[update video]Volvo - híbrida e eléctrica apartir de 2019

Entre as marcas premium a Volvo tem tomado alguns passos interessantes ao nível de motores - passou a usar apenas motores de 4 cilindros abandonando todas as outras arquitecturas, anunciou o fim do desenvolvimento de novos motores diesel e agora anuncia que apartir de 2019 todos os seus modelos vão incluir um motor eléctrico. Atenção - ao contrario do que muitos sites dizem a Volvo não vai abandonar o motor a combustão, e este anuncio é para novos modelos os 100% combustão que existirem na altura continuaram à venda até ao final da sua vida...que na Volvo pode ser longa (o 1º XC90 esteve 12 anos em produção).
A Volvo vem confirmar algo que há muito digo - o futuro é o híbrido, seja ligeiro, médio, "full-hibrid" ou plug-in, ter um motor eléctrico a trabalhar em conjunto com o motor a combustão interna para melhorar a eficiência. Até resolverem os problemas das pilhas de hidrogénio claro...

A Volvo não precisou exactamente que tipo de sistemas vai usar em que modelos, mas a aposta principal está nos sistemas híbridos ligeiros em que um motor eléctrico dá apenas uma ajuda (não move o carro sozinho) via um sistema de 48 volts - o mesmo tipo de sistema já usado na Renault Scénic Hybrid Assist (não há em portugal porque só disponível na versão de 5 lugares não importada), na Suzuki, de série em todos os modelos do próximo Audi A8 que está quase a chegar e o grupo Volkswagen planeia usar estes sistemas para substituir os pequenos motores diesel. É um sistema muito mais barato que os híbridos plug-in atuais da Volvo (XC60, XC90, S90 e V90 T8) mas também é muito menos eficaz. Mas também há 5 modelos 100% eléctricos nos planos entre 2019 e 2021 - 2 deles específicos para a Polestar.

Recapitulando então o que já se sabe sobre os planos da Volvo para o futuro:
- Apartir de 2019 nova geração de mecânicas híbridas começam a surgir;
- Final do diesel em 2023 - Volvo vai continuar a melhorar os motores atuais (apresentados em 2013) que espera irem até 2023 (em 2021 as emissões de CO2 da gama dos construtores automóveis devem passar dos atuais 130 para 95g/km);

Ou seja, a numa primeira fase a Volvo transitará para modelos a gasolina ou diesel híbridos plug-in ou "mild-hybrid" 48-volts ou 100% eléctricos e apartir de 2023 terá apenas automóveis eléctricos ou híbridos plug-in ou "mild-hybrid" a gasolina.


update 05-07-2017

0 comentários:

"