Gasolina é melhor que gasoleo

Gostar de automóveis é uma paixão madrasta - não só porque poucos podem comprar os carros que admiram, mas também porque sempre que dizemos que gostamos de automóveis, conseguimos sentir as pessoas a afastarem-se como se tivesse-mos gripe A. Se sairmos à noite com uma bela moça e no meio da conversa deixar-mos escapar que gostamos de carros, o telemóvel dela vai tocar repentinamente e ela terá de sair porque uma amiga esta a ter um ataque de caspa ou algo parecido.


A razão desta reacção alérgica tem a haver com os debates e discussões que ocorrem no mundo dos fãs do automóvel: Ferrari versus Porsche, tracção integral versus dianteira versus traseira, gasolina melhor que gasoleo, entre muitas outras. E é nesta ultima que quero dar o meu bitaite. E gostaria que cada um desse o seu nos comentários.

Vou portanto fazer algo de diferente ao que vos acostumei - uma especie de debate espero. E como já tive hipotese de ouvir muitos dos argumentos esgrimidos por ambos os campo, permitam-me dar as primeiras estocadas.


Com a actual caça às emissões, muitos dizem os motores diesel são menos poluentes porque produzem menos CO2. E é verdade que produzem menos CO2, mas produzem muitas mais particulas solidas causadoras de asma, oxido de azoto e dioxido de enxofre.

Recorrendo à Química Orgânica (enfim um uso prático para estas aulas), o gasóleo é um produto menos refinado, mais "bruto" que a gasolina. O petróleo entra no que se chama uma coluna de craking catalítico - imaginem uma coluna vertical em que a meio entra o petróleo e no topo saem os combustíveis mais finos como o combustível de avião a jacto e gasolina, e no fundo saem o alcatrão, óleos e o gasóleo.


Digamos que o gasóleo é "marca branca" e a gasolina é "gourmet".

O gasóleo é um combustível de queima lenta precisando de elevadas taxas de compressão, ou seja, não dá para brincar com as rotações porque o motor não consegue rodar tanto. Num motor diesel recebemos a potencia toda num curto intervalo de rotações e temos que mudar de velocidade - há uns anos conduzi um Opel Astra carrinha com o 1.3 CDTI e de tanto ter que relançar o carro em cidade com as 6 velocidade a minha filha vomitou nas costas do meu banco!

Mas isso torna-se numa vantagem do gasóleo nas auto-estradas: o motor roda menos logo mais conforto sonoro e melhores consumos. Ai até posso concordar, excepto que as auto-estradas são aborrecidas, deprimentes até para quem gosta de conduzir. Tomei recentemente a decisão de me organizar para que possa usar as estradas nacionais e menos a auto-estrada. Sem grandes elevações ou curvas, qualquer carro moderno lida bem com a auto-estrada.

O gasóleo é mais económico e mais barato. Verdade, se conduzir for um mal necessário - ainda há poucas semanas gastei cerca de 85 euros em gasolina super 98 numa tarde - como? conduzir um Renault Clio RS de Alcanede as Caldas da Rainha (ida e volta) pela antiga estrada nacional como tivesse as calças a arder! Dinheiro bem gasto. 85 euros de diesel são tão excitantes como comprar 85 euros de creme para hemorróides...


Outro mito muito popular é que os motores diesel são mais fiáveis que os motores a gasolina. A tecnologia evoluiu muito nos últimos anos e ambos os tipos de motor são fiáveis. Mas uma coisa é verdade - quando corre mal debaixo do capot, reparar um motor diesel moderno é muito caro relativamente a um motor a gasolina. O elevado conteúdo tecnológico assim o obriga - para terem uma ideia, uma rampa comum para um motor diesel é algo que pode custar 2.000 euros!

E ainda no campo da fiabilidade, quando um carro de gasolina pára por falta de combustivel é só atestar e arrancar. Um carro a diesel tem que ser sangrado para pegar. Alguem quer fazer isso na berma da estrada? Os motores a diesel têm melhor performance que os carros a gasolina: verdade graças à tecnologia que incluem - turbos, injecções rampa comum, intercoolers, entre outros. Mas os motores diesel produzem muitas vibrações, ao nivel dos pedais e caixa de velocidades e o som produzido é tudo menos agradavel. Os motores diesel são tambem muito mais pesados algo que se reflete no comportamento em curva.
Numa estrada de montanha o motor mais suave a gasolina roda mais, com a potencia distribuída pelas rotações dá o verdadeiro prazer de condução - aquele que o carro transmite pelos fundilhos das nossas calças.

Concedo que a minha preferência pela gasolina é mais "espiritual" que outra coisa - o diesel é mais forte, mas a gasolina é mais elegante. E citando o Sr_meireles, o diesel é uma bodybuilder:


E a gasolina é uma bailarina. O que é que preferem?

Mas a mais importante de todas é o prazer. Já conduzi muitos carros, a gasoleo e a gasolina, e se há algo que posso dizer é que fiz boas viagens ao volante de carros a diesel, mas nenhum me deu o prazer que dá um carro a gasolina. E o prazer da condução é o mais importante em qualquer carro.


Não podia terminar sem agradecer ao Richard e ao Sr_meireles que com algumas discussões no Twitter, ajudaram neste artigo.

70 comentários:

  • minhOfles says:
    2 de novembro de 2009 às 14:07

    Uii, ainda nem li, mas vais armar a tenda aqui. lolol

  • Anónimo says:
    2 de novembro de 2009 às 15:06

    Bom gostei do artigo, nunca pensei que depois das discussões no twitter fosse sair um artigo assim.
    Como tu partilho o gosto pelo carros a gasolina, gosto de sentir a rotação a subir até níveis insanos para qualquer motor a diesel.
    Como dizes e bem os carros que andam com o combustível do demónio (diesel)são agradáveis de conduzir comparo a gasolina transmite emoções fortes eu digo que o
    o diesel é a pornografia da estrada a acção é logo no inicio sem preliminares, e a gasolina é erotismo, aos poucos vamos sentindo prazer vezes sem conta.

  • Anónimo says:
    2 de novembro de 2009 às 15:08

    ps: sou o sr_meireles

    r.i.p = sr_meireles

  • PVF says:
    2 de novembro de 2009 às 15:40

    Não concordo nem de perto. Para começar os motores diesel têm filtros antipoluição (FAP) logo sao MESMO menos poluentes que os gasolina. Depois, conduza um verdadeiro bom motor a diesel e nao um de carros de gamas baixas e diga me onde está a vibracao que tanto fala!... Mais, os motores a gasolina ou seja muito rotativos dão prazer se conduzir um M3 nao um carro de gama baixa e sem potencia. E olhe, para terminar o meu carro é diesel e esgota as 5.000 rotações! O diesel de antigamente não é o de agora...hoje em dia os carros diesel sao em tudo melhores! ATE NOS IMPOSTOS!

  • Anónimo says:
    2 de novembro de 2009 às 16:07

    Boas um simples motor 1.6 B16a2 da honda corta as 8rpm e não é um M3
    O meu humilde 1.4 motor K da rover corta as 7000 rpm e não é um M3
    Num M3 podes chegar as 8500 no máximo 9000 rpm's

  • Anónimo says:
    2 de novembro de 2009 às 16:08

    engano o honda não corta as 8rpm mas sim as 8000 rpm

  • Turbo-lento says:
    2 de novembro de 2009 às 17:21

    O importante é a distribuição da potencia pelas rotações - os motores diesel dão a potencia toda num curto intervalo de rpm (é por isso que a BMW e Mercedes tem caixas de 7 e 8 velocidades para os motores diesel mais potentes) enquanto o motor a gasolina esta mais bem distribuido podendo-se brincar mais.

  • anarquista_duval says:
    2 de novembro de 2009 às 18:04

    Os motores a gasolina são melhores k os diesel.

    A nível de custo, e comparando com um motor a gasolina de injecção indirecta, a rampa e injectores dos Diesel são muito mais caras, a pressão do gasóleo chega a 2000 bar nos motores modernos contra os 3-6 bar dos motores a gasolina: materiais mais robustos, tolerâncias menores, custo maior nos diesel.

    Poluição: Um motor Diesel emite menos CO2, mas precisa de um catalizador de NOx e um filtro de partículas para poder ser vendido. Um motor a gasolina só precisa de um catalizador de 3 vias, e assim só emite azoto, CO2, vapor de àgua e valores residuais de NOx, CO e HC, ou seja, mais caro (mais platina)nos Diesel.

    Só k um motor a gasolina normal gasta muito mais combustível k um diesel e tem pc binário a baixas rotações, mas com a eliminação de borboletas de admissão e com os VTECs e afins, isso tende a ser minimizado.

    Na fiabilidade, não sei: eu tenho um 320i com + de 400 000 e akilo anda bem. A fiabilidade dos motores diesel já foi melhor do que é hj, especialmente por causa do aumento de potência e diminuição de tamanho (1.3 CDTI por ex.), e, claro, pela diminuição dos custos de fabrico.

    Conclusão: em camiões e máquinas, os motores diesel são a melhor opção, mas para ter um carro no dia a dia e para lhe dar umas puxadelas de vez em qdo e não ficar a arder nos custos de reparação, um motor a gasolina é mais adequado.

  • Zé Miguel says:
    2 de novembro de 2009 às 18:44

    Falando de prazer de condução, o motor a gasolina é sempre melhor, e acho que pouco posso acrescentar ao que já foi dito.

    Ao pensar nos motor diesel a primeira coisa que me vem à cabeça é fumo e cancro!!! Os filtros de partículas não fazem o trabalho como deve ser! Vê-se imensos carros novos a deitar nuvens de fumo preto. Esse fumo tem um pouco de tudo, e não faz bem à saúde de certeza.
    Até se pode fazer um teste, cheirar o tubo de escape de um diesel e um "gasolina". O diesel tem sempre aquele cheiro, e o motor a gasolina quase não tem cheiro! (com ambos os motores quentes).

  • anarquista_duval says:
    2 de novembro de 2009 às 18:58

    Esse fumo preto é mais conhecido por "repro"... ou seja, gasóleo a mais que n é queimado.

  • Anónimo says:
    2 de novembro de 2009 às 19:08

    Poderá ser repro ou não, no caso do carro da minha "maria" não era repro mas problemas nos injectores e claro aumento de gasoleo para a câmara e com a consequencia de gasoleo mal queimado.
    No entanto, e numa discussão saudável com uns amigos meus ele disseram uma coisa e com uma certa razão "os carros a diesel modernos são mais fáceis de sacar mais cavalos, uma repro e já está" pois bem la isso é verdade numa simples repro podemos sacar mais cavalos num carro a diesel do que num a gasolina, no entanto la se vai a economia e a definição de mais ecológico que tanto se reclama para os motores a diesel.

  • PVF says:
    2 de novembro de 2009 às 19:50

    Claramente que quem lê este forum é nada mais nada menos que meio americano...sao os chamados PETROL HEADS!... Gasolina nao é o futuro...é o gasoleo...e por muito que isso vos enerve, reparem que as grandes marcas começam a ter carros desportivos a gasoleo ou a ponderar ter. Mais, fala-se na introducao de carros a gasoleo nos Estados Unidos. Tenho diesel com mais de 200cv, gasto menos gasoleo que voces, ando mais, emito menos poluicao e ainda poupo quando vou a bomba e nos impostos! E por falar em se divertir com carros a gasolina...um 330d da BMW tem o mesmo binario que um M3!!!! Nao sejam velhos do restelo...o gasoleo veio para ficar...veio para ser o futuro e prova disso é que a maior parte dos carros novos vendidos neste pais sao carros a diesel! Habituem se a mudança...

  • PVF says:
    2 de novembro de 2009 às 19:52

    E ja agora...para quem sabe alguma coisa de quimica...ou para quem ironicamente, nao sabe...o diesel tem muito maior potencial energetico do que a gasolina...

  • Anónimo says:
    2 de novembro de 2009 às 20:24

    O futuro está no diesel? então PAREM JÁ os engenheiros que andam a partir cabeça em novas formas de energia como por exemplo a que mais gosto Hidrogénio, pois ja se sabe que afinal o futuro esta nos diesel.
    Pois não sei se sabe mas as marcas que tanto investiram nos Diesel estão a criar carros como motores pequenos e potentes a gasolina com ajudas de turbo em alguns dos casos ate com turbo e compressor que conseguem ter consumos não tão baixos que os diesel, mas que ja fazem tremer.
    Fora de brincadeiras sempre axei mau alias pessimo investimento num carro a diesel se não anda muito com ele ou seja no final das conta nunca teve um retorno como acontece nos carros a gasolina.
    Os carros a diesel só se tornam bons investimentos se por ano são feitos muitos kms, não é o meu caso logo optei por gasolina. Muitos olham os carros a diesel como carros da moda, outros porque axam piada de ter um fumarolas, mas há outros tem porque precisam. Um diesel com 200cv? parabéns, mas de certeza que o senhor não anda a 120 nas AE's :)logo não deve consumir menos do que o meu, nisso posso garantir. Pois já vi carros a diesel a fazerem 10l aos 100 lool o que para mim é uma palhaçada pois deveriam ser económicos.
    no que toca ao 330D ter o mesmo binário que o M3 tem razão a mais em linha recta até consegue ser melhor do que o M3 mas e em circuito? onde se metem curvas pelo meio? ai não sei mas acredito que o M3 leve a melhor.
    Por último se tivesse mentalidade americanizada como foi dito não pensava em 1.4TSE ou 1.2TSE ou 1.6 mas sim em V8 como na américa ;)

  • anarquista_duval says:
    2 de novembro de 2009 às 21:12

    Caro PVF, isso do potencial energético, ou calor específico de ambos os combustíveis são semelhantes, ambos andam por volta dos 43, 44 MJ/kg, a densidade do gasóleo é k é maior.

    Agora, é verdade que os motores Diesel sofreram muita evolução nas últimas décadas, mas o potencial dos motores Otto é enorme, e nos próximos anos devem surgir motores muito interessantes a gasolina, com boas prestações e consumos baixos. A tecnologia TSi é disso um bom exemplo. Acho que a escalada de potência dos Diesel terminou.

    Para o r.i.p. : é mais fácil tirar potência de um motor tubocomprimido (gasolina ou diesel) por causa do turbo: o que se faz é aumentar a pressão (reprogramação da centralina)e meter mais ar no motor, e, consequentemente, mais combustível é injectado. Num motor sem turbo, seja a gasolina ou diesel, como a pressão de admissão é a atmosférica, tem que se mudar condutas de admissão e escape e fazer mais ajustes para entrar mais ar e mais combustível ser queimado.

  • Miguel says:
    2 de novembro de 2009 às 22:12

    Este PVF é mesmo inteligente. Deves ser engenheiro.EHEH
    "Diesel é o futuro", "reparem que as grandes marcas começam a ter carros desportivos a gasoleo ou a ponderar ter.".

    Pego no que disseste que mostra tudo: Quantos Ferraris, 911´s, M´s, GTR´s, Corvettes, SL´s, RS´s, Lotus,Evo´s, e por ai adiante é que são a diesel?
    Pois é...quando se quer alta performance (carros desportivos e super-desportivos) o motor usado é o que consome gasolina. São factos.
    Compara por exemplo motores 2.0 ou 3.0.

    Motores diesel são impecáveis noutras áreas, como a relação performance/consumo ou a facilidade e conforto de condução.

    Agora quando falamos em performance sem olhar a consumos. Não me venham dizer que algo que consome gasoleo está a frente dum "gasolineiro".

    Em relação ao futuro ser ocupado apenas pelo o gasoleo, só podes estar a brincar. Quando a gasolina deixar de ser usada, o gasoleo tambem vai pelo o mesmo caminho.
    Tu num litro de petróleo consegues extrair mais gasolina que gasoleo, o que vais fazer a gasolina?
    O mundo vai estar virado para outros tipos de combustiveis, e o gasoleo e a gasolina não se incluem nesse grupo.

  • Miguel says:
    2 de novembro de 2009 às 22:21

    E já agora, outra coisa..."um 330d tem mais binário que um M3" Aqui tambem se vê que de carros percebes tu muito pouco. Acabaste de comparar um 3.0 TURBO contra um 3.2 Atmosférico e vens todo contente dizer que o 3.0 Turbo a diesel tem mais binário. Já viste que o teu rico 3.0 para andar precisa dum turbo? Tal como os outros carros a Diesel. Vê a quantidade de binário tens num carro com ajuda de um turbo.

  • Antonio says:
    2 de novembro de 2009 às 22:35

    Numa coisa ele tá certo, uns são PETROLHEADS e ele é DIESELHEAD...

  • Sp says:
    2 de novembro de 2009 às 23:05

    Viva... é um tema polémico, dai circularem ainda ambas as comadres nas nossas estradas. Para quem diz q o gasóleo ñ é futuro, pesquisem um bocadinho... ainda hoje lia numa revista da especialidade o Sr. presidente da VW a dizer que em 2020, sim 2020, iam dominar as nossas estradas carros com tecnologia TDI aliada a motores eléctricos. E pelos vistos está pra breve (TDI´s, HDI´s, etc...) PORQUE SERÁ???? A mercedes tem tb ja grandes propostas na manga a este nivel...
    Tb ja tive a noção q há pessoas q nunca andaram num carro diesel sem ser em "bicicletas". É surpreendente. Tenho um carro diesel 150cv, sou apaixonado por carros a gasolina de alta performance (sim pq tb gosto), mas actualmente sou fã da tecnologia acima d tudo. E s acham q não compensa andar num carro diesel, experimentem... lol

    P.S. - E antes de s maltratarem por causa deste tema, quer queiram quer não, pensem que este "fóssil" vai andar a fumegar alegremente muito depois de nos juntar-mos ao Karl Marx, Fidel Castro, John McCain.... :-)

  • PVF says:
    3 de novembro de 2009 às 00:39

    Caro SP, felizmente vejo alguem que partilha da minha opiniao...
    E para os PETROLHEADS que ai andam...o 330d tem 231cv salvo erro, o M3 tem 420...interessante que é preciso quase dobrar a cavalagem para ter o mesmo binario num motor mt mais rotativo...isso é gasolina a mais! O consumo do M3 vai para os 20l/100km...o 330d anda abaixo dos 10!!!! Quem vai mais a bomba? Bem me parecia...quem queima mais? Bem me parecia...Quem fica mais teso?! AHHH BEM ME PARECIA!! Tal como tem sido dito pelos grandes construtores, (VW È A MAIOR CONSTRUTORA!) o diesel SIM È O FUTURO! Quem nao gosta olha...ande a pé! =P

  • Miguel says:
    3 de novembro de 2009 às 02:46

    Então a tua opinião sobre o mundo automóvel, é averiguar e usar argumentos de quem gasta mais ou menos e quem tem mais binário? LOL.
    O que é um 3.0 Diesel a beira dum v8 4.0?

    Quando vais as vezes sozinho no teu carro e pretendes tirar um pouco de diversão e prazer de condução do mesmo, vais a olhar para os consumos e a fazer contas na tua cabeça que o teu é que gasta pouco e um 911 turbo gasta muito mais e não tem binário? LOL

    Os carros vão muito mais alem disso. Repara que eu falo nisto, porque tu nos teus posts só falas em consumo e em binário. Eu entendo porque, porque é exactamente isso que os carros a gasoleo têm de vantagem :)

    Já agora, digo mais uma vez. Estamos a discutir opiniões, cada um tem a sua claro. Já disse que os carros a gasoleo têm muitas vantagens, mas em performance pura, prazer...gasolina.

  • Este comentário foi removido pelo autor.
    Filipe says:
    3 de novembro de 2009 às 03:32

    Este comentário foi removido pelo autor.

  • Filipe says:
    3 de novembro de 2009 às 04:00

    Boa noite. Vejo que a discussão está a ser concorrida. É um tema um pouco difícil. E é normal cada um ter uma preferência inicial pela gasolina ou diesel e daí puxarem a "brasa para a sua sardinha". Pessoalmente admiro bastante a inegável evolução dos diesel. Conseguem boas performances com um consumo bastante razoável. Claro que é graças a grandes tecnologias e investigação. Mas o que é certo é que conseguem uma grande quantidade de binário a baixas rotações. O caso do 535d é um óptimo exemplo! Com 272cv consegue uns impressionantes 560nm de binário a maior parte deste disponível logo às 1500rpm. Com quase metade da potência de um M5 consegue bastante mais binário que este. Claro que consegue estes resultados graças ao recurso a dois turbos. Mas a suavidade e até a sonoridade não tem nada a ver com a imagem dos diesel barulhentos e fumegantes. É claro que concordo que não tem uma sonoridade e um prazer de condução tão agradável com M5, mas convenhamos que este é um desportivo assumido, topo de gama. Quanto ao recurso dos turbos praticamente todas as marcas planeiam ou ja os introduzem nos motores a gasolina devido ao downsizing dos blocos para redução de emissões poluentes. E nota-se bem o aumento da potência de pequenos blocos a gasolina assim como o proporcional aumento de binário e redução de consumos (ex: TSI, TCE, T-jet, etc.), apesar de ainda não estarem ao nível dos consumos dos diesel. Acredito que estes ainda vão melhorar mais assim como também acredito que a evolução dos diesel não se manterá por aqui como acima foi referido. Basta ver os esforços que as marcas fazem como por exemplo a mercedes com os blue efficency ou o programa efficiency dynamics da BMW. E a vertente ecológica continua a melhorar bastante existindo já em algumas bombas bio-diesel. O prazer de condução dos diesel admito que não estão ao nível de se verem montados num Ferrari. Mas diferenças já se notam. Vejam o exemplo do V12 TDI da VW. Ou os HDI da Peugeot montados em carros que participam e vencem as 24 horas de Le Mans. Ou então do Porsche Cayenne diesel. Quanto a este ser o combustível do futuro não estou de acordo. Ou melhor num futuro próximo talvez. Assim como os motores a gasolina. Mas é certo que mais cedo ou mais tarde os motores térmicos terão os dias contados. O futuro passará muito provavelmente pelas pilhas de combustível e motores eléctricos alimentados a baterias. Quanto a resistência e fiabilidade hoje em dia os motores não como dantes. A tecnologia e conforto assim o obrigam. Se querem um carro fiável comprem um mercedes 300D que nunca mais acaba. Pode vibrar com um terramoto ou quando desligam o motor parece um cavalo mas garanto-vos que dura e dura... É aqui que podemos observar a evolução dos diesel em termos de suavidade, conforto, consumos e sonoridade. Vejam o caso do Mercedes 250 CDI.
    Trabalho num rent-a-car e tenho oportunidade de experimentar muitos automóveis. É verdade que os motores a gasolina dão aquele prazer de ver as rotações a subir e possuem uma sonoridade mais agradável. Mas os diesel são bastante rápidos hoje em dia, sem os desconfortos de outros tempos e com consumos realmente mais baixos. A juntar a isto temos o preço por litro mais em conta e uma evolução tremenda na redução dos poluentes através de filtros e outras tecnologias.
    Concordo também que muitas vezes não compensa a certos consumidores a diferença de preços entre um motor diesel e um motor a gasolina. Mas em termos de revenda em Portugal pelo menos os diesel levam vantagem.
    Mas como disse inicialmente é uma questão de gosto ou "tara" se assim entenderem. Há qualidades num e noutros assim como defeitos também!
    Acho que devemos de louvar os progressos e esforços que as marcas de automoveis fazem por motores a diesel e a gasolina mais eficientes.

    Deixo só um pequeno vídeo para nos entreter que me parece oportuno ;)

    http://www.youtube.com/watch?v=6KUXC-iJyPM

    Continuação de boa discussão

  • Zé Miguel says:
    3 de novembro de 2009 às 08:39

    Quanto ao argumento que o Diesel é mais barato, só acontece porque o estado português subsidia o dito combustível! A gasolina paga de imposto à volta de 600€ por 1000 litros e o Diesel apenas 350€!!! Paga à volta de 50% de imposto! É ridículo, e estes preços não se vêm noutros países da Europa, como a Alemanha em que dizem que o preço do Diesel e gasolina estão par a par.
    Também havia muita discriminação no imposto sobre cilindrada... Felizmente estão a mudar isso e o CO2 começa a ter mais influência, assim como a presença dos filtros de partículas.

    O preço de mercado dos dois combustíveis tenderá, pelas leis do mercado, a encontrar sempre um equilíbrio, quanto mais carros a Diesel houver mais baixo ficará o preço da gasolina.

    E até concordo que estes vão evoluir muito! Quando a Toyota se lembrar de fabricar um híbrido Diesel... venderão aqui em Portugal que nem pãezinhos quentes.

  • Turbo-lento says:
    3 de novembro de 2009 às 11:43

    Nem sonhava em ter este feedback todo...xispa. Esperem ate ver o que estou a escrever sobre as bicicletas
    Creio que ambos os combustiveis tem as suas qualidades e pontos fracos, dai terem utilizações tão distintas. Mas acho que se fizermos as contas, na estrada a gasolina faz mais sentido.

  • Sp says:
    3 de novembro de 2009 às 12:25

    Bem, bem.... olhem q ha aqui amantes de bicicletas tb... e ñ são pequenos.... lol. inclusive eu... cuidado com isso :-)

  • Richard says:
    3 de novembro de 2009 às 12:28

    PVF, a VW é a maior construtora? onde? na terra da fantasia certo?

    Já ouviste falar da Toyota?

    Antes de responderes:
    http://en.wikipedia.org/wiki/Automotive_industry

  • Sp says:
    3 de novembro de 2009 às 14:22

    Não é mas esperem mais 10 anitos e vão ver... infelizmente...

  • Richard says:
    3 de novembro de 2009 às 14:39

    SP infelizmente tens razão, mas o mundo dá muitas voltas... ;)

  • Sp says:
    3 de novembro de 2009 às 18:46

    Pois... pode ser q as coisas mudem. Era bom sinal continuar a ver a toyota la à frente... era sinal q continuavam a ter coisas promissoras e era sinal q os toyotas continuavam com a devida credebilidade... mas pra isso é preciso inovar e acordar prá realidade... é preciso mostrar coisas; cada vez menos s vive da fama.... E o problema é q acho q a actual toyota ñ tem um caminho mt bem definido (digo eu !!!!... hummmm ñ sei.)

  • Richard says:
    4 de novembro de 2009 às 12:39

    Eu acho que vai no bom caminho (AGORA), com a apresentação do LFA e do FT86 mostram que sabem bem onde está a lacuna, carros divertidos e chamativos para várias faixas etárias, e estão a atacala!

    Ainda o investimento nas tecnologias híbridas é o maior e mais avançado, o que coloca-a no topo. Híbridos é o futuro não por causa da gasolina ou diesel, é pq seja qual for a energia a ser usada, as tecnologias de reaproveitamento entre outras dos híbridos iram sempre ser utilizadas!

  • MadMigMR2 says:
    4 de novembro de 2009 às 14:51

    Belo artigo sem dúvida!!

    Petrolhead!!!!!


    Por acaso tenho um termo de comparação engraçado.

    Este verão fiz uma viagem pela europa de carro (Toyota MR2) e os km's em AE foram todos feitos a +/- 140
    Foram 6000KM em 9 dias, nos quais gastei 498l com um custo de 650€ média de 8,3l

    Isto incluiu muita serra de montanha (stelvio, furka pass, floresta negra), uns bons km's de filas de transito e 3 voltas no RING!

    O gozo que deu poder conduzir o carro o tempo todo e disfrutar do prazer de conduzir um carro a gasolina, que apenas faz 7000RPM, compensa e bem os €'s a mais que se gasta em combústivel.

    Nos dias finais desta viagem fiz Spa-francorchamps - Poitiers e Poitiers - Lisboa!

    Há poucas semanas fiz o trajecto inverso com alguns km's mais (destino foi Dusseldorf) mas desta vez num diesel (BMW E60 530d) em que
    fiz médias muito semelhantes (7 / 8 l) a um ritmo ligeiramente maior (150 / 170) e que a única coisa que teve de bom foi cada vez que saia do carro para descansar era como se tivesse feito meia duzia de km's mas afinal já tinham passado uns 300 ou 400...

    Para fazer AE sem dúvida que um Diesel com bom binário e de preferência com caixa automática é um autentico sofá com rodas!

    Agora para ter prazer de condução ao volante sem dúvida que gasolina SEMPRE

    PETROLHEAD FOREVER!!!!

  • Lust Dj says:
    4 de novembro de 2009 às 14:57

    imaginem este motor e digam se é a gasolina ou a gasóleo:

    com o redline a ser às 4750RPM!
    com um binário disponível logo as 1.800rpm de 875nm!e máximo de 1000NM.
    com uma potencia de 500cv.
    turbos...é motor em V.
    0 aos 100 em 5.5 segundos.



    será o que? gasolina ou gasóleo?
















    pois é se pensaram ser a gasoleo (V12 TDI a VW encaixa na perfeição) estão errados.

    é o bentley arnage T. com o motor 6.75 V12 twinturbo.

    e vão dizer que este motor não é desportivo porque corta as 4750? pesquisem no youtube o teste da top gear e vejam...

    atenção que não estou a defender os diesel mas sempre que ouço essa desculpa de não ser rotativos logo são menos desportivos lembro-me deste motor.

  • Turbo-lento says:
    4 de novembro de 2009 às 16:57

    Novamente, não é a rotação maxima - é a distribuição da potencia pelas rotações. Num diesel a potencia esta disponivel num intervalo curto de rotações - puxar pelas rotações só produz mais barulho. No motor a gasolina é distribuido por um intervalos mais largo.

  • João says:
    7 de novembro de 2009 às 10:59

    Eu gosto muito de carros diesel para o quotidiano e para a cidade. O binário a baixa rotação faz toda a diferença.
    Para viajar? Só não viajo mais a gasolina porque morde na carteira.

    Mas prazer de condução? Para mim é gasolina... Um diesel não tem este barulhinho... Nem esta pica...

    Vejam: http://www.youtube.com/watch?v=WWgiAxJy_4A&feature=player_embedded

    Eu sou é pobre!!! Quem tem graveto quer lá saber de economia? Quer é prazer...

  • AC says:
    7 de novembro de 2009 às 12:49

    Para quem acredite que há vida para lá das 5 mil rotações.

    http://www.youtube.com/watch?v=QxpPjNnof28

  • CUPRA R says:
    25 de novembro de 2009 às 18:38

    Boas pessoal. Ora aqui está um belo tema para discussão. Eu sou novo nestas andanças mas tenho lido alguns do vossos temas e artigos e resolvi dar a meu bitaite. Aqui todos têm o seu quinhão de razão que gosta do diesel defende-o com unhas e dentes e que gosta da gasolina faz o mesmo. Eu trabalho com diesel durante a semana e gozo dos prazeres da gasolina ao fds, é como juntar o útil ao agradável. Para mim a gasolina é o ferrero rocher dos combustíveis da actualidade, é puro prazer e bom gosto sem fumarolas nem tremeliques nem aquele som entediante. Quanto aos consumos não me venham cá com demagogias do género à o meu tdi passa pelo teu e só gasta 5L aos 100 km. Treta, eu pessoalmente não conheço ninguém que preste mais atenção a nível do combustível que a tudo o resto que envolve o acto de conduzir. Portanto os consumos são uma desculpa válida apenas para quem faz muitos kms ou utiliza o carro para trabalho. Já agora para os fans do Binário aqui vai um comparativo de dois motores de ambas as tecnologias de última geração tão em voga e com características iguais, porque é assim que um comparativo deve ser feito.

    Motores VW
    2.0-TSI 265cv 6000rpm
    350nm 2300-5200rpm
    8.1L 100/km(em 6ªa 90km/h lol)
    2.0 TDI 170cv 4200rpm
    350nm 1750-2500rpm
    5.3L 100/km (mas a que velocidade lol).
    Estão a ver! Aqui está um motor a gasolina que não tem falta de binário só que não é nenhum B18 ou K20 da Honda a fazer 9200rpm, paciência não se pode ter tudo.
    E para terminar o futuro. Bem o futuro são as pilhas de combustível e as baterias mas isso é quando e já tiver de usar bengala. Porque muito sinceramente ambas as tecnologias ainda estão a dar passinhos de bebe e a autonomia e fiabilidade não satisfazem a maioria dos condutores. É como se tivesse-mos de conduzir um telemóvel com o carregador sempre no bolso e a bateria acaba sempre no pior momento, já para não falar nos custos das ditas cujas, tanto na aquisição como na manutenção e reciclagem.Cumprimentos para todos.
    E já agora, GASOLINE RULES!!! DIESEL SUCKS!!!

  • XANGO says:
    30 de maio de 2010 às 11:05

    Só falta andarem a porrada...

    Não entendo tamanha discução. Diesel é uma coisa, gasolina é outra, é obvio que existem pros e contras, cada um escolhe para si o que faz mais sentido na sua vida.

    É a mesma coisa que andarem a discutir religiões... waste of time!!

    Quanto ao M3...
    Tive e conduzi diversos carros a gasoleo, todos eles com os seus pros e contras...
    Recentemente tive a felicidade de adquirir um M3 e posso dizer que foi das melhores compras que fiz na vida.
    Como ainda não sei manusear todo aquele poder... tenho-o apreciado especialmente em tuneis. E posso adiantar-vos que é ORGASMICO... pena minha é que ainda não encontrei o tunel suficientemente comprido para chegar ao extase final do orgasmo. :D

  • Turbo-lento says:
    30 de maio de 2010 às 22:45

    Não é perda de tempo - por o automovel despertar tal discussão, tal paixão e devoção é que acho que é uma parte importante do "animal humano". Eu apenas atiro um pouco de ...gasolina...na fogueira (outro problema do gasoleo - não dá para metáforas).

    Em breve, graças aos ecologistas, não vamos ter escolha pelo menos nos "pequenos" diesel - as proximas limitações de emissões poluentes são tão apertadas que tornam muito caro "limpar" os motores diesel nos carros pequenos e baratos. o primeiro é o novo Micra - a nissan diz que pode colocar um diesel mas o preço seria proibitivo.

  • RAD says:
    31 de julho de 2010 às 02:20

    Eu compreendo que haja quem olha para os consumos, eu também olho e já por diversas vezes me pus a fazer contas, para tentar perceber qual seria a opção mais económica.

    E compreendo que haja quem pensa que poluição é só CO2. A cassette é repetida diariamente, do CO e dos NOx raramente se fala, e a malta repete...

    Dizer que diesel é melhor porque consome menos, emite menos CO2 e tem mais binário a baixa rotação, ignorando a sonoridade e a faixa de utilização mais desagradáveis, é olhar só para um dos pratos da balança.

    Quero ver qual vai ser o argumento quando, daqui a poucos meses, chegar ao mercado um certo motor com 900 cc a gasolina que consome menos, emite menos CO2, e tem o mesmo binário, do que o TD equivalente de ~1250cc... :P

  • Turbo-lento says:
    2 de agosto de 2010 às 15:56

    e 40 comentários - temos um novo recorde.
    Voltando ao tema, em breve não teremos grande escolha - graças as normas Euro6 os pequenos diesel podem ter os dias contados. Muitos construtores dizem que é caro demais limpar este motores - o novo Micra só tera motores a gasolina e este é apenas o principio. A fiat esta a mostrar o caminho com os 2 cilindros turbo acopolados a um motor electrico. Os motores a diesel vão ficar limitados aos modelos mais caros.

  • Besedaeste says:
    2 de agosto de 2010 às 17:38

    41 comentários :-) Parabéns ao 4r1v.
    Neste capítulo, creio que todas as opiniões, além de terem de ser respeitadas, têm fundamento. Seja pela via do binário, consumo, custos de reparação, feeling de condução, custo no momento da compra, poluição, etc.

    Contudo, o que não podemos esquecer, é que se gastamos mais um pouco na compra de um carro a diesel (estou a falar de novos), essa sensação compensa pelo facto de estarmos a visitar menos vezes o posto de abastecimento. Era o que me acontecia: andava com um diesel CTDI da empresa e quando pegava no meu carro particular a gasolina, ficava sempre aquela sensação de que a gota tá mesmo cara... :-)

    Quanto aos custos de reparação, peças, creio que é uma falsa questão. Os motores diesel não dão assim tantos problemas quanto isso. Acho que para cilindradas/potências semelhantes, compensa comprar um diesel. Quanto a ser mais caro, bom... não se troca de carro de 4 em 4 anos, a não ser que seja carro de frota em leasing. Se a ideia é comprar um carro novo e pretendemos ficar com ele durante alguns anos, ainda que se façam "poucos" quilómetros, compensa sempre um diesel.

    Digo isto exclusivamente por motivos económicos. Creio que não estamos em tempo de aventuras... Agora quem poder ter um S2000 ou um SLK230, um 330i ou um Range Rover V8, certamente é porque pode! E de certeza que não estará a contar as notas de cada vez que tem de abastecer.

    Contudo, para mim, o futuro passa por motores mais pequenos com turbo, aliados a motores eléctricos (numa primeira fase, pois acredito que tecnologias como a da Tesla, possam realmente mudar a face da indústria automóvel, assim haja vontade política - que é o mesmo que dizer jamais acontecerá, já que é a principal galinha de ovos de ouro...)

  • OigreST says:
    4 de agosto de 2010 às 02:37

    Opá Gasolina sem duvida...
    esperem pra ver o avanço da tecnologia.Quando os motors a gasolina tiverem o nivel de tecnologia k actualmente tem um disel quero ver se as pinioes se mateem, tamos a assistir a um inicio da "revolução dos conbustiveis" já se começa a ver qualquer coisa, motores cada vez mais pequenos e mais bem retabilizados. :)

  • Indivíduo em Questão says:
    8 de agosto de 2010 às 15:43

    Este tema é um pouco polémico, e gostos não se discutem. A minha situação talvez me permita falar do motor a gasolina e diesel. Tenho uma Seat Altea XL 1.4 Tsi - que grande prazer de condução, motor leve e não desilude nas prestações, além de ter consumos aceitáveis, só que o problema é que a gasolina está escandalosamente cara! Recentemente adquiri também um novo Ibiza SC 2.0 Tdi FR - Boas prestações, consumos reduzidos, prazer de condução inferior à Altea, motor brusco e potente. É Diesel porque me permite fazer grandes deslocações sem grandes gastos em combustível.
    A nível de poluente, o diesel emite particulas sólidas, a gasolina liberta poluentes mais perigosos como o benzeno.
    Mas um carro a gasolina é mais agradável de conduzir.
    Abraço a todos.

  • Anónimo says:
    21 de maio de 2011 às 20:30

    Sei que o post já é um pouco antigo mas só vos digo isto, e as pessoas que percebem de carros estarão de acordo comigo, e sou uma mulher!...
    Gasóleo pros tractores; gás pros fogoes e gasolina pros AUTOMOVEIS! :)

  • Turbo-lento says:
    22 de maio de 2011 às 11:03

    O automovel fez 125 anos e aposto que esta discussão já corre desde essa altura, portanto nunca fica velho.
    E aproveito como elemento feminino, diga-nos, acha que o homem com H está em extinção?

    http://www.4rodas1volante.com/2011/04/homem-com-h-procuram-se.html

  • Anónimo says:
    2 de novembro de 2011 às 15:22

    na minha opiniao acho que os carros a gasolina andao muito mais que um carro disel... o meu pai tem um vw scirocco 2.0tsi ( 2000cc com 200cv a gasolina) e a minha mae um bmw 530d ( 3000cc com 245 cv a disel) e o scirocco anda muito mais que o bmw, mas nem se compara...
    o scirocco o-100 menos de 6segundos / bmw 0-100 em 6.5segundos.... apesar d ambos estarem limitados aos 250, o scirocco custa cerca de 30 000 euros o bmw 530d custa 101 000 euors...
    muito mais caro e nao da metade do gozo nem da adrenalina do scirocco e no intanto tem menos 1000cc e menos 45 cv

  • Anónimo says:
    3 de novembro de 2011 às 13:25

    Isso tem algum jeito de comparativo? Um Scirocco 2.0 TSI Vs um 530d? Eu tenho uma E320 CDI e anda mais que o Golf 1.4 do meu irmão... ou seja, o diesel tem melhores prestações do que a gasolina... enfim, comentário ridículo...

  • Anónimo says:
    3 de janeiro de 2012 às 21:18

    Não, não é um comentário ridiculo! Se reparares bem, o BMW tem cerca de mais 1000cc e 45cv que o Scirocco e nem assim lá vai... Desculpa lá ....Para melhores comparações seria escolher dois carros da mesma marca, modelo, e características a nível mecânico, e aí assim... Peço desculpa mais uma vez, mas o diesel não foi feito para corridas. E o que é um diesel sem turbo... ? Mas não sou contra. Prefiro a gasolina. São gostos. Carros a gasóleo foram feitos para poupar... Carros a gasolina são os que ficam pra história...

  • Anónimo says:
    5 de maio de 2012 às 20:32

    Este blog esta cheio de comentarios tendenciosos, de certeza que o senhor tem um carro a gasolina, ja agora, ja conduziU um diesel decente recentemente? Ha carros e carros, mas no geral penso que a escolha na maioria dos condutores será sempre um diesel, com a ajuda na embraiagem e o binario mais cedo... Se ha coisa ridicula é ver como me conteceu um saxo esmifrar-se todo com um diesel a acompanhar o arranque semi-calado... P.S. Já possui carros a gasolina também

  • Turbo-lento says:
    5 de maio de 2012 às 23:30

    Claro que estamos repletos de comentários e opiniões tendenciosas - e ainda bem. Somos um blog e apesar de fazermos ponto de honra em dizer a verdade a verdade é que exprimo muitas das minhas opiniões e os nossos leitores fazem o mesmo e ainda bem que o fazem. E por favor não parem de o fazer...desde que mantendo as regras de cortesia claro.

    E sim, já conduzi inumeros diesel modernos bem como gasolina modernos e a minha opinião mantem-se.

    Mas se ler este artigo eu digo "Concedo que a minha preferência pela gasolina é mais "espiritual" que outra coisa - o diesel é mais forte, mas a gasolina é mais elegante. "

  • Anónimo says:
    3 de agosto de 2012 às 20:11

    Gosto muito de todos os comentários! Cada tampa de válvulas cada sentença. Eu por cá tenhomos dois, um 1.5 fumarolas e um 1.8 a ouro. Gosto mais de ouro, embora seja mais caro. O veiculo a diesel é mais económico, chato e puramente utilitário. O automovel a gasolina é um carro. também tenho Mota ( e que eu saiba ainda ninguém comercializa motas a diesel ....), gasta 2l/100 ( económico não é?).

    Para mim a gasolina devia ser subsidiada para efeitos de aumento da boa disposição automotbilizada.......prefiro um om vinho (caro) a um boa coca-cola... Mas opiniões são opiniões (sem bem as contrarias estão erradas!)

  • Anónimo says:
    28 de outubro de 2014 às 21:41

    eu tenho um corolla xl 1.3 de 88 e é uma maquina de guerro, pena os consumos serem um pouco altos , mas anda bem , puxa que se farta e da enpeno a muitos a gasoleo, pena o arranque ser morto ate ás 2000rpm apartir dai um carro com um motor suspostamente "fraco" ate arranca alcatrão.O preço da gasolina nao ajuda também, 1km a puxar bem são dez euros sem exagerar

  • Anónimo says:
    30 de novembro de 2014 às 02:44

    O diesel e bom para andar no campo de trator.qualquer motor a gasolina e superior em potencia ao diesel...agora comparar carros de cilindradas diferentes e atmosfericos...nao faz sentido.e nao querendo ir para a pressao de turbos e etc...o diesel nao passa de uma ilusao para o ze povinho papar...nos ultimos anos a tendencia tem sido dar mais importancia ao diesel mas nao e por ser melhor,mas simplesmente por ser mais facil de obter e dar mais lucro...e dai os motores a diesel estarem evoluidos.porque qualquer motor a gasolina com a mesma cilindrada e a mesma pressao de turbo o a gasoleo nao tem a minima das hipoteses e nao e por acaso que os desportos motorizados usam motor a gasolina,basta olhar pelos f1....

  • Zé Miguel says:
    1 de dezembro de 2014 às 11:37

    Há tanta coisa errada no teu comentário que nem sei por onde começar. Na vida real as pessoas não escolhem um carro por ter o melhor racio cilindrada/potência. O diesel na Europa é mais utilizado porque o combustível é mais barato (ou menos caro :p ). As pessoas que andam pouco compram um carro a gasolina e quem faz mais quilômetros já compensa comprar o motor mais caro a gasoleo, obviamente que há as excepções mas a maioria das pessoas faz as escolhas desta maneira.

    Quanto a desportos motorizados, tens visto as 24h de Le Mans nos últimos anos? Os carros a gasolina não têm hipótese. Nao quero com isto dizer que os motores diesel são melhores, apenas que se deve escolher o que melhor serve as nossas necessidades.

  • Tiago says:
    18 de dezembro de 2014 às 19:46

    Bem vou deixar aqui o meu comentário: Já tive um Honda Civic Vti óptimo carro, consumos 6.5l/100 andar em baixas rotações, andando a brincar já se lançava mais para os 12l/100. Tive um Seat Ibiza Cupra 1.9TDI 160cv, óptimo carro, 5.4l/100 andar a brincar já se lançava para os 8l/100, agora vem às partes que vocês não gostam com repro's consumo 4.7l/100, a brincar 10l/100. Agora tirem as conclusões!! 150mil feitos em ambos, revisões normais. Ambos se brincam em curva em recta,onde quiserem, mas o tipo de condução e adaptada a cada carro. Muitos não sabem é aproveitar motores diesel.. Abc

  • Lefialga says:
    27 de janeiro de 2015 às 21:36

    GPL Power

    Refinadissimo.

  • Anónimo says:
    25 de fevereiro de 2015 às 13:22

    Errado. Corta as 8600rpm

  • el pistolero says:
    9 de setembro de 2015 às 23:09

    para saber: taxa eficiência (combustível convertido em potencia, tudo o resto é potencia dissipada através de calor, ruído etc..)
    média motores a gasolina: 20%-25%
    motores recentes: 25%-35%
    motores gasóleo antigos: 35%-40%
    motores gasóleo modernos: 45%-55%

    p.s.1: os diesel travam melhor qd comparados carros iguais devido a possuírem mais peso do bloco sobre o eixo frontal e tb (*) por isso normalmente curvam pior

    p.s.2: existe poder diesel alem das 7000

  • eu mesmo says:
    5 de novembro de 2015 às 09:40

    Eu costumo dizer que a minha diversão começa onde a dos outros acaba... das 6000rpm às 8100rpm.
    Já por diversas vezes apelidaram o meu Corolla de "carro de velho" mas o 1.8 VVTL-i dá um gozo dos diabos. Consegue ser comedido a baixa rotação e endiabrado a partir das 3000rpm. Consumos? Nem faço ideia. A única coisa com que me preocupo é não deixar acabar a 98.

    Toda a discussão sobre diesel vs gasolina é extensa e nunca vai acabar. Para mim há vantagens e desvantagens e quase todas já foram escritas aqui, mas vou só dar um exemplo que me aconteceu num BMW a gasoleo. Longe de tudo e de todos, no meio do nada, o tubo do turbo rasgou. Foi a viagem mais lenta da minha vida num automovel. O turbo pode ser muito bonito e tal mas é mais uma coisa sujeita a falhas no carro.

  • Anónimo says:
    8 de janeiro de 2016 às 00:30

    Esta discussão interessa-me porque ando a pensar comprar um carrito e...
    Quanto ao prazer de condução, tenho um diesel boxer e a partir das 3.000 tem um ronco bem agradável
    Mas tenho ouvido que a manutenção dos diesel é mais cara que a manutenção dos carros a gasolina. É verdade?

  • Turbo-lento says:
    19 de janeiro de 2016 às 17:00

    Pelo que estive a ver (em oficinas de marca e para alguns modelos que questionei) a revisão de um diesel pode custar entre 60 a 100 euros mais que um motor a gasolina e certos componentes são mais baratos: por exemplo na renault um kit de distribuição para um motor a gasolina pode custar quase metade do preço para um diesel comparável.
    A frequência das revisões é a mesma - se bem que para certos modelos é possível ter 1 revisão a cada 2 anos quando certas marcas obrigam a uma revisão por ano.

