Novo Renault Megane - mais detalhes

Mesmo publicando imagens oficiais pouco antes do salão, a Renault ainda guardou algumas cartas na mão para a apresentação, particularmente o interior e dados técnicos oficiais.



É decidamente um automóvel mais sério, mais "crescido" - um mini-Talisman, quer em dimensão e posição. Tem 4.36 metros de comprimento (mais 64 milímetros que anterior), é 25 milímetros mais baixo, a capacidade da mala cresce 29 litros para 434 litros e com as rodas mais puxadas para as extremidades promete mais espaço para os passageiros.

Por dentro é também inspirado nos manos Espace e Talisman: temos o grande ecrã de 8,7 polegadas e o painel de instrumentos personalizável, pode receber um sistema HUD a cores, regulador de velocidade activo, assentos massajantes, travagem automática de emergência entre outras.




Mas a grande novidade, se bem que já a tinha fisgado quando surgiu a primeira fuga de imagens, é a chegada do sistema de direção às 4 rodas 4Control na variante GT.



É o primeiro automóvel deste segmento com este tipo de sistema que permite melhor comportamento, mas a variante GT vai além disso: a Renault Sport fez o acerto da variante GT que recebe acertos de chassis, amortecedores, travões, ESP específicos e novas tecnologias como Multi Change Down que permite reduzir várias velocidades em simultâneo e Launch Control.



Logo no arranque teremos a variante GT com o 1.6 TCe de 205 cavalos do Clio R.S acoplado à caixa EDC de 7 velocidades com comandos no volante, e mais adiante devemos ter o 1.6 dCi biturbo de 165 cavalos com a caixa EDC de 6 velocidades. Outras mecânicas vão estar disponíveis no lançamento: a gasolina o 3 cilindros turbo 0.9 TCe com 100 cavalos e o 4 cilindros de 1.2 litros TCe de 130 cavalos; a diesel teremos o testado 1.5 dCi de 90 ou 110 cavalos (com caixa EDC de 6 velocidades) e o 1.6 dCi de 130 cavalos.

Em 2017 chegará uma versão diesel "Hybrid Assist" - não se sabe detalhes técnicos, apenas que recupera energia durante a desaceleração e travagem para depois "ajudar" na aceleração. A Renault diz que será capaz de consumos abaixo dos 3 l/100 km.





0 comentários:

"