Novo BMW Série 5 apresentado

6 anos de serviço e mais de 7,5 milhões de unidades mais tarde chegou a hora de reformar o Série 5 F10, este é o Série 5 G30. Seja "Suave evolução, não revolução" ou "se funciona não mexas" - para esta nova geração do série 5 a BMW trouxe uma versão reduzida do Serie 7 e aplicou uma atualização do design do atual Serie 5.

Exteriormente é ligeiramente maior (4,93 metros de comprimento (mais 2 cm), 1,86 metros de largura (mesma) e 1,47 metros de altura (mais 1 cm)), dá para notar que a frente é basicamente a do novo Serie 7, a nervura dupla no perfil começa a recordar o atual F10 e a traseira é basicamente a do atual F10.


Utilizando a mesma plataforma CLAR do Série 7 esta nova geração consegue ser bastante mais leve, com o peso entre os 1500 e 1800 quilogramas (mas ao contrario do Série 7, que conta com muita fibra de carbono na construção, o Serie 5 vai para alumínio, magnésio e aços de alta qualidade para conseguir o peso reduzido) e em conjunto com a aerodinâmica muito trabalhada (conseguindo uma redução do cD para 0.22 ou 10% mais eficiente que o modelo anterior) irá sem dúvida ajudar nos consumos e comportamento em estrada.

Já o interior é completamente novo seguindo a mesma "arrumação" já conhecida do Série 3/4, vidro acústico no para-brisas, todos recebem o Profissional Media com o ecrã tactil de 10.25 polegadas, o Head-up Display é 70% maior com mais resolução e o joystick do iDrive agora fica à direita.


Mas o mais interessante é o catalogo de tecnologias (quase todas opcionais) disponiveis com o novo Serie 5, que inclui sistemas de condução semi-autónoma (Driving Assistance Plus), sistema audio Bowers & Wilkins, Car-to-X (comunicação entre automóveis), direcção nas 4 rodas, suspensão pilotada activa ou mesmo o Remote Control Parking.

No lançamento a gama de motores é relativamente reduzida - a gasolina temos o 530i com o 4 cilindros de 2 litros turbo com 252 cavalos, o 540i com 6 cilindros em linha turbo de 3 litros com 340 cavalos e o M550i xDrive com 0 V8 biturbo de 4.4 litros de 462 cavalos; e a diesel o 520d com o 4 cilindros de 2.0 litros turbo de 190 cavalos e o 530d com 6 cilindros em linha de 3 litros com 265 cavalos. Mais adiante vai chegar a versão híbrida plug-in 530e iPerformance com uma autonomia eléctrica de 45 quilómetros e 250 cavalos. A versão carrinha deverá chegar na primavera e o M5 só no final de 2017.

Tirando o 520d todos recebem a caixa automática de 8 velocidades Steptronic e para quem procura um pouco mais de tração podem optar pelo sistema xDrive opcional nos 530i, 540i, 520d e 530d mas série no M550i.

0 comentários:

"