[update]Novo Dacia Duster apresentado

E mesmo a tempo do Natal chega a completamente nova 3ª geração do Dacia Duster com novo visual, motor e interior. A apresentação oficial ao publico será no salão automóvel de Genebra...no Qatar (não me façam falar disso!) e deve chegar aos concessionários em junho.

Em termos de design exterior não há propriamente surpresas porque muito já tinha sido anunciado pelo concept Bigster de 2021 e por alguns teasers publicados desde então. Relativamente à anterior geração o capot é mais longo, o vidro traseiro é mais inclinado, os para-lamas traseiros mais alargados e o tejadilho desce à medida que flui para trás acompanhando o movimento oposto da linha de vidros. Gosto do detalhe das luzes diurnas LED dianteiras em Y deitado são "repetidas nos farois traseiros e para reforçar o visual "off-road" todas as versões, da mais barata à mais equipada, recebem as mesmas proteções plásticas de série.





A grande evolução é que o Duster finalmente abandona a caduca plataforma A0 que surgiu pela primeira vez no Renault Clio 2 e adopta a plataforma CMF-B já usada pelos atuais Dacia, Sandero e Jogger. Apesar da mudança de plataforma as medidas são basicamente as mesmas - comprimento de 4,34 metros e uma largura de 1,81 metros, mas é agora mais baixo em 3 centímetros (para 1,66 metros).

No interior temos um tablier de aspeto robusto. Nas versões de acesso recebe um conjunto de instrumentos clássico e um adaptador para o smartphone servir de sistema multimédia, mas a partir da versão Expression recebe um conjunto de instrumentos digital de 7 polegadas ao lado de um sistema multimédia com um ecrã táctil de 10,1 polegadas e atualizações via online por cima das saídas de ventilação. Tirando a versão de acesso todas as restantes recebem travão elétrico e até poderá ter ajudas à condução como manutenção na faixa de rodagem e até travagem automática de emergência.




Como referi acima a mudança para a plataforma CMF-B permite adotar a motorização hibrida do Jogger Hybrid com 140 cavalos que combina o 1,6 litros de 95 cavalos com um motor elétrico de 48 cavalos alimentado por uma bateria de 1,2 kWh.

Pode ainda ir para o TCe 130 hibrida ligeiro que combina o motor de 1,2 litros TCe com um sistema hibrido ligeiro de 48 volts com uma bateria de 0,9 kWh. Será esta versão que será disponibilizada com tração dianteira ou integral que contará com 5 modos de condução via o Terrain Control que altera configurações do motor, transmissão e chassis. A Dacia continua a apostar no GPL e mantem-se a opção do motor TCe 100 Bi-Fuel com 100 cavalos e um deposito de GPL de 50 litros. Apesar de existir uma motorização diesel essa não estará disponível na Europa.

Segundo o diretor da marca o novo Duster deverá arrancar abaixo dos 20.000 euros.
update 11/11/2024

0 comentários: