Fiat Topolino - Historia sobre rodas

No seu inicio, o automóvel era um luxo apenas para os muito ricos (curiosamente a historia parece prestes a repetir-se) mas certos modelos permitiram a massificação do automóvel e dar a mobilidade a nações inteiras - neste caso temos o italiano Fiat Topolino de 1936.
Em 1932 a Fiat pediu ao designer Dante Giacosa que desenhasse um pequeno automóvel capaz de transportar 2 passageiros e 50 quilogramas de carga no mínimo de conforto. Em Outubro de 1934 a Fiat apresentou o prototipo para o "Cinquecento" Modelo 500, mais conhecido pela alcunha de Topolino ou rato em italiano. 

Tinha um pequeno motor 4 cilindros de 0.57 litros com 13 cavalos que "movia" o Topolino mas pouco mais - velocidade máxima 80 km\h. Mas colocado à frente do eixo dianteiro, não só deu-lhe o aspecto característico como libertou espaço interior para os ocupantes. 

Era também muito barato custando uma fracção (dois quintos) do carro mais barato da Fiat naquela altura - o Fiat 508 Balilla.

A seguir à guerra a Fiat voltou a produzir os Topolinos, especialmente nas versões melhoradas Giardinetta e Belvedere, e no fim o 500C. O Topolino foi o automóvel certo para os tempos difíceis que a Itália atravessou naquele período e quando o ultimo 500C deixou a linha de produção em 1952 tinham sido produzidos mais de meio milhão de unidades.

0 comentários:

"