[update]Novo Renault Clio 5 apresentado

Depois do interior agora temos enfim imagens do exterior e a grande surpresa é que não há grandes surpresas: ao contrario de cada nova geração do Clio até agora, que tinham todas um design completamente novo, esta 5ª geração escolhe evolução acima de revolução com os designers a preferirem melhorar a geração anterior do que começar de uma folha em branco.


A forma geral não muda mas é fácil detectar os novos detalhes - a principal mudança são os faróis dianteiros (de LEDs) semelhantes aos do Mégane 4 mas mais agressivos, e os traseiros relembram um pouco os da Scénic.




O capot deixa de ser plano recebendo formas mais trabalhadas, as superfícies laterais recebem novas nervuras, os espelhos retrovisores recebem capas mais modernas e apesar dos fechos das portas traseiras continuarem embutidos no pilar Cestão mais bem integrados que antes.




Em termos de dimensões este novo Clio é 14 milímetros mais curto e 3 centímetros mais baixo - aerodinâmica agradece: um cx de 0.64, segundo a Renault o melhor da categoria. A mala segue a direção oposta passando de 300 para 391 litros.

          Dimensões Clio 5 versus Clio 4
Comprimento:             4,05 vs 4,06 metros
Largura:                       1,80 vs 1,73 metros
Altura:                         1,44 vs 1,45 metros
Distancia entre eixos:  2,58 vs 2,59 metros
Peso minimo:            1.042 vs 1.090 quilogramas
Volume mala:               391 vs 300 litros


Outra novidade é, para alinhar com o resto da gama, desaparece a versão R.S. Line sendo substituída pela GT Line mas mantendo a mesma receita de look desportivo com motores menos potentes.



Mas se já temos imagens oficiais do exterior e interior, não temos nada oficial sobre as novidades que estão debaixo do capot - sabemos que é baseado na mesma plataforma CMF-B estreada pelo Nissan Micra, que terá um novo motor de 3 cilindros turbo de 1 litro, em 2020 terá uma versão híbrida que combina (via uma nova transmissão sem embraiagem) um motor de 1.6 litros atmosférico com 2 motores eléctricos alimentados por uma bateria de 1,2 kWh e que a diesel podemos ainda contar com o eterno 1.5 dCi. Mas mais que isto só mesmo durante o salão.

Debaixo do capot a grande novidade é sem duvida a versão híbrida 1.6 e-Tech com 130 cavalos, uma aposta diferente do eterno rival da Peugeot que na nova geração aposta numa versão 100% eléctrica e208 - qual será a vencedora? Infelizmente esta versão híbrida clássica não vai estar disponível no lançamento, apenas em 2020. No início terá a escolha de 4 motores gasolina e 2 diesel.

A gama começa com o 3 cilindros de 1.0 litro atmosférico com 65 e 75 cavalos - ambos apenas disponíveis com caixa manual de 5 velocidades. A seguir, e substituindo o antigo 0.9 litros TCe de 90 cavalos, temos o novo 3 cilindros turbo 1.0 litros TCe (apresentado recentemente no Micra) associado a uma caixa manual de 5 velocidades ou CVT X-Tronic debitando 100 cavalos e 160 Nm de binário - este motor também estará disponivel a trabalhar com GPL. Como topo de gama, para já, o 4 cilindros de 1.3 litros TCe com 130 cavalos e 240 Nm de binário acoplado à caixa EDC de 7 velocidades substitui o antigo 1.2 litros de 120 cavalos e 205 Nm.

Quando ao diesel o novo Clio terá 2 variantes do motor 1.5 litros BluedCi com 85 ou 115 cavalos, ambos associados a uma caixa manual de 6 velocidades.







update 04-06-2019


Post original de 28-01-2019
O novo Renault Clio, 5º do nome, ira ser apresentado no próximo salão de Genebra e substituir um modelo vencedor nunca é fácil: no ano passado foram vendidos 365.000 e é apenas ultrapassado pelo Volkswagen Golf na Europa. Sabemos que será baseado na plataforma CMF-B estreada pelo Nissan Micra, teremos uma versão crossover alem do SUV (Captur) e motorização híbridas ligeiras e plug-in - mas para já temos imagens oficiais do interior do novo Clio.
Se há coisa que me tem apoquentado nos mais recentes Renault é que aprecem que gastaram todo o orçamento no exterior e depois ficaram sem dinheiro para um interior tão empolgante como o exterior. Mas nesta 5 ª geração parece que investiram na modernização interior - parece uma Espace em ponto pequeno.




Nestas imagens, que parecem ser de versões mais equipadas, não há forma de ignorar os ecrãs - temos um sistema multimédia (compatível Android Auto e Apple Carplay) com um grande ecrã táctil de 9.3 polegadas com teclas de atalho em baixo (creio que maior que o ecrã das Espace e Talisman) e um ecrã que substitui o conjunto de instrumentos que pode ir até 10 polegadas.

O volante recebe muitos (demais talvez) botões, os assentos são também redesenhados, os comandos de ventilação parecem ser do novo Kadjar e pode receber equipamentos como carregamento de telemóveis por indução.

0 comentários: