18ª Vitima mortal dos airbags Takata

A agência australiana do consumidor (ACCC) está a investigar a possível 18ª morte associada com um airbag da Takata - o condutor terá falecido ao ser atingido por um estilhaço depois do airbag ter sido ativado num acidente rodoviário em Sidney.
Apesar de ainda não ter havido confirmação oficial (ainda terá de haver uma investigação policial) o homem conduzia um Honda CR-V de 2007 equipado com airbags da Takata e o fragmento que terá matado o condutor veio da estrutura de suporte do airbag.

O grande problema é que infelizmente tudo isto podia ter sido evitado e a culpa é do proprietário: já tinha notificado 5 vezes nos últimos 16 meses e nunca levou o automóvel à marca para a substituição. A substituição teria sido feita em menos de 1 hora, acabou por lhe custar a vida.

0 comentários:

"