[update videos]Peugeot 308 GTi apresentado

A Peugeot publicou alguns vídeos para abrir o apetite sobre o novo Peugeot 380 GTI...e funcionam porque fiquei com fome: alguém da Peugeot Portugal deixa-me dar uma voltinha? Please...


Post original de 22-06-2015
conduzi o Peugeot 308 e achei que merecia mais alguns cavalos mais seria de fazer a vida negra ao Golf GTI ou Megane Sport, e depois da versão GT e aproveitando o sucesso do 208 GTI a Peugeot tenta recuperar a magia dos antigos 306 GTI com um 308 GTI preparado pela Peugeot Sport que é capaz de debitar 250 ou 270 cavalos.

O motor é o mesmo 1.6 THP do RCZ R mas pode debitar 250 (0 aos 100km\h em 6.2) ou 270 cavalos (0 aos 100km\h em 6 segundos) e um binário máximo de 330 Nm tudo no eixo dianteiro via uma caixa manual de 6 velocidades.

Pesa apenas 1.200 quilos, o chassis rebaixado, direcção e suspensão foram completamente revistos pelo pessoal da Peugeot Sport (os mesmos que nos deram o 208 GTI de RCZ R), a variante mais potente recebe o mesmo diferencial Torsen do RCZ R, recebe jantes especificas de 18 (250 cavalos) e 19 polegadas (270 cavalos) e pode até receber pintura em 2 tons dos concept que a Peugeot apresentou antes.


Além das jantes o 308 GTi distingue-se pelas entradas de ar em negro e o extractor traseiro que incorpora 2 saidas de escape. Pode também desligar completamente o ESP o que significa que os Michelin que o equipa vão à vida muito rapidamente.

No interior recebe assentos de competição cobertos a couro e Alcantara, linha vermelha nos assentos, portas e tapetes, varias assinaturas PEUGEOT SPORT e GTi no interior, pedais de alumínio e se apertar o botão Sport altera a sonoridade do motor e iluminação do tablier.

Mas apesar do 208 GTI, 308 GT e 308 GTi agora apresentado há uma variante que a Peugeot está a ignorar e que faria muito sucesso - porque não recuperar os Peugeot Rallie como o 205 ou 106?

3 comentários:

  • Anónimo says:
    22 de junho de 2015 às 12:34

    Mais um disfarce e fora do baralho... (neste caso a pintura); até pode ter 400cv e conseguir curvar como nenhum outro, mas tem 5 portas... não, obrigado.

  • H. Costa says:
    22 de junho de 2015 às 19:01

    Opiniões são opiniões, e cada um saberá qual é a sua perante a história das cinco portas, e não abafarei aqueles que não apreciam esse número de portas. A minha é que embora não seja a plataforma mais adequada para quem quer um carro super-desportivo, ela também traz estabilidade que esses carros às vezes não conseguem ter. E neste caso, também ajudará os homens de família a convencerem a mulher que o carro dá para os filhos...

    Em relação ao resto, este Peugeot já traz bastante mais potencial do que o catastrófico antigo 308 GTI, o que para mim já é uma vitória por parte da marca. O resto? Só aqueles que conduzirão o carro poderão responder a essa questão... Mas para já é um bom início.

  • Turbo-lento says:
    23 de junho de 2015 às 00:27

    Apesar de já ter conduzido vários dos novos 208 e 308 ainda não tive hipotese de conduzir as variantes GTI - talvez alguem da Peugeot Portugal queira ajudar a colmatar essa falha...só perguntando.

    As 3 versus 5 portas é principalmente uma questão de design que em conjunto com uma suspensão rebaixada e uma jantes mais largas torna o cocktail muito mais interessante - sejamos sinceros, Catarina Furtado é uma bela mulher ponto final, mas adicionem um vestido de noite vermelho sem alças e um sapatos de tacão alto...e percebem aonde quero chegar: acelera o pulso só de pensar nisso.

    E agora que penso nisso e no facto que a esposa diz que o proximo automovel de familia terá de ter 7 lugares, uma vasectomia começa a soar a uma boa ideia...

"