30 anos de cadeia por test-drive longo demais

Quando vi o título até fiquei assustado porque é algo que faço mais regularmente do que gostaria de admitir - digamos que em Paris virei várias às vezes para o lado errado porque não "percebia" o "droit" e "Gauche"... Mas voltando a noticia, que tinha que vir obviamente, dos Estados Unidos, onde o senhor Jeffrey Todd Crystal foi condenado a 30 anos de cadeia por abusar da definição de test-drive. 

Este senhor de 53 anos sempre foi um fã da Porsche e em 2011 foi a um concessionario da marca na Florida para ver um Panamera - que comprou...com um cheque careca. Ele conseguiu sair com o carro porque como era sexta-feira ao final da tarde e não foi possível verificar se o cheque tinha fundos. Ops! 
Só no dia seguinte é que deram pelo problema e tentaram contactar Jeffrey para fazer o pagamento, que foi adiando claro. Até que passado 2 semanas ele lá devolveu o Porsche ao concessionário...depois de ter feito 3.500 quilómetros com o Panamera!

Obviamente foi parar a tribunal e o juiz condenou-o a um total de 30 anos - o que parece exagerado. Excepto que ele já tinha feito a mesma coisa em 2004 e estava em liberdade condicional por roubo e fraude. 

Numa nota pessoal até acho que teve sorte - é que o senhor é afroamericano e ultimamente a Policia nos Estados Unidos está numa de matar primeiro perguntar depois...

2 comentários:

  • Marco says:
    19 de dezembro de 2014 às 16:50

    É absurdo a pena. Imagina os políticos em Portugal, nos EUA ficavam 500 anos cada um se formos comparar os roubos que fazem... E até que mereciam estes lol.

    A afirmação ultimamente a Policia nos Estados Unidos está numa de matar primeiro perguntar depois... - Era escusada. Falar é fácil. Num pais cheio de armas não se pode facilitar.

  • Turbo-lento says:
    22 de dezembro de 2014 às 18:57

    Tens razão que nos EUA todos parecem ter uma arma, mas a verdade é que a Policia por lá tem exagerado: num caso recente chegaram a um parque onde um miudo brincava com uma arma de brincar (que até era pintada de cor errada) e 2 segundos depois de chegarem já tinham morto a criança...

"