Novo Mercedes Classe S apresentado

Desde que veio ao mundo em 1972 o Mercedes Classe S é não só a referencia do luxo, mas também a bola de cristal para as tecnologias que em breve teremos em todos os carros. A ultima geração vendeu mais de meio milhão de unidades em todo o mundo e para assegurar o domínio mundial esta é a sétima geração W223 do Mercedes Classe S - roam-se de inveja BMW Série 7, Audi A8 e Porsche Panamera!
Exteriormente mantém o design o mais discreto e redutivo possível - é um segmento não propriamente conhecido por revoluções de design. Recebe novos faróis dianteiros mais afilados e nova grelha, retiraram quase todas bossas e nervuras na carroçaria, atrás tem também novos faróis semelhantes aos do CLS. Esta nova geração é ligeiramente maior que o modelo anterior - a versão curta passa de 5,13 para 5,18 metros de comprimento e a versão longa de 5,26 para 5,29 metros de comprimento. A distancia entre eixos é também maior em 7,1 centímetros para dar mais espaço aos ocupantes.



Mas sejamos sinceros, o detalhe que mais chama a atenção são as pegas das portas que abrem quando te aproximas do carro - além de ajudar a reduzir o cD para apenas 0.22.

Se o exterior foi uma evolução, no interior temos uma revolução com um tablier completamente novo anunciado pelo concept Vision EQS - se até agora o conjunto de instrumentos digital e ecrã do sistema multimédia estavam juntos, agora são separados. Mantém-se o ecrã de 12,3 polegadas do conjunto de instrumentos com gráficos 3D mas o ecrã do sistema multimédia (de 11,9 polegadas de série ou 12,8 polegadas OLED opcional) está mais baixo ao centro em posição vertical com as saídas de ventilação por cima num painel inclinado que desce todo o tablier até à consola central. 

Todas as funções do automóvel são configuradas neste ecrã, com teclas de atalho em baixo para aceder facilmente às funções da climatização de 4 zonas, rádio Burmester de 31 colunas, iluminação interior, massagem dos bancos que incluem 19 motores eléctricos (sim, 19) e 10 programas de massagem...mas se isso for muito trabalhoso pode sempre usar os comandos por voz MBUX.

O novo sistema MBUX foi desenhado para ser personalizavel para cada ocupante e introduz uma série de medidas biométricas como leitura de impressões digitais, reconhecimento facial e de voz. Cada ocupante terá uma conta Mercedes Me que pode transferida para qualquer automóvel com um código QR , incluindo os ocupantes traseiros que podem ter até 3 ecrãs só para eles.

E para a cereja em cima do bolo um sistema head-up display com realidade aumentada AR-HUD que transforma o seu para-brisas num grande ecrã de 77 polegadas...

Recebe duas escolhas de direção às 4 rodas que permite reduzir o ângulo de brecagem em 10 e 11 metros com a opção certa - basicamente o mesmo de um Classe A, a suspensão pneumática capaz de filtrar as irregularidades e alterar a distancia ao solo conforme a velocidades é de série com a opção de assistência eléctrica E-ACTIVE BODY CONTROL capaz de manter o carro equilibrado mesmo nas curvas e levantar o carro 8 centímetros quando adivinha um embate para que que força seja feita nas embaladeiras laterais e não nas portas. Recebe ainda dois novos tipos de airbag anunciado pelo concept Mercedes ESF - um airbag de cortina a separar os ocupantes dos assentos dianteiros e airbags para os passageiros traseiros em caso de impacto dianteiro.

Debaixo do capot a gama inicial é reduzida e toda com motores de 6 cilindros em linha: duas versões diesel (350d com 290 cavalos e 400d 4Matic com 330 cavalos) e duas versões a gasolina com um sistema híbrido ligeiro de 48 volts (S450 4Matic com 365 cavalos e S500 4Matic com 430 cavalos). Mas adiante deverá chegar a versão S580 com um V8 debaixo do capot e uma variante híbrida plug-in - além das versões Maybach e AMG que segundo os rumores será electrificada e terá mais de 800 cavalos.

0 comentários: