Novo Volkswagen Passat

Os automóveis familiares tem sofrido quebras de vendas, mas isso não impediu muitas novidades no salão de Paris - uma delas é o novo Volkswagen Passat, sétimo modelo deste nome. As dimensões podem não mudar mas o aspecto, particularmente a frente, com a grelha horizontal e os faróis diurnos de LEDs e os novos farois traseiros que aproxima o novo Passat ao actual Phaeton - o mesmo se aplica ao interior com um equipamento mais recheado.
O Passat indica os limites de velocidade, vigiar sonolência do condutor, controlar os ângulos mortos e passar de máximos a médios automaticamente. Já como o actual Passat, continua a ter o sistema de estacionar sozinho, travão automático, vidros laterais folheados e chave mãos livres. Pratico é na carrinha a capacidade de rebater os bancos apartir da bagageira apertando um botão.
Não há grandes novidades debaixo do capot. Novidade é o 2.0 litros TSI de 211 cavalos do Audi TT porque mantêm-se os motores do Passat Mk6: a gasolina temos o 1.4 TSI de 122 cavalos, o 1.8 TSI de 160 cavalos e o V6 3.0 FSI de 300 cavalos; enquanto no diesel temos o 1.6 TDI de 105 cavalos e 2.0 TDI de 140 e 170 cavalos. O BlueTDI recebe o 2.0 TDI de 140 cavalos com um catalisador NOx. De série os diesel recebem um sistema Stop & Start.
De referir que nesta classe o salão de Paris recebeu o novo Peugeot 508 e os restyling dos Renault Laguna, Citroën C5 e Ford Mondeo.
Vejam aqui as nossas fotografias do salão de Paris.

0 comentários:

"