Renault Alaskan concept apresentado

A Renault acabou de apresentar em Paris a sua primeira pick-up (o Dacia Oroch não conta), aqui ainda sobre a forma de concept - o Renault Alaskan, que deve estar à venda em 2016.

É uma pick-up capaz de carregar uma tonelada de carga mas acima de tudo até é bastante atraente (segue o design actual da Renault, com um pouco de Espace e Talisman à mistura) e com presença.
Trata-se de mais um produto do que é a parceria mais bem sucedida de sempre da industria automóvel: a Renault-Nissan e a Mercedes. A Alaskan e a variante Mercedes (prevista mais para 2020) utilizarão elementos da arquitectura da recentemente apresentada Nissan Navara NP300, mas o desenvolvimento e acerto será feito por cada parceiro e não será apenas uma questão de mudar faróis e grelha.


O Alaskan estará disponível para o mercado profissional e privado - os acabamentos de boa qualidade deste concept demonstram essa possibilidade. Detalhes mecânicos são poucos - é uma pickup de 1 tonelada, tem jantes de 21 polegadas, faróis 100% LED e debaixo do capot deste concept está o biturbo de 2.3 litros de 165 cavalos tirado da Renault Master. Segundo a Renault a versão final terá várias configurações de carroçaria e motores, versões provisionais e de lazer (fará companhia aos Captur e Kadjar).
Na mesma apresentação a Renault lançou a marca Renault Pro+, que ira estar disponível globalmente para os compradores e utilizadores de veículos comerciais ligeiros Renault. Trata-se de uma rede especifica para este mercado que terá a sua própria publicidade, produtos e relação ao consumidor.

A Renault é o líder do mercado europeu dos comerciais ligeiros (LCV) nos últimos 17 anos, tem uma forte presença na América do Sul e África mas agora quer ser global.

0 comentários:

"