[update videos]Novo BMW Série 3 G20 apresentado

Eis umas das maiores novidades do salão automóvel de Paris deste ano - com mais de 15 milhões de unidades vendidas em todo mundo o Série 3 é o modelo mais emblemático da marca alemã e temos a nova 7ª geração maior e mais leve. De forma resumida - mais baixo, mais comprido, mais leve e mais eficiente. Continua a filosofia de evolução acima de revolução de todos os Serie 3 desde o primeiro em 1975 e tendo em conta os resultados porque mudar certo? Bem porque agora temos os SUVs a roubar cada vez mais vendas aos sedans e carrinhas tradicionais - este novo Série 3 conseguirá contrariar a tendência e sobreviver?


Dá para notar que as proporções mudaram um pouco mas o design em si não mudou - com 4,71 metros de comprimento alinha com os A4 e Classe C, mas mais pequeno que o Talisman que tem 4,85 metros. Temos uma grelha maior mais plana semelhante ao do novo X5, com barras a ligar os faróis dianteiros que recordam um pouco o E46, temos também o típico "Hofmeister kink" nas janelas traseiras mas nesta geração está mais bem integrada no pilar C e faróis traseiros mais finos e angulares. Definitivamente novo mas não revoluciona - em receita vencedora não se mexe?


No interior pode receber (nas versões mais caras) o conjunto de instrumentos digitais e um novo ecrã táctil que pode ser de 8.8 a 10.2 polegadas para controlar as várias funções. Os vários mostradores e botões da ventilação estão no centro do painel de instrumentos enquanto as luzes são controladas por botões junto ao volante.

Como seria de esperar recebe um grande conjunto de tecnologias - de cruise control ativo, manutenção de fila de transito, head up display de grande dimensão, estacionamento automático controlável pelo comando a distancia e muitas outras - se a sua carteira o permitir a lista de opcionais terá o prazer de ficar com ela.


Segundo a BMW a cabine interior é maior e mais confortável com mais espaço para os ombros e para as pernas para os passageiros traseiros - a distancia entre os assentos dianteiros e traseiros aumentou em 11 milímetros. A mala também aumenta - de 444 litros para 480 litros.


Se o design evolui debaixo do metal estão as maiores novidades - com este novo modelo a ser baseado na plataforma CLAR (Cluster Architecture) que servirá de base a todos os BMW de tração traseira. Com esta mudança vem o crescimento - é mais comprido em 85 milímetros (4,709 metros), é mais largo em 16 milímetros (1,827 metros) mas mantém a altura. A distancia entre eixos cresce em 41 milímetros (2,851 metros) para beneficiar o espaço para as pernas dos passageiros traseiros. Recebe vias alargadas e a rigidez torcional foi aumentada até 25% dependendo das versões. É 55 quilos mais leve e mais aerodinâmico com um cd 0,23 (antes 0.26). Tem um centro de gravidade mais baixo, vias alargadas e uma distribuição de peso 50/50.


Debaixo do capot terá no lançamento apenas o 6 cilindros de 3 litros turbo de 265 cavalos do 330d. Só mais adiante surgiram os 320d com um 4 cilindros turbo diesel de 190 cavalos, e a gasolina os 320i e 330i ambos com um 4 cilindros de 2 litros a gasolina com 184 e 258 cavalos respectivamente. O cardápio também incluirá motores de 3 cilindros (316i com o 1.5 litros de 136 cavalos do 218i e o 316d com o mesmo motor de 125 cavalos do Mini Cooper D), 2 variantes híbridas plug in (1.5 litros combinado com um motor eléctrico de 60kW e outra combinando o motor de 2 litros com um motor eléctrico de 90kW), uma nova variante M340i com um 6 cilindros de 3 litros a gasolina com 360 cavalos e claro o inevitável M3 - segundo os rumores deverá ter turbos eléctricos e injecção de água para atingir os 500 cavalos de potência. A versão carrinha deverá ser apresentada no próximo salão de Frankfurt.


update 15-10-2018

0 comentários:

"