[update]Hyundai i30 N Project C apresentado

O Renault Mégane RS Trophy-R tem concorrência - este é o Hyundai i30 N Project C, uma série limitada em que menos é mais.


Segundo a Hyundai este i30 N Project é 50,004 quilogramas mais leve que o i30 N normal, para um peso total de 1470 quilogramas - só para referência Mégane RS Trophy-R é 130 quilogramas mais leve que o Mégane RS normal. A redução de peso foi conseguida graças ao recurso à fibra de carbono em varios elementos da carroçaria e até nas jantes forjadas de 19 polegadas (onde foram cortados 22 quilogramas).


Além da redução do peso o centro de gravidade desceu 8,8 centímetros, recebe novos amortecedores mais curtos e rígidos, e os modos de condução foram recalibrados.


No interior recebe à frente assentos Sabelt, Alcantara um pouco por todo o lado e uma manete de velocidades espetacular.



Debaico do capot porém nada de novo - continuamos a ter o 4 cilindros turbo de 2 litros com 275 cavalos. A redução de peso ajuda a reduzir o tempo necessário para ir dos 0 aos 100km\h de 6,4 para 6 segundos, mas a redução de peso com as melhorias de chassis devem melhorar substancialmente a performance em curva. Se quer um corra porque só vão ser fabricadas 500 unidades.

post original de 22-08-2019
O Hyundai i30 N tem sido muito bem recebido pelos entusiastas dos desportivos, mas em tudo o que é bom há sempre espaço para melhoria - se uns carregam na cavalagem (estou a olhar para ti Mercedes-AMG A45 S) outros refinam a receita - neste caso em Frankfurt a Hyundai irá apresentar uma versão melhorada do i30 N Performance: o Hyundai i30 N Project C.
A designação "Project C" vem do nome da pista de testes da Hyundai chamada Area C e segundo a Hyundai este i30 N Project C será uma versão mais leve, mais baixa e mais ágil - não terá mais potência mas mais dinâmico. Terá vários componentes em plástico reforçado com fibra de carbono, melhorias aerodinâmicas e jantes específicas de 19 polegadas. Mas será uma série limitada - só vão ser produzidas 600 unidades. Mais no salão de Frankfurt.

0 comentários: