Mercedes concede no ar condicionado

Há algum tempo que não tínhamos novidades neste tema - para os que não se recordam a Mercedes e a União Europeia andam às turras desde 2012 porque a Mercedes recusava-se a usar nos sistemas de ar condicionado dos seus automóveis o refrigerante R-1234yf porque dizia que era perigoso. 
Nos anos 90, o refrigerante R-12 foi retirado dos automóveis por ser prejudicial à camada de ozono sendo substituído pelo R-134a. Este estaria também de saída e substituído pelo ainda mais amigo do ambiente R-1234yf. Ora já houve quem antes tenha alertado que o novo refrigerante podia ser perigoso, mas todos os testes feitos por entidades privadas e públicas na Europa e EUA não conseguiram detectar algum problema. Mas eis que a Mercedes diz que em certos cenários se o fluido escapar a altas pressões sobre o cano de escape pode causar um incêndio. A união Europeia chega a tentar bloquear a homologação de automóveis da Mercedes e inicia procedimentos legais contra a Mercedes.

Mas após 3 anos de troca de galhardetes a Mercedes desiste e aceita usar o R1234yf nos sistemas de ar condicionado dos seus automóveis, mas que ira acrescentar um sistema de proteção para assegurar a segurança. A Mercedes espera iniciar em 2017 o que esperava já ter pronto - um sistema de ar condicionado baseado em CO2, que deverá chegar primeiro nos Classe S e Classe E.

Se deseja recordar os eventos deste tema, clique na tag R-1234yf

0 comentários:

"