Novo Peugeot 3008 no salão automóvel de Paris 2016

Com todas as marcas a apostarem nos SUVs a Peugeot demorou o seu tempo para substituir o 3008 que datava de 2009 - e ainda bem que o fizeram porque esta nova geração cruza todas as caixas certas. Foram precisos 2 dias para conseguir boas imagens e algum tempo com o novo 3008: agressivo por fora e inteligente por dentro.
 

O ar de monovolume foi subtituído por um look mais viril e estatutário inspirado no concept quartz de 2014.


No interior a ergonomia e os acabamentos eram cuidados, com um tablier digno de uma nave espacial.
O novo i-cockpit está muito bem organizado, fácil de usar, é atraente em particular o selector de velocidades da caixa automática. 


E os botões de atalho, tipo selectores de avião, por debaixo do ecrã táctil são não só belos como funcionais evitando ter que andar a navegar pelos sub-menus.

Além do ecrã de 8 polegadas no centro, temos outro ecrã de 12,3 polegadas a substituir o clássico conjunto de instrumentos com gráficos e animações simplesmente espectaculares.

Os acabamentos são bons, a variedade de materiais e cores permite criar um ambiente tão bom para se estar. Proponho um exercício - vá a um concessionário Peugeot, feche os olhos, tape o logo volante e abra os olhos...Audi ou Mercedes é capaz de vir mais depressa que Peugeot.

0 comentários:

"