[update]Hyundai Ioniq apresentado

Eis os primeiros detalhes do mais recente rival ao novo Toyota Prius, este é o Hyundai Ioniq que terá versões híbrida clássica, híbrida plug-in e 100% elétrica. É uma novidade mundial digna de nome - o primeiro automóvel que está disponível nestas 3 variedades deixando ao cliente a escolha da motorização de acordo com as suas particularidades e orçamento.
A nível de design exterior segue as mesmas linhas do Prius e Volt, é baseado numa nova plataforma criada de raiz para mecânicas alternativas à combustão interna (será possível receber a motorização de pilha de combustível do iX35 quem sabe?) e apesar do salão de Detroit estar ao virar da esquina ele só será apresentado no salão de Genebra em Março.

Visualmente as versões híbrida e híbrida plug-in são iguais, mas a versão 100% eletrica tem uma frente diferente para melhor performance aerodinâmica.

Graças a detalhes como difusor e aileron traseiro, proteção do fundo do carro e outros consegue um coeficiente aerodinâmico de apenas 0.24. Também no tema da eficiência recebe um sistema chamado ECO-DAS (Eco-Driving Assistant System) que é basicamente um assistente à condução que cruza a informação da rota introduzida no GPS com a informação de tráfego na estrada.
No interior temos um tablier semelhante ao do Hyundai Tucson, incluindo o mesmo ecrã táctil. O interior parece simples, com poucos botões e segundo a Hyundai os materiais são amigos do ambiente.

Debaixo do capot o Ioniq híbrido "normal" tem um motor de 1.6 litros e 105 cavalos Kappa GDi a gasolina combinado com um motor elétrico de 44 cavalos - segundo a Hyundai a versão híbrida tem uma eficiência térmica de 40%, a par com o Prius. É capaz de atingir 120 km\h em modo 100% elétrico e a bateria esta debaixo do assento traseiro não reduzindo a capacidade da mala ou do habitáculo. A tração é dianteira via uma caixa de dupla embraiagem de 6 velocidades otimizada para o híbrido.

Não há grandes detalhes sobre as outras 2 variantes - sabe-se que versão plug-in recebe um motor elétrico adicional no eixo traseiro e claro a possibilidade de carregar na tomada elétrica, e a versão 100% elétrica troca o motor a combustão por uma bateria de lítio de maior dimensão que permitira uma autonomia de 200 quilómetros.

As versões híbridas usam o mesmo motor de 1.6 litros de ciclo Atkinson GDI com 105 cavalos, mas enquanto na versão plug-in esta acoplado a um motor elétrico de 60 cavalos/45 kW alimentado por uma bateria de 8.9 kWh capaz de uma autonomia elétrica de 50 quilómetros, na versão híbrida clássica o motor elétrico tem apenas 43 cavalos e alimentado por uma bateria de 1.56 kWh. A versão 100% elétrica do Hyundai Ioniq tem um motor elétrico de 120 cavalos e 295 Nm de binário, alimentado por uma bateria de 28 kWh capaz de, segundo a Hyundai, uma autonomia de 250 milhas. Está limitado a uma velocidade máxima de 165 km\h.

Esta mecânica deverá surgir noutros modelos do grupo, em particular o futuro Kia Niro que deve chegar também em 2016.


update 24-03-2017

2 comentários:

  • Filipe says:
    27 de fevereiro de 2016 às 23:08

    Correcção: a versão eléctrica terá apenas ~105 milhas EPA, o que dará uns 180km reais :(

    Mais info aqui: http://insideevs.com/hyundai-ioniq-has-a-28-kwh-battery-105-miles-real-range/

  • Turbo-lento says:
    29 de fevereiro de 2016 às 10:33

    O problema com a autonomia dos elétricos é que depende muito dos ciclos de homologação e nos elétricos/híbridos plug-in os resultados são muito mais dispares que nos motores a combustão - americano (EPA), japonês, europeu (NEDC) ou coreano raramente batem certo. Sinceramente não tenho histórico do ciclo de homologação coreano, portanto até gente suficiente o conduzir e fazer-se uma média estamos no reino da suposição.

"