[update videos]Mercedes EQC apresentado

Vários anos de sucessivos anúncios de "rivais à Tesla" parece que enfim temos o primeiro sério rival à marca americana - este é o Mercedes EQC. O facto que bate os rival Audi (o e-tron quattro só deve ser apresentado no fim de Setembro) e BMW (o iX3 só deve chegar em 2019) neste lançamento de um SUV 100% eléctrico é a cereja em cima do bolo.
É o primeiro modelo da gama EQ marca alemã (terá pela frente os Jaguar i-Pace, Tesla Model X, Audi e-Tron e o BMW iX3) que até 2022 é esperado que receba um novo modelo por ano (o responsável pelo desenvolvimento Ola Källenius confirmou um par de sedans eléctricos - provavelmente EQ E e/ou EQ S).

Exteriormente recebe uma carroçaria especifica para o distinguir dos manos de combustão, que combina o concept EQ apresentado no anterior salão de Paris com o atual GLC. Com muita pena minha já não tem aquela grelha azul do concept que acendia sendo substituído por uma grande grelha flanqueada com um painel preto piano que aloja os faróis dianteiros que prolongam pelo capot com que acompanhando o fluxo aerodinâmico. Mas boas noticias a estrela à frente acende quando activa o cruise-control ativo Distronic. Atrás temos uma banda luminosa muito Audi ou Porsche.
Em termos de dimensão tem 4,76 metros, colocando-o a meio entre o GLC e GLE. É mais pequeno que o Audi e-tron (4,90 metros de comprimento) e que o Tesla Model X (5,04 metros mas com 7 lugares), mas maior que o Jaguar I-Pace (4,68 metros).A mala é relativamente grande - 500 litros.
O interior segue os mais recentes produtos da marca - dá para reconhecer o volante do Classe C e o sistema de ecrã duplo do sistema MBUX estreado no novo Classe A. Este sistema foi atualizado para permitir pré-condicionamento e navegação com gestão de pontos de carga. Atrás do volante recebe manípulos para aumentar temporariamente a travagem regenerativa.


Tecnicamente pouco muda do concept Generation EQ apresentado no anterior salão de Paris - baseado na nova plataforma EVA (Electric Vehicle Architecture que irá servir pelo menos para outros 10 modelos eléctricos da Mercedes e Smart até 2022) tem 2 motores eléctrico (um em cada eixo para tração integral) debitando um total de 408 cavalos/300 kW de potência e 765 Nm de binário alimentados por uma bateria de 80kWh. Notei em algumas fotos online a designação EQC 400 - será que vamos ter diferentes níveis de capacidade de bateria? A velocidade máxima é limitada a 180 km/h, mas é capaz de acelerar os 2 425 quilos de carro dos 0 aos 100 km/h em 5,1 segundos - para referencia é apenas 0,2 segundos mais lento que o AMG GLC43. Autonomia anunciada é de 450 quilómetros.
De série vem com um cabe de carga para 7,4 kW mas poderá receber carga nos sistemas de 110kW onde consegue uma carga de 80% em 40 minutos.
update 07-09-2018

0 comentários:

"