Ponto de situação Dieselgate: 10-12-2015

Um ponto rápido antes da conferencia oficial da VW terminar onde o CEO Matthias Mueller irá apresentar as medidas para corrigir os motores faltosos e conclusões da investigação interna. Atualizarei assim que possível.

Volkswagen consegue empréstimos de 20 mil milhões de euros
Segundo autonews a Volkswagen terá conseguido vários empréstimos que totalizam 20 mil milhões para ajudar a lidar com os custos do escândalo das emissões. A marca alemã terá reservado 6.7 mil milhões para lidar com os custos iniciais do dieselgate e espera pelo menos mais 2 mil milhões de despesa com as emissões de CO2 falsificadas - assegurar estes empréstimos servem também para acalmar os investidores, provando que ainda tem a confiança dos bancos. Mas terá dado a garantia de vender bens se não conseguir pagar os empréstimos - segundo 2 pessoas familiares com o negócio.

Audi com novo CEO e despede diretor de desenvolvimento
A supervisão da Audi escolheu Matthias Mueller (também CEO do grupo VW) como seu chairman substituindo Martin Winterkorn e Stefan Knirsch para substituir Ulrich Hackenberg com chefe de desenvolvimento. Hackenberg já estava suspenso (juntamente com o chefe de desenvolvimento da VW Heinz-Jakob Neusser e chefe de desenvolvimento da Porsche Wolfgang Hatz) desde que rebentou o escândalo do dieselgate nos EUA e a inclusão do V6 TDI desenvolvido pela Audi terá sido a gota de água que terá feito Hackenberg a "sair por mútuo acordo" sendo substituído pela actual chefe de desenvolvimento de motores da Audi Stefan Knirsch. 
Neste jogo de cadeiras há algo a lamentar e algo de estranha - primeiro a lamentar a saída em desgraça de Hackenberg que criou o conceito de plataformas na Audi, depois para o grupo VW e enfim todos os construtores. E agora o pormenor estranho, muito estranho talvez - a Audi escolheu como novo chefe de desenvolvimento um dos responsáveis pelo desenvolvimento de motores na Audi desde 2013 quando a Audi começou a fazer batota nas emissões - ambos os motores envolvidos foram desenvolvidos e no caso do V6 até fabricados pela Audi...

Bosch processada nos EUA
A Bosch foi processada num tribunal americano por conspirar com o grupo Volkswagen para falsear os resultados dos testes de emissões. E quem processou um dos maiores fornecedores da industria automóvel, além do antigo CEO da VW Martin Winterkorn e actual chefe da VW america Michael Horn? Um proprietário de um automóvel diesel. E não é o único - há processos idênticos em Atlanta, Chicago, Cincinnati, Alabama e Alexandria (Virginia). Todos estes processos baseiam-se na acusação de que a Bosh "colaborou" por ter desenvolvido o software que permitiu à Volkswagen falsear os resultados, e no facto que em 2007 a Bosch avisou a VW que seria ilegal haver automóveis na estrada com o seu software mas continuou a fornecer os componentes à marca. ou seja, de alguma forma a Bosch devia ter inspecionado os automóveis da VW para verificar a existência do tal software. Vamos ver se pega, mas a Bosch já esta sob investigação na Alemanha e até agora nada.

Volkswagen e DOJ querem centralizar processos em Detroit...
A Volkswagen e o Departamento de Justiça americano querem centralizar os mais de 350 processos legais em 40 estados diferentes de consumidores e accionistas em Detroit - só falta o ok de um painel de litigação multi-distrital. A ideia é acelerar o processo sem duplicação de esforços. A Volkswagen quer criar 2 grandes dossiers: um para os proprietários de diesels VW e outro para 5 processos de instituições que investiram na VW e perderam milhões quando o valor do grupo alemão caiu na bolsa. O departamento de justiça favorece também Detroit por várias razões que não tornou publicas mas também porque os laboratórios governamentais são em Ann Arbor que fica perto de Detroit e porque os escritórios de engenharia da VW America ficam em Auburn Hills também no estado de Michigan. Claro que os advogados querem os processos na Califórnia onde está a CARB que detectou a situação mas também porque as leis de proteção do consumidor asseguram uma maior compensação para os advogados.

...só que não conseguiram!
Todos os processos legais (mais de 500 actualmente) de perdas económicas do dieselgate foram parar à Califórnia e ao juiz Charles R. Breyer em São Francisco. O que significa que isto vai definitivamente vai sair mito caro à VW.

CO2 - noticias menos más
Além do falseamento das emissões de óxidos de azoto a VW também tem em mão emissões de CO2 optimistas demais - inicialmente calculava que até 800.000 automóveis estariam afectados: a boa noticia é que afinal podem ser apenas 36.000 automóveis em todo o mundo com emissões de CO2 optimistas. Segundo a Volkswagen não será necessário modificar os automóveis, apenas reclassificar os automóveis afectados. Segundo a VW, os desvios observados a nivel de consumos estão entre 0.1 a 0,2 litros aos 100 km (uma diferença de 0.1l/100km corresponde a uma variação de 2.32g/km de CO2 emitido) no circuito de homologação NEDC. 
Na Volkswagen os veiculos afectados são:
- Polo 1.0l TSI BlueMotion 70kW EU6 caixa manual 6 velocidades
- Scirocco 2.0l TDI BMT 135kW EU6 caixa manual 6 velocidades
- Jetta 1.2l TSI BMT 77kW EU6 caixa manual 6 velocidades
- Jetta 2.0l TDI BMT 81kW EU6 caixa DSG 7 velocidades ou manual de 5
- Golf descapotável 2.0l TDI BMT 81kW EU6 caixa manual 5 velocidades
- Golf 2.0l TDI BMT 110kW EU6 caixa manual 6 velocidades
- Passat Alltrack 2.0l TSI 4MOTION BMT 162kW EU6 caixa DSG 7 velocidades
- Passat Variant 2.0l TDI SCR 4MOTION BMT 176kW EU6 caixa DSG 7 velocidades
- Passat Variant 1.4l TSI ACT BMT 110kW EU6 caixa manual 6 velocidades
A Skoda diz que não tem automóveis afectados por este problema do CO2, já a Audi e Seat esperam em breve anunciar que automóveis das suas gamas são afectados.

0 comentários:

"