Takata mata mais um e arranca nova recolha

Foi confirmada que a morte em Dezembro de um homem ao volante de um Ford Ranger na Carolina do Sul foi devida a um airbag lateral da Takata que explodiu violentamente demais. É a décima morte associada aos airbags da Takata mas a primeira sem ser a bordo de um Honda.
Segundo a NHTSA, destes 5 milhões de automóveis agora a recolher 1 milhão contêm airbags laterais semelhantes aos desta Ford e os restantes 4 milhões são veiculos da Honda, Ford, Mercedes, BMW, Mazda, Saab e Audi/Volkswagen que vão também ser inspecionados como resultado de testes a airbags da Takata. Neste momento a Takata sozinha causou a recolha de 24 milhões de automóveis só nos EUA, sem contar os afectados na EUA. 

Mas não acaba por aqui, como ainda ninguém conseguiu concluir definitivamente qual é o problema (não ajuda a Takata ter falsificado e destruído informação) a NHTSA já disse que se a Takata não provar definitivamente até 2018 que o uso de nitrato de amónio é seguro em airbags que irá obrigar à recolha de mais automóveis - segundo a NHTSA esta-se a falar de dezenas de milhões de automóveis! 

Isto ilustra um ponto muito interessante - os riscos de grande parte da industria usar um unico fornecedor para um determinado componente. É por isso que Volkswagen andou anos a desenvolver e testar a plataforma modular MQB - se tivesse um problema iria afectar milhões de automóveis. Curioso que os organismos como a NHTSA e EuroNCAP testam os automóveis completos, mas não testam determinados componentes individuais - será que este debáculo da Takata vai despoletar testes a componentes como airbags, sistemas de ABS, pneus e outros? 

E nesse tema a Takata vai reunir-se com os construtores para negociar ajuda financeira e desmontar alguns rumores sobre os produtos da empresa - é que a empresa japonesa pode ser vir a ter que compensar os construtores automoveis pelas recolhas que estão a ser feitas e como disse acima a conta não pára de crescer. Segundo uma fonte interna a Honda e Nissan já foram contactadas para essa reunião.
Não há grandes detalhes mas o mais certo é termos a Takata a oferecer generosos descontos em componentes por troca das "ajudas".

0 comentários:

"