[update]Novo Hyundai Ioniq 5 apresentado

Depois de uma longa campanha de teasing temos enfim o primeiro elemento da gama Ioniq da Hyundai - o Ioniq 5, que apesar de ter um design dos anos 80 modernizado é baseado numa nova plataforma e motorização 100% elétrica.
Este modelo foi anunciado pela primeira vez em 2019 com o concept 45 EV, e sinceramente falando parece que foi apenas ligeiramente retocado desde então para esta versão em série mantendo as superfícies super simples e limpas, os ângulos, as extremidades curtas e aqueles faróis LED tipo PacMan - raramente os concepts que vemos nos salões automóveis chegam aos concessionários mas as vezes temos excepções.



À frente e atrás temos faróis LED que parecem ser constituídos por pixéis de grande dimensão muito semelhantes aos do concept. Recebe tomadas de carga de ambos os lado do carro e o capot largo em concha foi desenhado para reduzir os espaços entre os painéis. Tem um tejadilho de vidro de peça única que pode receber por opção painéis solares para ajudar a carregar a bateria de tração - segundo a Hyundai este painel é capaz de fornecer 5 quilómetros extra de autonomia.
Apesar de parecer em termos de tamanho não é propriamente pequeno: tem 4,63 metros de comprimento (com 3 metros de distancia entre eixos - a mesma de um Audi A8) por 1,89 metros de largura e 1,60 metros de altura, basicamente um Peugeot 5008.

Confesso que adoro aquelas jantes aerodinâmicas de 20 polegadas iguais aos do concept, apenas dececiona o facto que são iguais de um lado e do outro do carro, o que significa que aquele efeito visual do movimento é diferente de cada lado.

No interior a Hyundai aproveita a colocação no fundo das baterias para oferecer um chão de habitáculo completamente plano permitindo não um habitáculo mas um "living space" segundo a Hyundai. Os assentos são, segundo a Hyundai, 30% mais finos reclinam e deslizam completamente e a consola central desliza em calhas no interior libertando o espaço entre os assentos dianteiros que têm suportes para os pés quando reclinados.

O tablier é dominado por dois ecrãs de 12 polegadas, um para o conjunto de instrumentos e outro para o sistema multimédia que parece uma peça única completado por head up display que projeta para o para-brisas e o seletor da caixa de velocidades por detrás do volante.

Graças à distancia entre eixos de metros o interior é espaçoso e permite bastante espaço de carga - uma mala traseira com 531 litros ou 1.600 litros de rebater os bancos traseiros, e à frente uma segunda bagageira de 57 litros na versão de tração traseira e 24 litros na versão de tração integral. O tejadilho de uma única peça de vidro sem suportes ajuda à sensação de espaço interior.

Estreando a nova plataforma E-GMP o Ioniq 5 estará disponível com 2 dimensões de bateria (52,8 kWh e 72,6 kWh) ambas disponiveis com 2 escolhas de tração (traseira ou 4WD). Se for para o Ioniq 5 RWD com a bateria de 52,8 kWh recebe um motor elétrico atrás com 125 kW/170 cavalos e 350 Nm de binário que passa para 160 kW/218 cavalos e 350 Nm de binário se for para a bateria de 72,6 kWh.

Se optar pela variante 4WD acresce um motor de 70 kW à frente (que explica a redução da capacidade da mala dianteira). A melhor autonomia é de 500 quilómetros se for para a versão de tração traseira com a bateria de 72,6 kW. Independentemente da versão escolhida a velocidade máxima está limitada a 185 km/h.

Tal como o Porsche Taycan, o Ioniq 5 recebe um sistema elétrica de 800 volts (também funciona a 400 volts) o que permite aproveitar os pontos de carga 220 kW como os da rede Ionity que já estão a ser instalados em Portugal. A Hyundai diz que o Ioniq 5 consegue ir dos 10 a 80% de capacidade de bateria em 18 minutos...se encontrar um posto de carga de 350kW.

O mais interessante é a função "vehicle to load" que permite alimentar/carregar outras coisas incluindo bicicletas elétricas ou se for um fã da bricolage ligar um berbequim.
update 24-03-2021

0 comentários: