Dieselgate - ponto de situação 25-10

Um curto apontamento das ultimas do Dieselgate antes que a semana comece e traga mais novidades.

Opel ao barulho?
A Opel veio a publico negar as acusações de um grupo ambientalista alemão chamado DUH de que a Zafira 1.6 litros diesel Euro6 tinha emissões de NOx 17 vezes acima do limite e que continha, tal como a VW um sistema qualquer para detectar que estava a ser testado. Este grupo ambientalista mandou uma Zafira para testes na universidade de Berna e observou que quando testado apenas com as rodas dianteira a rolar a Zafira estava conforme mas quando rodavam as 4 rodas as emissões ultrapassaram os limites. A DUH entregou os resultados a autoridade alemão rodoviária KBA e pediu que fosse avaliada novamente.

Não há razão lógica para que um automóvel tenha emissões diferentes quando rodam as 4 ou 2 rodas de tração, excepto que a Opel pegou num representante da DUH e levou-o para assistir a um teste de uma Zafira idêntica na TUV de Hessen com 2 ou 4 rodas em rotação e os resultados foram dentro dos limites legais. Tendo em conta a quantidade de vezes que lobbys verdes tentaram colar este escândalo a todas os outros construtores automóveis o melhor é esperar para ver...


Motor EA288 limpo
A Volkswagen conclui a sua investigação ao motor EA288 (que veio substituir os EA189 que são implicados no dieselgate) e diz que as versões Euro5 e Euro6 não têm software manipulador das emissões. Ou seja, os motores actuais cumprem os requisitos legais e o número de automóveis a recolher e corrigir continua nos 11 milhões de unidades.

1 comentários:

  • Anónimo says:
    26 de outubro de 2015 às 06:08

    Só um acréscimo...o motor EA288 não cumpre também as normas nos EUA. Apenas alegadamente cumpre as normas europeias...

"