Kia Niro Plugin....quero um

Confesso que desde que vi o Kia Niro ao vivo no salão de Paris e ouvi falar da possibilidade de uma versão plugin acessível fiquei bastante curioso. É um crossover bastante bonito, pratico e para quem passa muito tempo na cidade uma boa opção a um motor diesel que arrisca ficar com filtros bloqueados. Mas a versão plugin demorou a chegar, até agora apenas tínhamos a versão híbrida clássica, mas enfim chegou e olhando para o preço e características é uma opção a considerar.
Escolher um Kia Niro plugin é simples: só há uma motorização e um nível de equipamento (tudo basicamente) só faltando escolher a cor - no final custa 35.650 euros.

O que o faz o híbrido plugin mais acessível do mercado - a eterna referencia do Toyota Prius plugin começa nos 41.380 euros (e sejamos sinceros, é um Prius) e o novo Mini Countryman cooper S E all4 começa nos 39.357 euros antes de começar nas opções mas tem a vantagem de ter tração integral. A mesma vantagem que o primo BMW 225xe iPerformance Active Tourer que começa nos 41.559 euros e o Mitsubishi Outlander PHEV Intense Plugin que começa nos 41.820 euros!

Mas 35.650 euros é bastante dinheiro por um Crossover? Não exactamente - se pegarmos em modelos clássicos com níveis de potência e equipamentos aproximados a diferença não é assim tão grande. O Nissan Qashqai dci 110cv Tekna começa nos 33.450 euros, o Renault Kadjar Exclusive (apenas disponível a diesel) começa nos 32.010 euros e o Peugeot 3008 Allure com o 1.2 litros a gasolina de 110 cavalos começa nos 30.700 euros mas precisará de alguns opcionais para atingir o mesmo nível de equipamento e os consumos não vão ser nem sequer aproximados - a diesel salta logo para 36.000 euros.

Resumindo relativamente ao um SUV/Crossover normal é uma diferença máxima de 3.000 euros - basicamente a diferença entre uma versão diesel e gasolina do mesmo automóvel. Se passa muito tempo na cidade mas não está pronto para um 100% eléctrico este Niro PHEV é muito interessante...infelizmente não está disponível em vermelho.

0 comentários:

"