[update videos]Volkswagen T-Roc apresentado

A Volkswagen enfim apresentou o seu pequeno SUV - o T-Roc surgiu pela primeira vez como um concept em 2014 e a sua principal concorrência como os Captur e 2008 já levam 4 anos de avanço no mercado. Esta é a versão final e será produzida em Portugal para os mercados europeus e em Foshan para a China.
Seguindo a tradição de ter os SUVs com a começarem com a letra T (Tiguan, Touareg) e depois colocaram Roc do inglês "Rock" (pedra) porque...bem todo-terreno tem pedras logo...enfim, apesar do nome é um produto muito importante para a Volkswagen - a marca alemã espera que o T-Roc apenas consiga passar as vendas globais de 6.4 milhões para 10.6 milhões em apenas 10 anos, com os SUVs a representarem 40% das vendas globais da marca VW. Quase 80% das vendas de SUVs compactos são feitas na Europa e China mas estão a ganhar volume no Brasil, Índia, Rússia e mesmo nos EUA.


Com 4.23 metros e baseado na plataforma MQB este T-Roc é muito próximo do Audi Q2 (alias para cortar custos partilha muitos dos elementos) como alguns detalhes visuais deixam entender - esperemos que não no preço. Relativamente ao concept a carroçaria é muito mais clássica (o concept era um 3 portas com tejadilho amovível recordando o Suzuki X90) mas mantém os alargadores dos para-lamas, faróis e o pilar C. Os faróis traseiros são muito semelhantes aos do irmão mais velho Tiguan.



No interior, seguindo o novo Polo, recebe varias superfícies na cor da carroçaria mas mantém a sobriedade a que a Volkswagen já nos habituou. Pode ter, como opção, o conjunto de instrumentos digital Active InfoDisplay de 11.7 polegadas, carregamento de telemóveis sem fio, tejadilho de vidro, o sistema multimédia com ecrã tactil recebe compatibilidade Android Auto, Apple CarPlay e MirrorLink. Os fãs da música podem ir para o sistema audio Beats com 300 watts.



Ao nivel das tecnologias de condução o T-Roc recebe travagem automática de emergência com deteção de peões, park assist, cruise control ativo, suspensão pilotada e as versões mais potentes podem receber tração integral 4MOTION algo raro nesta categoria, mas provavelmente representará uma pequena percentagem das vendas - o grosso das vendas será feito pelas versões de tração dianteira.


A gama arranca a gasolina com o 3 cilindros turbo de 1 litro TSI de 115 cavalos e o diesel com o 1.6 litros TDI de 116 cavalos, ambos apenas disponíveis com tração dianteira e caixa manual. Os 4 cilindros 1.5 litros TSI a gasolina e o 2 litros ambos debitam 150 cavalos e ambos podem ter opcionalmente tração integral e caixa DSG de 7 velocidades. O topo da gama e preenchido pelos 2.0 litros TDI e 2.0 litros TSI ambos com 190 cavalos via tração integral e caixa DSG de 7 velocidades de série.

Será interessante de ver se a previsão do número de vendas se concretiza já que a neste segmento dos SUV compacto a VW chega com anos de atraso - Honda HR-V, Nissan Juke, Mini Countryman, Opel Mokka X e Crossland, Jeep Renegade, Fiat 500X, Mazda CX-3, Ford Ecosport, Renault Captur e Peugeot 2008 têm tido o mercado só para sí todos estes anos.

O novo Tiguan acabou de chegar e está a ter para já uma boa recepção mas o Touareg (que está em fim de carreira) tem perdido muitas vendas. Vamos lá ver se mesmo atrasado este T-Roc consegue enfim colocar a VW no caminho certo no campo dos SUVs.


update 20-10-2017

0 comentários:

"