[update videos]Novo Mini Cooper apresentado

Foi a 20 anos atrás que a BMW começou a planear o regresso do Mini, combinando a sua história e estilo com a performance e engenharia da BMW. Curiosamente nenhuma das anteriores gerações eram um produto 100% BMW, mas este F56 começou numa folha em branco e 100% desenvolvido na marca. Será que conseguiram?

 
A nível do design não há surpresas - silhueta, os faróis redondos, o tejadilho plano, corte repentino da traseira rodas nos cantos manteve-se e no caso do Cooper S recebe ainda a entrada de ar no capot e escape central. Os farois pouco mudaram à frente e um pouco mais atrás, e tem uma nova grelha dianteira hexagonal.

 
Mudar o Mini requer muito cuidado, porque afinal a Mini não tem clientes, tem fãs - e há que manter os fãs felizes. Mas debaixo do metal tudo muda - mais comprido em 10 centímetros atinge agora 3,82 metros no total (e será ainda mais comprido na versão 5 portas) o que significa que há mais espaço para os passageiros traseiros e bagagens já que a mala passa de 160 para 211 dm3!
 
O interior inspira qualidade mantendo os celebres interruptores na consola central. O conta-quilómetros deixou a posição tradicional no meio do tablier e tem agora uma posição clássica à frente do volante. O grande ecrã central recebe agora o sistema multimédia.
 
Pode receber suspensão pilotada (com 2 posições: "confort" e "sport"), regulador de velocidade activo, passagem de máximos-médios automática e as inúmeras possibilidades de personalização já conhecidas da marca.
 
Debaixo do capot tudo é novo, não mantendo nenhum dos anteriores motores - o novo Mini é maior (comprimento 3,8 metros, largura 1,7 metros, altura 1,4 metros e distancia entre eixos 2,5 metros), mas na constante procura de reduzir as emissões todos os motores são novos e turbo-comprimidos - algo que a BMW está a aplicar em toda a sua gama: todos biturbo sequencial "TwinPower" com injecção directa e nos motores a gasolina acresce abertura variável das válvulas.
 
A gama arranca com o Cooper com o 3 cilindros de 136 cavalos e 220 Nm de binário (230 com overboost) capaz de acelerar dos 0 aos 100km\h em 7.9 segundos, atingir 210 km/h de velocidade máxima e médias de 4.6 l/100km, e o Cooper S com um novo 4 cilindros turbo de 292 cavalos (mais 8 cavalos que antes) e 280 Nm de binário (300Nm com overboost), capaz de acelerar dos 0 aos 100km\h em 6.8 segundos, atingir uns simpáticos 235 km/h e médias de 5.8 l/100km . A diesel chega um novo 3 cilindros de 1,5 litros turbo com 116 cavalos e 270 Nm de binário, é capaz de acelerar dos 0 aos 100km\h em 9.2 segundos, atingir 205km\h e médias de 3.5l/100km e segundo a BMW 7% mais eficiente que o 4 cilindros diesel atual.
 
E com novos motores, novas caixas de velocidades - a caixa manual de 6 velocidades recebe um sistema para manter as rotações durante as mudadanças e a nova automática tem ligação ao GPS seleccionando a melhor velocidade conforme o gradiente, reta ou curva, cidade ou estrada aberta. Resumindo e concluindo - o aspecto pode ser clássico, mas tudo o resto é moderno.

update 11-02-2014

0 comentários:

"