Renault em sarilhos sobre as emissões

Et tu, Renault? Para quem não percebeu era uma referencia a Júlio César. Mas sim, parece que a Renault está também em sarilhos relativamente as emissões de seu automóvel. Mas exatamente o que se passa? Abaixo está o que até agora descobri sobre este tema.
Começando pelo inicio
Desde que a Volkswagen foi apanhada a fazer fora do penico que os construtores automóveis andam debaixo de olho - em França as autoridades começaram não só a investigar os automóveis diesel da marca alemã mas também todos os outros construtores: a Utac (organismo de certificação nacional francês) já testou 22 automóveis de 8 marcas diferentes (Renault, PSA, Volkswagen, Mercedes, Ford, Opel, Toyota e BMW). O objectivo é testar 100 modelos com mais marcas estão incluídas (Nissan, Volvo, Suzuki e Fiat) e todos os testes só devem ficar terminados até ao Verão.


Uma batida na porta
E vários elementos da unidade anti-fraude entraram nos escritórios centrais bem como nos Lardy Technical Centre e Guyancourt Technocentre e, segundo a Agence France-Presse, equipamento técnico e computadores foram recolhidos - o objectivo era recolher informação/dados sobre como o construtor francês usa a tecnologia de controlo de emissões e que componentes são usados. As instalações de Lardy são as principais de desenvolvimento de motores incluindo a certificação e ajuste dos sistemas de controlo dos motores. A Renault diz estar a cooperar totalmente com a investigação.


E encontraram algo?
A ministra da energia Segolene Royal veio a publico assegurar que não encontraram qualquer software e/ou dispositivo que falseie as emissões - até agora apenas os automóveis da VW acusaram algo. Mas segundo a ministra os testes preliminares apanharam veículos da Renault e "de outras marcas estrangeiras" a ultrapassar os limites de emissões legais. Curiosamente quer a ministra do ambiente Segolene Royal e da Economia Emmanuel Macron recusaram-se a indicar quais eram os outros construtores estrangeiros apanhados a prevaricar. 

Não foram apontados dedos a que modelos foram apanhados até agora mas segundo Denis Baupin, vice-presidente ecologista da Assembleia Nacional pretendem questionar a Renault esta segunda-feira sobre porque é que o Renault Captur foi detectado em testes da UTAC a emitir 5 vezes mais de óxidos de azoto que o limite fixado.


Fraude - sim ou não?
Segundo Segolene Royal não exatamente - não foi provada uma fraude prepositada. Sim, nas emissões de CO2 e NOx dos 22 veiculos testados até agora Renault e pelo menos 2 outros construtores estrangeiros ultrapassaram os limites fixados, mas esses modelos foram homologados daí que a grande questão é como isso aconteceu. Pelas declarações parece que vão culpar a metodologia e não propriamente os construtores. 
Algo que já aqui escrevi várias vezes - o procedimento de homologação esta ultrapassado e permite certas "liberdades".


Impacto...até agora
As acções da Renault caíram 7.7% perdendo 5.8 mil milhões de euros em valor de mercado. Mas não foi só a Renault - as acções da PSA caíram 3.6%, a Fiat Chrysler Automobiles caíram 7.3% em Milão e a Daimler caiu 3.2% em Frankfurt. Segundo declarações de Segolene Royal ao jornal Le Parisien o governo francês não está, para já, a planear exigir à Renault a devolução de benefícios fiscais para veículos de baixas emissões.


Peugeot incólume


Daimler assegura motores fornecidos pela Renault
A Daimler-Mercedes rapidamente emitiu um comunicado em que assegura que os motores fornecidos pela Renault não contêm qualquer dispositivo/software para falsear emissões. Curiosamente, poucos dias antes o CEO da Daimler Dieter Zetsche criticou a Volkswagen e a sua cultura empresarial dizendo que na Daimler tal coisa seria impensavel. Mas não foi o único alvo do "Doctor Z" - também se dirigiu a comissão europeia para que rapidamente se chegue a uma decisão sobre como se vão medir as emissões já que a Daimler não planeia desistir dos motores diesel.


Cenas do próximo episódio?
Se esta a ler isto na segunda-feira então saiba que a Renault esta numa audição pela comissão Royal onde deverá explicar as anomalias observadas nas emissões de CO2 e óxido de azoto.

Assim que souber mais actualizo este tema.

0 comentários:

"