Novo Toyota GR Supra apresentado

Enfim...chegou. Tal como o Honda NSX pareceu uma eternidade mas enfim a Toyota apresentou o novo Supra A90 em Detroit, que partilha muito da sua mecânica com o novo BMW Z4. Apesar de extremamente popular a anterior geração do Supra foi um falhanço comercial e a Toyota desistiu em 2002 - mas desde então que fala do regresso, portanto a não ser que tenha vivido numa gruta algures durante os últimos o mais certo é já ter sido exposto ao interminável teasing e concepts, mas graças à parceria com a BMW regressa para uma 5ª geração: este é o Toyota GR (Gazoo Racing) Supra.

Exteriormente a Toyota diz que o design segue a direção "Condensed Extreme" - distancia entre eixos curta, baixo e largo, rodas largas (19 polegadas de série) que preenchem as cavas das rodas, capot longo, tejadilho com bolha dupla e uma traseira direita. Os faróis são bastante trabalhados e a frente, grelha e para-choques recebem múltiplas entradas de ar. É uma versão suavizada do concept FT-1 de 2014 mas é definitivamente impossível não dar por ele na rua.

No interior temos um tablier especifico mas dá para notar os elementos BMW - como o controlo MMI, sistema multimédia e o selector de velocidades.





Devido à base partilhada com o Z4 este 5º Supra tem apenas 2 lugares e mais compacto - com apenas 4,38 metros de comprimento e uma distancia entre eixos de 2,47 metros, ou seja mais curto que o GT86. A pegada do novo Supra foi cuidadosamente calculada para o melhor comportamento - a relação entre o comprimento e largura do piso deve estar entre 1,5 e 1,6: o Supra fica exactamente no meio com 1,55. Para ajudar, segundo a Toyota, a distribuição de peso é exactamente 50:50 com uma rigidez torcional superior ao do icónico LF-A.



Mas apesar da partilha de plataforma, o comportamento deverá ser diferente entre os primos: o Z4 é desportivo e elegante, enquanto o Supra será mais focado no comportamento desportivo sem grandes confortos ou aspectos práticos.



À frente temos o 6 cilindros em linha de 3 litros turbo com 340 cavalos associado a uma caixa automática ZF de 8 velocidades que distribui a potencia no eixo traseiro via um diferencial activo - se os números soam familiares é porque são os mesmos do Z4 M40i. A anterior geração tinha 330 cavalos mas era mais pesado - a nova geração pesa apenas 1.495 quilogramas. Já que estamos numa de história , para termos um Toyota com um 6 cilindros em linha à frente temos que recuar até ao magnifico 2000 GT dos anos 60. Graças ao peso pluma este novo Toyota Supra é capaz de ir dos 0 aos 100 km/h em apenas 4,3 segundos graças ao launch control e (tal como o GT86) uma definição de circuito em que baixa (não desactiva completamente) as ajudas electrónicas.

Mas não ficará pelo 6 cilindros - terá uma versão base com o 4 cilindros turbo de 2 litros B48d da BMW e uma versão mais extrema GRMN da qual não se sabe muitos detalhes...para já. O novo Supra é para já apenas com a caixa automática, mas ainda está a ser estudada a possibilidade de uma versão com caixa manual - a BMW já tinha confirmado essa opção para o novo Z4 portanto não deve demorar muito.
As primeiras unidades devem chegar aos concessionários no fim do verão e no primeiro ano apenas 900 unidades estão previstas para a Europa - se quer um então é melhor correr para o concessionário Toyota mais próximo.

0 comentários: