[update]Nissan Ariya apresentado

Depois da apresentação como concept a Nissan apresenta o seu novo crossover 100% eléctrico Nissan Ariya - depois de ser pioneira nos SUVs com o Qashqai e pioneira com os 100% eléctricos com o Leaf, a Nissan demorou o seu tempo a apresentar a versão de série do Ariya. A pergunta agora é - será que a Nissan conseguiu um produto capaz do mesmo grau de sucesso que o Leaf e Qashqai?




O Nissan Ariya é o segundo 100% eléctrico da Nissan e basicamente mantém o mesmo design avançado do concept apresentado em 2019 no salão automóvel de Tóquio. Chega um pouco atrasado à festa com múltiplos modelos a caminho - o Mustang Mach-e e ID.4 são apenas os mais recentes.



Com uma forma em gota de água (para melhor performance aerodinâmica) tem 4,60 metros de comprimento, basicamente o mesmo de um Toyota Rav4, e só estará disponível como 100 eléctrico. Inaugura um design completamente novo para a marca com uma traseira fluída e superfícies de vidro reduzidas - muito "crossover-coupé" tipo BMW X4. As superfícies são planas e limpas com uma frente muito "Autobot" com farois LED em boomerang, grelha fechada em forma de escudo medieval ornado pelo novo logo da Nissan iluminado por 20 LEDs mas que esconde múltiplos sensores e camaras.

No interior temos uma cabine vasta e muito high-tech - 2 ecrãs de 12,3 polegadas lado a lado, head-up display digno do nome e comandos de climatização tacteis iluminados que parecem desaparecer quando desligados...não consigo dizer o quanto gosto deste pormenor!



O sistema multimédia recebe comandos vocais e permitirá receber atualizações à distancia via internet.



Graças às rodas colocadas nas extremidades, sem motor de combustão à frente e baterias armazenadas no fundo o fundo da cabine é plano, alongado e simplesmente vasto - especialmente para os passageiros traseiros pela ausência do infame túnel para passagem da transmissão.




É possível conduzir o Ariya apenas com um pedal tal como no Leaf. Graças ao ProPilot 2.0 é capaz de acelerar e travar automaticamente para seguir o carro à sua frente, ultrapassar automaticamente e se definir a rota no GPS é capaz de navegar as saídas e entradas das auto-estradas sem ajuda do condutor.
Mecanicamente falando estreia a noiva plataforma CMF-EV desenvolvida em parceria com a Renault para os 100% eléctricos - e que deverá em breve surgir em outros veículos da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi. Ou seja, ao contrário do Leaf e ZOE que são modelos completamente isolados esta plataforma permitira usar a mesma plataforma modular para criar múltiplos automóveis.

O Ariya estará disponível com 5 configurações: 2 com apenas um motor eléctrico atrás e 3 com 2 motores eléctricos (um por cada eixo) permitindo tração integral. Terá também 2 escolhas de bateria: 63 e 87kWh. Abaixo resumo as escolhas:
- Nissan Ariya 63 kWh 2WD: apenas um motor eléctrico de 218 cavalos e 300Nm de binário no eixo traseiro alimentado por uma bateria de 63 kWh. Acelera dos 0 aos 100km\h em 7,5 segundos, atinge 160 km\h de velocidade máxima limitada e uma autonomia WLTP de 360 quilómetros.

- Nissan Ariya 87 kWh 2WD: apenas um motor eléctrico de 242 cavalos e 300Nm de binário no eixo traseiro alimentado por uma bateria de 87 kWh. Acelera dos 0 aos 100km\h em 7,6 segundos, atinge 160 km\h de velocidade máxima limitada e uma autonomia WLTP de 500 quilómetros.

- Nissan Ariya e-4orce 63 kWh 4x4: 2 motores eléctricos, um em cada eixo permitindo tração integral, totalizando 279 cavalos e 560 Nm de binário tudo alimentado por uma bateria de 63 kWh. Acelera dos 0 aos 100km\h em 5,9 segundos, atinge 200 km\h de velocidade máxima limitada e uma autonomia WLTP de 340 quilómetros.

- Nissan Ariya e-4orce 87 kWh 4x4: 2 motores eléctricos, um em cada eixo permitindo tração integral, totalizando 306 cavalos e 600 Nm de binário tudo alimentado por uma bateria de 87 kWh. Acelera dos 0 aos 100km\h em 5,7 segundos, atinge 200 km\h de velocidade máxima limitada e uma autonomia WLTP de 460 quilómetros.

- Nissan Ariya e-4orce 87 kWh 4x4 Performance: 2 motores eléctricos, um em cada eixo permitindo tração integral, totalizando 394 cavalos e 600 Nm de binário tudo alimentado por uma bateria de 87 kWh. Acelera dos 0 aos 100km\h em 5,1 segundos, atinge 200 km\h de velocidade máxima limitada e uma autonomia WLTP de 400 quilómetros.


O peso varia entre 1800 e 2300 quilogramas, bem como a capacidade da mala - 468 litros nas versões 2WD e 415 litros nas versões 4WD. As versões de 2 motores têm direita ao novo sistema de controlo de tração e-4orce que permite o controlo e torque vectoring das 4 rodas funcionando da mesma forma que o sistema ATTESA E-TS usado no GT-R. O Ariya recebe uma tomada Combined Charging System (CCS), com as versões de Ariya 63kWh a receberem um carregador de 7.4kW para uso domestico e as versões 87kWh um carregador de 22kW trifásico para uso domestico. Nos carregadores públicos aceita até 130kW.



update 23-07-2020

0 comentários: