[update videos]Koenigsegg Agera RS e Regera apresentados em Genebra

A Koenigsegg levou 2 hipercarros a Genebra: o Koenigsegg Agera RS e o Koenigsegg Regera, ambos com potências simplesmente dantescas.

O Koenigsegg Agera RS é, como o nome indica, uma versão ainda mais potente (sim, porque o Agera R era um pouco fraquinho) do Agera R aproveitando as lições do Koenigsegg One:1. Recebe algumas modificações aerodinamicas incluindo um aileron traseiro activa e perdeu algum peso. 


O resultado final são 1160 cavalos extraídos do V8 biturbo de 5 litros e a possibilidade de o fazer engolir a língua ao acelerar dos 0 aos 300 km\h no mesmo tempo que o seu carro provavelmente atinge 100km\h: 14 segundos.

Se mora em Felgueiras e recentemente descobriu que pode comprar o que bem lhe apetecer e deseja um destes Koenigsegg Agera RS então mexa-se porque só vão fazer 25 e 10 já foram vendidos.



Mas a verdadeira estrela era o Koenigsegg Regera - o primeiro híbrido da Suécia!



Este tem 3 motores - o conhecido V8 biturbo de 5 litros da Koenigsegg (aqui com 1100 cavalos) flanqueado por outros 3 motores eléctricos tudo no eixo traseiro. O mais pequeno destes 3 motores eléctricos está na caixa de velocidades e actua sobre a cambota e pode servir como motor de arranque e os outros 2 maiores estão um cada roda traseira. Tudo somado debita 1.500 cavalos que aceleram o Regera dos 0 aos 400 km\h em 20 segundos.


O mais curioso é o que não tem - embraiagem ou caixa de velocidades. É que combinando toda a potencia e binário do motor a combustão e eléctrico via um sistema hidráulico a caixa de velocidades não é necessária! A ideia é ter menos componentes e não haver todo aquele jogo entre converter a energia em diversas formas. E se quer saber exactamente como é que isso funciona veja o video abaixo.


A Koenigsegg planeia produzir 80 destes Regera portanto se deseja um hipercarro mas também é sócio da Quercus então esta é a resposta.

1 comentários:

  • Anónimo says:
    13 de março de 2015 às 02:00

    São 20 segundos dos 0 aos 400 km/h, e não aos 300.

"