Opel Karl - novo modelo de entrada na gama

A nova geração Opel Corsa e o Opel ADAM de três portas vão em breve receber a companhia de um novo modelo mais pequeno: o novo Opel Karl, assim se designa o modelo, terá carroçaria de cinco portas e chegará no verão de 2015.
 
O Karl posiciona-se como modelo de entrada na gama Opel e procura ser um automóvel extremamente prático - terá 3,68 metros e carroçaria de cinco portas e cinco lugares. Para referencia o Corsa tem cerca de 4 metros de comprimento e 2 carroçarias de cinco e três portas, e o ADAM tem 3,7 metros comprimento e três portas apenas.
 
A designação Karl presta homenagem a um dos filhos de Adam Opel, fundador da Opel em 1862. Enquanto Adam tornou a empresa no maior fabricante de bicicletas da Alemanha, os seus filhos Carl, Wilhelm e Friedrich aventuraram-se na produção de automóveis a partir de 1898, tendo apresentado o primeiro modelo da marca no ano seguinte.

4 comentários:

  • Lone Rider says:
    11 de setembro de 2014 às 11:30

    Não compreendo!
    Esta marca está a vender assim tão bem para introduzir mais um modelo no mercado?
    É que vejo tantas reclamações por parte dos possuidores de Opel's.
    O Astra J já teve 10 "recall".
    Quem compra com GPL de origem tem que andar às voltas até encontrar alguém que saiba "mexer" no sistema GPL porque nas oficinas Opel não têm habilitação para o fazer!
    As pessoas queixam-se de "más passagens de caixa", e respondem "isso é normal" (!?)
    Se caixa de velocidades parte, "você não fez cá a última muda de óleo do motor, tem que pagar uma caixa nova"
    Não é de surpreender a existência de tanto Peugeot nas nossas estradas.

  • Turbo-lento says:
    12 de setembro de 2014 às 17:25

    A marca está a introduzir novos modelos para cortar com o passado e sair do vermelho. Espero que consigam pôr ordem na casa porque concorrencia saudavel é necessária para o cliente ser melhor servido. Já sobre qualidade de serviço pòs-venda isso deve-se às oficinas que não treinam os funcionários - foi o que mais me preocupou quando comprei o Twizy mas graças a deus os meus receios foram infundados.

    Sobre as mudanças de caixa até acredito porque tenho a mesma resposta da Renault sobre porque é que a primeira tende a ser dificil de sair enquanto o motor estiver frio...

    Voltando a opel, acho que o anuncio que têm com a Claudia Schiffer é uma má escolha - aquele que um Astra nunca avaria. É que ainda este verão sempre que passava por um opel avariado na berma da estrada alguem dizia "afinal avariam"...

  • Lone Rider says:
    12 de setembro de 2014 às 23:25

    Mas não podem cortar tanto com o passado. Antes, no controlo de qualidade, submetiam uma amostra de carros a ultra sons de forma a garantir a qualidade duradoura das viaturas.

    Não acredito na concorrência, podemos ver que os chassis e motores de algumas marcas são misturados com outras. (Opel Adam - Fiat 500, Opel Vivaro - chassis da PSA, Mercedes com uma motorização Renault, etc).

    Quando os óleos de lubrificação estão frios, é de esperar que o desempenho do carro ainda não seja o adequado. Mas quando o carro está "quente" as más passagens de caixa poderão ser atribuidas a desgaste prematuro, má selecção de materiais para o fabrico da caixa, incapacidade desta suportar os esforços mecânicos, volante do motor descalibrado, desgaste da embraiagem, etc.

    Resumindo, ou mal projectado ou desenvolvimento que foi muito poupado para os directores da GM meterem o dinheiro no bolso...

    Sim, o anúncio com a Claudia Schiffer não é uma escolha feliz.
    Apontam a motorização 1.6 como a que não avaria, mas acabam por generalizar que qualquer Astra J é uma máquina imune a falhas...

    Ainda para mais a "arrogância" de "só podia ser alemão".
    A Volkswagen também é alemã e tem anúncios engraçados!

  • Turbo-lento says:
    16 de setembro de 2014 às 18:13

    Referia-me a cortar com o passado recente de designes sem sal e motorizações pouco adaptadas. Recordo-me de andar com uma astra carrinha (modelo anterior) com o 1,3 CDTI e caixa tão longa que em cidade de tanto ter que relançar a minha filha vomitou no carro - a unica vez que ela fez isso.

    Mas também digo que o meu primeiro carro foi uma carrinha opel 1204 branca com tração atrás!

    Sob plataformas e mecanicas partilhadas até acho que é bom - economias de escala que permite preços mais baixos aos consumidores e como diz o velho ditado "2 cabeças pensam melhor que uma"

    Daquilo que vejo a Opel parece já ter um plano de reformulação (quer de design quer de mecanica) o que é bom.

"