[update] Partilha de componentes

Ontem estava à conversa com um leitor e não sei como chegamos lá veio ao de cima que o Jaguar XJ220 usava os faróis traseiros de um Rover 214. A partilha de componentes mecânicos é comum dentro das marcas e mesmo entre construtores, economias de escala assim o ditam, mas também há partilha de componentes visuais e resolvi compilar abaixo alguns exemplos. Irei atualizando conforme mais surgirem.
Se se lembrarem de mais alguma deixem nos comentários.

Partilha de faróis traseiros entre diferentes modelos
Mazda 323F e do Aston Martin DB7


Lancia Thesis e Morgan Aeromax


Rover 214 e do Jaguar XJ220


Opel Vectra e o TVR Griffith.


Os faróis traseiros do Opel 1204 e Kadett C e o Aston Martin V8.



Se o Aston Martin Virage usava os faróis do Volkswagen Scirocco 2...


...já a versão Shooting brake usava os faróis traseiros do Renault 21 Nevada.



O Aston Martin DBS original usava os faróis traseiros do Hillman Hunter.


O Lotus Elan usou os faróis traseiros do Renault Alpine GTA.


Além de aproveitar a base do Corvette C5 o Callaway C12 usou algo mais da General Motors: os faróis traseiros do primeiro Opel Tigra.



A Noble saltou para a ribalta com o M12 que alem de usar o motor Ford Duratec V6 aproveitou a viagem e também trouxe os faróis traseiros do Mondeo...

...que também foram adotados pelo Catterham 21

Continuando ainda na Noble o seu M500 usou faróis traseiros de algo menos excitante mas muito mais prático: do Citroen C4 SpaceTourer.


O desconhecido mas veloz Zenos E10 aproveitou os faróis traseiros de outro automóvel que acelera o pulso: o Alfa Romeo MiTo.



O Lister Storm é uma máquina construída para os circuitos mas que usa os faróis de algo mais sedado - os do Audi 80.


O MVS Venturi foi um desportivo francês que tentava ser a resposta francesa à Porsche...aproveitando os faróis traseiros do BMW Série 3 E21



Três máquinas de sonho, som e velocidade a partilharem os mesmos faróis traseiros - o desenhados para o Ford Cortina também apareceram nos Lola Mk6 GT e nos TVR Griffith 400.



Talvez o primeiro super-carro americano (se bem que não "Made in the USA") o Ford GT40 usou os faróis traseiros do mais pequeno e tímido Simca 1000...

...que também foram parar ao De Tomaso Vallelunga.

Para o TVR Cerbera o construtor britânicos recorreu aos faróis traseiros de algo bastante mais insípido - do Ford Fiesta Mk3.


Se tal como eu teve na parede do seu quarto um poster do Lamborghini Countach então estivemos a olhar para os faróis traseiros do Alfa Romeo Alfetta.

Outra variante do Alfetta deu os seus faróis ao Lamborghini LM002.


O Alfa Romeo GTV doou os seus faróis traseiros a uma série de belas máquinas:
como o De Tomaso Deauville,
...no De Tomaso Longchamp,
..no De Tomaso Mangusta,
...no De Tomaso Pantera,
e no Maserati Bora.

Os faróis traseiros do Alfa Romeo GT foram aproveitados pelos vários modelos do Iso Grifo e do Lamborghini Miura 400.





MG XPower SV e o Punto
Partilhar os faróis traseiros é comum, os dianteiros é menos comum porque a dianteira e assinatura luminosa definem muito da atitude e posicionamento do veiculo. Mesmo assim as vezes acontece. 
Todos conhecemos o MG XPower SV, o grito de libertação da Rover do jugo da BMW, era baseado no Qvale Mangusta, tinha um V8 americano e...os faróis dianteiros do Fiat Punto 2.




Aston Martin DB7
O Aston Martin DB7 foi um dos mais belos automóveis de sempre mesmo tendo sido desenvolvido com um orçamento muito muito apertado - para terem ideia partes do chassis veio do vestudo Jaguar XJS. E se olharmos bem somos capazes de identificar vários elementos de origens "menos luxuosos".
- faróis traseiros do Mazda 377F;

- fechos das portas interior Mazda MX5 NA;


- interruptores Ford (como os reguladores dos espelhos, ventiladores, botões);



- fechos exteriores cromados das portas do Mazda 323 carrinha;




Faróis traseiros do Lotus Esprit
Sempre fui um grande fã da Lotus e em particular do Esprit. Infelizmente a Lotus sempre desenvolveu os seus modelos com poucos fundos em mão o que significa aproveitar o que está à mão - por exemplo para os faróis traseiros. 
Lotus Esprit Série 1 - Fiat X1/9


Lotus Esprit Série 2 e Série 3 - Rover SD1



Lotus Esprit restyle 1987 - Toyota AE86


Lotus Esprit restyle 2002 - Lotus Elise Série 2




O que liga o Pagani Zonda, Lamborghini Murcielago e o Rover 45?
O Zonda, Murcielago e 45 usam a mesma unidade de controlo de ventilação. Mas em defesa da Rover, a unidade é fabricada por uma empresa italiana...


Se bem que no caso do Murcielago os italianos tiveram "alguma vergonha" e esconderam estes comandos por detrás uma tampa.





McLaren F1
Uma maquina de sonho desenhada pelo gênio que é Gordon Murray, o McLaren F1 foi desenhado de raiz para ser o mais leve e rápido possível, e mesmo assim ser o mais utilizável possível. E se alguns elementos foram criados de raiz para esta máquina, como o V12 BMW ou o sistema áudio Kenwood, outros vieram de fontes...

Piscas dianteiros do Lotus Elan

Faróis traseiros do autocarro Bova Futura...

..mas o Lamborghini Diablo também os usa!
Espelhos retrovisores do VW Corrado mk2...


...mas foram a segunda escolha por nos protótipos XP3 e XP4 eram os do Citroen CX fase 2!



Faróis Hella 4169
Como referi antes o McLaren F1 partilhava os faróis traseiros com outros construtores, daí que é interessante listar que automóveis usam os faróis Hella 4169:
- Lamborghini Diablo 6.0
- McLaren F1
- Saleen S7
- Ford Think
- Bova Futura


0 comentários: