Parlamento Europeu manda novas regras às urtigas!

Quem tem seguido o Dieselgate no 4Rodas1volante sabe que em resposta a todo o debáculo da Volkswagen, e apesar de toda a conversa de recuperar a confiança dos consumidores, a comissão europeia cedeu à pressão dos governos de países com grandes industrias automóveis e e fez marcha-atrás na proposta de para testes mais rigorosos. 

Resumidamente concordou em deixar que as emissões reais de NOx excedam em 110% o regulamentado por 27 meses até 2020, abandonando a proposta inicial de uma tolerância de apenas 60% até o Outono de 2019. Também aceitou que uma tolerância permanente de 50% do limite actual de 80mg/km apartir de Janeiro de 2020 quando o plano original era não haver tolerância. Ou seja, na proposta original um automóvel novo em 2019 só poderia emitir 95mg/km de NOx, mas agora com estas novas tolerâncias um diesel Euro6 pode emitir 160mg/km até 2019 e apartir dai pode emitir 120mg/km de NOx.

Este acordo foi feito para que não tivessem que ser os governos individuais a decidir, que seria uma dor de cabeça política para os governos - terem que escolher entre a saúde dos seus votantes ou das empresas que os financiam. Só que seguindo este caminho isto ainda tinha que passar no Parlamento Europeu e sabem que mais? NÃO PASSOU!!

Yup, num twist interessante políticos fizeram o que tinham a fazer e rejeitaram o acordo por ser permissivo demais (um elemento chamou-as de vergonhosas) - o comité ambiental do parlamento europeu votou 40 contra 9. E agora? Bem, volta tudo à estaca zero e nova legislação terá que ser redigida.

O que é bom...e ao mesmo tempo mau - vamos por partes. Bom porque vão ter que redigir legislação que na verdade proteja a saúde das pessoas, algo mais exigente que o actualmente proposto. Mau porque até mantêm-se as actuais regras que são ainda mais permissivas o que trabalha a favor da industria automóvel...por agora. Quanto tempo? Se a decisão do comité ambiental for confirmado em Janeiro pode demorar até 2 anos.

Alguns políticos vieram queixar-se que este acordo era melhor que nenhum acordo...o que me permitam a liberdade de dizer é total e completa TRETA! Afinal temos os construtores a poluírem mais do que o permitido, e ao inves de os obrigar a cumprir as regras devemos simplesmente sorrir e pedir para continuem a fazer basicamente o mesmo?!

Para reforçar a nega da comissão vários blocos políticos do parlamento europeu estão a propor uma revisão parlamentar para aferir a comissão europeia ou qualquer um dos 28 estados membros esta em incumprimento das leis actuais - ou seja, se alguém andou a ser amiguinho demais com a industria automóvel. Devemos saber mais sobre este tema na quarta-feira.

0 comentários:

"