Google quer o seu tablier. Todo!

Já aqui tinha falado sobre a corrida pelo domínio do tablier dos automóveis via o crescente uso de smartphones, mas ao que parece a Google não quer ficar-se por ai - quer tomar conta com ou sem telemóvel.

Actualmente o Google está a oferecer o Android Auto para os smartphones Android, que permite serviços e aplicações do smartphone adaptados ao automóvel - tem acima de tudo uma interface simplificada e comandos tacteis melhorados e os comandos orais do Google Now para controlar o Google Maps, leitura de SMS's e Google Play Music. Ou seja, corre apenas apartir do telemóvel - mas a próxima geração do sistema Android estará a ser feito com a possibilidade de ser instalado directamente no sistema multimédia do automóvel.

A Google vive de processar dados e vender os seus serviços, e um automóvel gera uma quantidade incrível de dados - de posição GPS aos dados dos sensores internos (consumos, diagnóstico, etc). Mas não será fácil - o mundo automóvel é extremamente fechado sobre si mesmo, depois temos as questões de privacidade, quem é o propriétario da informação e quem a gere.

Acima de tudo preocupa-me uma coisa: hoje em dia quando instalamos um programa no nosso computador surge o tal acordo que temos que aceitar para poder usar o software e se não o aceitarmos não instala. Mas se gostarmos de um certo automóvel e não quisermos ter este sistema a seguir-nos e registar todos os nossos passos será que não teremos escolha se não ir para outro modelo que não gostamos?

0 comentários:

"