Mazda MX-30 e-Skyactiv R-EV apresentado

A Mazda sempre teve uma afinidade por mecânicas peculiares, e fico feliz por saber que assim continua porque apresentaram algo de completamente novo - um hibrido em série com um motor rotativo Wankel plug-in: este é o Mazda MX-30 e-Skyactiv R-EV. Curiosamente a Audi já experimentou este exato sistema com o Audi A1 e-tron que nunca foi produzido. No mundo real apenas o BMW i3 REX foi produzido com este arranjo de hibrido sem série plug-in.


O Mazda MX-30, o primeiro 100% elétrico da marca japonesa, foi apresentado em 2020 e logo na altura ficou a saber a pouco devido à sua reduzida autonomia. Daí que um hibrido plug-in fazia sentido mas a ideia que andava a flutuar de um hibrido com motor wankel era "fantástica" demais para ser verdade...até ser apresentada em Bruxelas: o Mazda MX-30 e-Skyactiv R-EV que chega a tempo do verão deste ano.




O motor elétrico de 170 cavalos e 260 Nm é alimentado por uma bateria de 17,8 kWh (que pesa 188 quilos) que permite uma autonomia 100% elétrica WLTP mista de 85 km e 110 km na cidade, ponto a partir do qual o motor rotativo de 830 cm3 com 74 cavalos e 116 Nm de binário entra em acção apenas para carregar a bateria (como o sistema Nissan e-Power) enquanto houver gasolina no depósito de 50 litro - isto se não encontrar uma tomada para carregar a bateria obviamente, aí é capaz de carregar completamente em 1 hora de 40 minutos numa wallbox de 11 kW ou carregar dos 20 a 80% de carga em 25 minutos a 36kW DC.



Tudo somado e significa que este Mazda MX-30 e-Skyactiv R-EV tem uma autonomia máxima de 600 quilómetros, 515 deles com o motor de combustão a funcionar. Segundo a Mazda, mesmo pesando 1.700 quilogramas, o MX-30 e-Skyactiv R-EV é capaz de acelerar dos 0 aos 100 km\h em 9,1 segundos e atingir uma velocidade máxima de 140 km/h. Anuncia um consumo de combustível WLTP combinado de apenas 1l/100 km e emissões CO2 de 21 g/km.

Como "piece de resistance" este modelo vem com funcionalidade vehicle-to-load de 1500 W.

0 comentários: