Incêndios com motores Ford Ecoboost

Sinceramente é a primeira vez que oiço falar deste problema que pelos vistos está a dar que falar no Reino Unido - segundo uma reportagem da BBC, múltiplos proprietários de automóveis da Ford com motores Ecoboost estão a ter falhas totais dos seus motores ecoboost de 1 e 1.6 litros.
Pela investigação da BBC, a Ford sabia deste problemas com os motores há 5 anos: o primeiro incidente terá decorrido nos EUA em 2012 e só 4 anos mais tarde é que abordaram o problema no Reino Unido. Pelo meio houve uma fatalidade com uma pessoa a morrer no interior do seu Ford Kuga quando este se incendiou.

Publicamos no nosso separador da "Fiabilidade" apenas as notas de recolha que afetam automóveis em Portugal e a verdade é que nunca apareceu nada - mas quando retiro o filtro do pais aí já aparece a nota A12/0168/18 de 2018. Segundo esta (apenas aplicável a veículos que foram vendidos no Reino Unido, Bulgária, Croácia, Dinamarca, Finlândia, Grécia, Polónia, Eslovénia, Suécia e Holanda) os Kuga, Focus, C-Max, Fiesta ST e Transit Connect produzidos entre 02/06/2010 e 20/12/2014 equipados com motores Ecoboost podem sofrer de um aquecimento na cabeça do motor/culassa que pode partir e atirar óleo para cima do motor quente causando um incêndio.

Sei que Portugal não vem citado, provavelmente porque neste período de 2010 a 2014 só comprávamos modelos a diesel, mas creio que é importante notar que estamos a falar de um problema que pelos vistos a Ford sabe que existe desde 2012 e esta nota de recolha europeia foi publicada em 2018 - a Ford esteve sentada em cima deste problema durante 6 anos. Problemas todos temos, é a forma como lidamos com eles que diz muito sobre quem somos.

0 comentários:

"