre 55 a 88 quilogramas nesta nova geração.


É definitivamente mais desportivo e musculado. Os faróis envolventes à frente e atrás fazem-no parecer mais baixo e mais largo, especialmente com as novas nervuras e curvas (especialmente no capot). É fácil de notar as novas opticas dianteiras (com um pouco Volvo diga-se de passagem) e traseiras (um pouco Fiat Tipo). Pelas imagens dá para perceber que a Ford tentou diferenciar o mais possível as diferentes versões (em particular as Active e Vignale).

Também teremos a versão ST-Line com aspecto desportivo (que inclui suspensão mais baixa em 10 milímetros, jantes especificas, aileron traseiro e escape duplo), mais adiante a versão desportiva ST e RS que se adivinha mais radical. 



Não se pode deixar de notar a nova versão crossover Focus Active com uma suspensão elevada em 30 milímetros, barras no tejadilho, protecções de carroçaria de plástico, tejadilho e espelhos retrovisores em preto. No interior recebe tecidos e acabamentos específicos.



O interior corta completamente com o anterior geração. O tablier é inspirado no do novo Fiesta mais convencional que o anterior, se bem que talvez ainda com botões a mais no volante.


Recebe um grande ecrã tactil por cima dos arejadores (antes era incorporado no tablier) que poderá ser complementado por um sistema de projecção de informação na visão do condutor - mas as tecnologias não acabam aqui: terá um sistema de escolha de modos de condução, suspensão pilotada, faróis ativos via informação de uma camara, estacionamento automático, cruise control ativo capaz de gerir filas de transito, carga de telemóveis sem fios e outras.

Na versão com caixa automática recebe um comando rotativo como a Jaguar usa.

Será possível escolher entre 3 modos de condução - Eco, Normal e Sport modes. Estes alteram a configuração do acelerador, direção, comportamento da caixa automática e cruise control.



Debaixo do capot a gasolina temos um 3 cilindros de 1 litro EcoBoost a gasolina disponível com 85, 100 e 125 cavalos, e o 3 cilindros de 1.5 litros de 150 ou 182 cavalos substituindo o anterior 4 cilindros da mesma capacidade - ambos com a possibilidade da desativação de 1 cilindro. A diesel terá o 1.5 litros EcoBlue com 95 e 120 cavalos, e o 2.0 litros EcoBlue de 150 cavalos. Outra novidade é que desaparece a caixa de dupla embraiagem - as versões mais acessiveis vão preferir a caixa manual de 6 velocidades e podera ter uma automática clássica de 8 velocidades. Esta geração promete ser 12% mais eficiente que a geração anterior, particularmente com a caixa automática. Todos os novos Focus vão ser de tração dianteira e pelas fotos disponíveis não há um tunel de transmissão para o eixo traseiro - e o RS? É possível que a Ford modifique a plataforma para esse modelo de baixa produção em particular, tal como a Audi faz com o S1. Outra possibilidade é que a transmissão para o eixo traseiro é feita por um sistema eléctrico - a GKN que fornece a transmissão para o atual RS esta a desenvolver o eTwinsterX, um sistema de suspensão traseira que inclui um motor eléctrico com 2 velocidades que aumenta a utilidade do motor e torque vectoring no mesmo eixo com apenas 1 motor. Yup, podemos ter um RS hibrido no futuro.

As versões com os motores de 1.5 litros a gasolina e 2 litros diesel, carrinha e Vignale, recebem um eixo traseiro SLA semelhante ao do Fiesta ST. Estes podem receber em opção o sistema de suspensão ativa Continuously Controlled Damping (CCD) capaz de variar a cada 2 milissegundos conforme a condução e estado da estrada - se a roda da frente sentir uma imperfeição preapra a roda traseira para o que se avizinha. Este sistema tem 3 configurações possíveis: Eco, Normal e Comfort, e acrescenta ao 2 configurações adicionais à configuração de condução do Focus: Comfort e Eco-Comfort. Os modelos com o 1 litros gasolina e 1.5 diesel recebem um sistema mais simples e menos dinâmico sem opção CCD.



update 19-04-2018

[update videos]Novo Aston Martin Vantage apresentado

|0 comentários
12 anos (sim, 12 anos) depois da apresentação chega enfim a hora de um novo Vantage - com um design "evolutivo" do original e com um V8 biturbo Mercedes debaixo do capot.


É uma evolução bastante arrojada do design anterior com uns ares do DB10 usado no filme Spectre e arrisco do Vulcan. Continua compacto e 2 lugares, com um impressionante extractor traseiro a combinar com a frente agressiva.


No interior temos uma grande consola central repleta de botões (os botões da caixa em arranjo triangular é interessante) e um conjunto de instrumentos digital - e vários elementos de Mercedes (desde botões, volante e sistema multimédia).



Debaixo do capot continua a influencia Mercedes - o Vantage 2018 usa o V8 de 4.0 litros biturbo colocado o mais para trás possível que já conhecemos dos AMG-GT e DB11 mas aqui com 510 cavalos associado a uma caixa automática de 8 velocidades ZF e estreia na marca inglesa um diferencial pilotado electronicamente eDiff que permite torque vectoring.

É o Aston Martin mais pequeno (4,47 metros de comprimento), mais leve (com 1530 quilogramas de peso seco) e construído na mesma plataforma colada e rebitada de alumínio do novo DB11 mas com 70% de componentes específicos. Com 510 cavalos e 685 Nm de binário (anterior modelo ficava nos 490 Nm) é capaz de atingir 315 km\h e acelerar dos 0 aos 100 km\h mais rapidamente que o anterior Vantage V12 S com 3.7 segundos.





update 19-04-2017
"