Citroen C5 Aircross chega à Europa

O Citroen C5 Aircross, apresentado como concept em 2015 e à venda na China desde 2017, só agora chega à Europa a tempo do salão de Paris com algumas especificidades. Assim, a Citroen passa a ter 3 SUVs na sua gama juntamente com o C3 Aircross e C4 Cactus.


Então o que mudou? Na versão europeia os 3 assentos traseiros são individuais, deslizam para a frente e para trás, e são reclináveis - tal como nas monovolumes clássicas. Será que tal como o Peugeot 3008 (com o qual partilha a plataforma) também ira ter uma versão longa de 7 lugares (o equivalente ao Peugeot 5008) matando o C4 SpaceTourer que está a chegar ao fim da sua vida?


Exteriormente nada muda, mantendo a iluminação dianteira em 2 andares, os Airbumps nas portas, farois traseiros finos e inúmeras possibilidades de personalização. Tem 4,5 metros de comprimento, 1,84 metros de largura e 1,67 metros de altura - entre os primos Peugeot 3008/5008, mas em linha com os rivais Nissan Qashqai, Volkswagen Tiguan, Ford Kuga e Renault Kadjar.


O tablier recebe 2 grandes ecrãs - um tactil de 8 polegadas para a maioria das funções e um de 12,3 polegadas para o conjunto de instrumentos do condutor. Recebe tecnologias bastante interessantes como condução semi-autónoma e claro as famosas suspensões com batentes hidráulico estreados na Europa pelo C4 Cactus atualizado.





Ao chegar à europa recebe também 2 motores diesel - o novo 1.5 litros BlueHDi de 130 cavalos e o já conhecido 2.0 litros BlueHDi de 180 cavalos, este ultimo de série com a caixa automática EAT8. A gasolina tem o 3 cilindros de 1.2 litros PureTech de 130 cavalos com caixa manual e o 4 cilindros de 1.6 litros PureTech de 180 cavalos acoplado à caixa automática EAT8. A tração continua apenas nas rodas dianteiras com o Citroen C5 Aircross a receber o Grip Control para melhorar a tração em situações dificeis. No final de 2019 deverá chegar uma versão hibrida plug-in - esta com tração integral.

0 comentários:

"