[update]Novo Mercedes Classe C apresentado

Depois da apresentação do Mercedes Classe S colocaram-no numa fotocopiadora e encolheram-no para fazer o novo Mercedes Classe C. Já disponível em sedan e carrinha.
O design exterior arrisca ser um pouco "deja vu"...porque até é: aplicando a mesma receita do novo Classe S perde os vincos, recebe superfícies mais limpas e curvas que completam os novos faróis dianteiros e traseiros. Este novo Classe C pode receber os faróis digitais do Classe S que projeta informações na estrada ou até iluminar separadamente peões ou animais nas bermas.



Mas o design exterior engana porque a plataforma é completamente novo - é ligeiramente mais comprido (mais 6,5 centímetros para um total de 4,75 metros) com muito desse crescimento a ir para a distancia entre eixos (mais 2,5 centímetros para um total de 2,87 metros) e mais largo (mais 1 centímetro para um total de 1,82 metros).



No interior dá para notar a ligação ao mano maior - o tablier é basicamente igual, a colocação do ecrã do sistema multimédia de 9,5 ou 11,9 polegadas, o conjunto de instrumentos digital de série de 12,3 polegadas, o volante com superfícies tácteis, os comandos nas portas e por diante.


Recebe a mais recente versão do sistema multimédia MBUX capaz de se ligar a dispositivos inteligentes, a navegação de realidade aumentada e até o leitor de impressão digital para determinar quem está ao volante e configurar o ar condicionado (e outras definições) ao seu gosto. Graças à maior distancia entre eixos aumenta o espaço interior, particularmente para os passageiros traseiros.


Debaixo do capot a grande novidade é que a nova geração do Classe C só terá motores de 4 cilindros. As vendas vão arrancar com o diesel 220d de 200 cavalos e o 200 a gasolina dom 204 cavalos ambos ajudados por um sistema hibrido ligeiro de 48 volts e associados a uma caixa automática de. A seguir chegará a versão hibrida plugin 300e com a mesma mecânica do 200 normal de 204 cavalos mas ajudado por um motor elétrico de 129 cavalos alimentado por uma bateria de 25,4 kWh - tudo somado e temos 313 cavalos e uma autonomia elétrica de 100 quilómetros.

Depois segue-se a gasolina o 180 e 200 a gasolina com o mesmo 1.5 litros turbo com 170 e 204 cavalos respetivamente, com o 300 com o 4 cilindros de 2 litros e 260 cavalos a fechar a lista. A diesel, além do 220d, podemos também contar com o 300d equipada com um 2 litros a debitar 265 cavalos.

Curiosamente parece muito a estratégia da Volvo - um motor apenas e depois adiciona-se conforme a versão turbo e/ou compressor e/ou assistência elétrica. Curiosidade: a Volvo é detida pela Geely que por sua vez tem uma grande participação na Mercedes.

No final do verão o novo Classe C estará disponível em variante C300e hibrida plug-in a gasolina combinando o 4 cilindros turbo a gasolina de 204 cavalos com um motor elétrico de 95 kW/129 cavalos via a caixa automática de 9 velocidades para um total de 313 cavalos e graças à bateria de 25,4 kWh será capaz de uma autonomia elétrica WLTP de quase 100 quilómetros.

Curiosamente a Mercedes fará uma versão diesel hibrida plug-in com a mesma bateria e motor elétrico do C300e mas neste caso será o C300de que chegará em 2022 - neste caso o motor de combustão é o 4 cilindros turbo-diesel de 200 cavalos. Curiosamente a Mercedes não deu os números finais desta versão mas deverá ter mais 300 cavalos e 600 Nm de binário. Mas a Mercedes sempre disse que as versões hibridas plug-in do Classe C vão estar disponiveis em sedan, tração traseira e integral 4Matic.

Esta nova geração continuará a oferecer a opção de tração integral 4Matic, mas também terá a possibilidade de direção no eixo traseiro capaz de rodar 2.5 graus.


update 13-04-2021

0 comentários: