Ferrari Portofino apresentado

Adeus California T foi bom, mas tinha que acabar - este é o seu substituto: o mais potente e leve Portofino. A apreciar com um copo de bom vinho do Porto.
Mantém o arranjo 2+2 com tejadilho rigido, o design é inspirado no novo 812 Superfast, mas é baseado numa nova arquitectura em alumínio que ajudou a reduzir o peso e a melhorar o espaço para os passageiros traseiros.

Mantém o V8 biturbo de 3.9 litros debaixo do capot dianteiro acoplado a uma caixa de velocidades de dupla embraiagem , mas graças a novas entranhas passa a debitar 600 cavalos (mais 40 que geração anterior) que com a redução de peso (que a Ferrari ainda não especificou) consegue acelerar o Portofino dos 0 aos 100 km/h em 3,5 segundos e atingir 320 km/h.
No interior dá para ver que, tal como o California, o Ferrari Portofino é mais um GT que um super-desportivo com um novo sistema multimédia, assentos com 18 regulações possíveis entre outros luxos.


A apresentação ao publico será feito no salão de Frankfurt.

0 comentários:

"