    E isto é agora - com as normas euro6 a manutenção dos diesel vão subir.

    Quando acrescenta que a diferença em preço entre diesel e gasolina pode chegar a 2 a 3 mil euros - se não faz quilometros, o diesel pode não valer a pena

  • Unknown says:
    17 de abril de 2016 às 19:35

    Belo combustivel... finalmente houve alguem ilulinado

  • Manuel Barbosa says:
    17 de abril de 2016 às 20:11

    Bela discussao e um optimotopico. Li todos os comentarios e reparei que cada um tem um ponto de vista diferente. Uns defendem a gasolina outroe o gasolio outros conseguem dar vantagens e devantagens de ambos e um so falou no GPL. Tive carros a gasolina a gasolio e transformados a GPL e um carro a gasolio para ter um rendimento parecido a gasolina tem que ter mais tecnologia. Tecnologia essa muito baseada na injeccao directa da gaolina com a introduçao do commom rai.
    Se avaria algo no commom rail é o deus me livre mas quando trabalha bem e um espetaculo.
    Comparando dentro da mesma marca MERCEDES e segmento porque nao se pode por um BMW 530d ao lado de um AX Gti

    Comparando o C200 kompressor de 2000 a 2003 é preciso buscar o C270 CDI porque a Mercedes fazia a equivalencia de ambas os motores pela cavalagem(ambos com 163cv)porque apartir dai mudaram.se as motorizaçoes para opçoes mais restritas.

    Com isto mostrar que para equiparar um motor 2000cc é precico um 2700cc ambos com injeçao bosch.
    E um commom rail precisa ade uma bomba de pressao de combustivem que debita 1600 bar que hoje em dia ja debitam 1800 bar. Isto para dizr que um carro a gasolio precisa de muita mais tecnologia para poder desenvolver tanto como um a gasolina.
    Outro tema a peugeout lançou este ano no modelo 208 um motor turbo gasolina para fazer frente aos hdi e os seus engenheiros afirmaram que o diesel ja nao tinha mais a explorar.
    E modelos topo de gama de todas as marcas sao a gasolina. Audi R8 ou Rline BMW com os Ms e mercedes com os musculados 5.5 e 6.2 e agora muito recentemente o 4.0 todos a gasolina

  • Gabriel Souza says:
    7 de junho de 2016 às 16:59

    Tenho uma dúvida. Dois carros com a mesma cavalagem,cilindrada
    e os condutores levantam o pé da embraiagem e aceleram ao mesmo tempo,
    e a única diferença é no combustível, um é gasóleo e o outro gasolina,
    qual é que arranca em primeiro lugar? porque?

  • Turbo-lento says:
    19 de junho de 2016 às 19:31

    o arranque seria muito proximo mas ao fim de alguns metros o carro a gasolina provavelmente iria ser mais rápido. o diesel é força acima de tudo mas não velocidade. Dai que os motores diesel tenham sempre muito mais binario que os a gasolina

  • Anónimo says:
    18 de setembro de 2016 às 09:31

    Muito boas opiniões e pontos de vista relevantes para este diesel vs gasolina mas pergunto na hora dos problemas mecânicos qual dos tipos de carros poderão ter arranjos ou substituição de motor ou componentes periféricos mais poupados para a carteira?

    Faço anualmente 17000/18000 km, 90% percurso citadino e equacionei comprar uma mégane 1.5 dci 85 cv de 2007 com 90000 km e acabei por comprar um honda civic 1.4 83 cv a gasolina de 2006 com 72000 km, no mesmo stand pelo mesmo preço...

    Razão para isso?

    Fiabilidade e principalmente problemas possiveis nos componentes perifericos que vão pesar mais na carteira em futuras reparações.

  • RUI SILVA says:
    6 de outubro de 2016 às 04:31

    Eu adoro automóveis a Gasolina e detesto carros a Diesel. Já me chamaram anti-diesel e concordo, pois por muito que queira não consigo mesmo gostar.
    Eu tenho más notícias para os Dieselheads. Dá para conciliar o melhor dos 2 mundos. :-D
    Desde Julho de 2013 que os automóveis a Gasolina convertidos para GPL podem estacionar em parques subterrâneos sendo que, para isso, é necessário uma vinheta verde no pára-brisas. Os automóveis ainda com dístico têm que atualizar para essa vinheta fazendo uma inspeção específica.

    Só de pensar que num carrinho como o Seat Ibiza FR 1.4 TSI ACT temos consumos declarados de 4.8L/100KM e existe kit para esse motor é de bradar aos céus. Nem um carro elétrico consegue tal coisa. Podem consumir 1,50€/100KM mas depois temos o mal de viciação das baterias, cuja substituição... UPA UPA!!!

    Quando falo da existência de kit para x motor é derivado dos automóveis a injeção direta necessitarem de um kit específico para esse motor. Um Ford Focus RS não tem Kit desenvolvido e é pouco provável que venha a existir, já que é um automóvel que com certeza não terá muitas vezes.
    Agora um Mustang V8 ou então um GT350 com injeção indireta... já está resolvido! Eheheh Esses podem ser instalados com kits genéricos.

    Fazendo umas contas rápidas (Seat Ibiza FR 1.4 TSI ACT):
    Instalação+KIT GPL: ~2.500€
    A cada 100KM saem do bolso ~3€ em GPL+Gasolina. Em pneu 1€/100KM. E em manutenção 1,25€/100KM.
    Tudo isto junto dá 5,25€/100KM!!!
    Digam-me onde conseguem arranjar um Diesel com 150CV e um binário de 250Nm das 1500-3500RPM. Dá de máxima 220Kmh e acelera dos 0-100 em <8s!!!!!
    Claro que, para consumir apenas 3€ temos que andar devagar, mas só assim calamos o potencial destes motores Diesel cancerígenos.

    Saludos, ruiuda

  • Turbo-lento says:
    7 de outubro de 2016 às 18:32

    em breve poderá não precisar sequer do GPL - a nissan/infiniti apresentou o seu motor a taxa de compressão variável que permitirá consumos de diesel com um motor a gasolina e deverá chegar a estrada em 2017 na Infiniti podendo ser associado a sistemas híbridos.

  • mxblyxky says:
    8 de abril de 2018 às 23:52

    Os modernos motores diesel como vim a saber na prática apresentam dois problemas graves para a saúde dos condutores: o barulho e a vibração. Embora quase imperceptíveis nos modernos motores, estão lá presentes: o corpo sente após chegarmos em casa; através do ouvido e por outros sintomas. Sons de baixa frequência e vibrações próprias desses motores, essas imperceptíveis, acabam a longo prazo minando a nossa saúde. O motor é sim muitíssimo mais poluente do que o a gasolina, tanto que a Alemanha já está trabalhando na proibição desses motores em áreas urbanas.

"