[update]Novo Opel Mokka apresentado

Enquanto todos dormíamos a Opel apresentou o seu novo Opel Mokka, a segunda geração do crossover com um novo design bastante audaz (se me é permitido a audacidade da palavra) aqui apresentado na versão 100% eléctrica (assim indicada pela cor verde) e perde o "X"pelo caminho.

Exteriormente é definitivamente mais expressivo e chamativo - especialmente de frente, o que a Opel chama de "Vizor": cria um rebordo que liga as luzes diurnas LED em asa invertida e os faróis matrix LED num fundo preto brilhante. Esta frente deverá surgir nos futuros modelos da Opel - boas noticias definitivamente.


Recebe uma barra cromada que separa o tejadilho da área vidrada lateral e estende-se até à traseira ligando mas não tocando os faróis traseiros LED que têm a mesma forma das luzes diurnas dianteiras criando uma continuidade por todo o automóvel. Os faróis são LED de série á frente e atrás, opcionalmente podem ser do tipo Matrix à frente.


Além do X este novo Mokka também perdeu alguns centímetros e quilogramas - é 12,5 centímetros mais pequeno mas como a redução é principalmente graças às extremidades mais curtas (em 6,1 centímetros à frente e 6,6 centímetros atrás) e uma distancia entre eixos ligeiramente aumentada (2 milímetros) e a largura aumentada em 10 milímetros a Opel diz que o espaço interior não foi afetado. Graças à plataforma CMP Common Modular Platform é também 120 quilogramas mais leve.

No interior o novo Opel Mokka recebe o novo Pure Panel que, tal como o Vizor, deverá surgir nos futuros modelos da marca - um conjunto de instrumentos e sistema multimédia em curva muito ao estilo do usado pela Mercedes. O conjunto de instrumentos digital é de 12 polegadas e o sistema multimédia pode ter um ecrã tactil de 7 ou 10 polegadas compatível com Apple CarPlay e Android Auto.

Não há muitos botões no interior, mas mantêm-se os mais importantes como os do sistema de ar condicionado e travão eléctrico. Recebe ainda uma camara traseira panorâmica, cruise control activo ACC capaz de lidar com filas de trânsito, manutenção de faixa de rodagem Active Lane Positioning, leitura de sinalização de transito e outros sistemas.

Mecanicamente este novo Opel Mokka é o segundo modelo baseado na plataforma CMP (Common Modular Platform) da PSA, um sistema mais leve e eficiente que permite não só mecânicas clássicas como 100% eléctricas e maior rigidez torsional: melhorias que devem permitir um melhor comportamento na estrada.
Aqui apresentado na versão 100% eléctrica Mokka-e tem um motor eléctrico de 100 kW e 260 Nm de binário alimentado por uma bateria de 50 kWh (que pode ser carregada em pontos de carga rápida de 100 kW DC) permitindo uma autonomia WLTP de 322 quilómetros - pode ser ligeiramente maior no modo Eco. Está porém limitado a uma velocidade máxima de 150 km/h.
Também terá motores gasolina de 3 cilindros e diesel de 4 cilindros mas mais adiante e a Opel não deu detalhes destas motorizações - vendas da versão eléctrica Mokka-e arrancam já no final do verão.




update 19-11-2020

0 comentários: