AdBlue - o que é e para que serve

As emissões diesel tem estado no centro de muitas noticias recentes do mundo automóvel, infelizmente pelas piores razões. E na demanda para emissões mais limpas algo é fundamental - AdBlue.
O AdBlue é um aditivo líquido de água e ureia utilizado usado em filtros de partículas (Selective Catalytic Reduction ou SCR) de motores em diesel para controlar as emissões de oxido de azoto (NOx), fundamental para cumprir os limites de emissões Euro6. É injetado no escape e ao reagir a alta temperatura com os óxidos de azoto resulta em azoto e oxigénio. E todos os novos motores diesel usam AdBlue - Volkswagen, Audi, Mercedes, Peugeot, Citroen, etc. Não há forma de lhe escapar. Ou seja, se tiver um novo automóvel diesel além de atestar o combustível também terá regularmente de abastecer o AdBlue - sim, também terá uma luzinha especifica para o avisar.

E abastecer terá se o AdBlue acabar - o motor não pára se o aditivo acabar, mas se desligar o motor ele não voltará a arrancar até o atestar novamente. Cuidado que há uma quantidade mínima para o motor aceitar arrancar de novo, não basta colocar umas gotinhas.

A capacidade dos depósitos incluídos varia entre construtores, mas com o apertar das regras sobre emissões esse consumo vai aumentar. Alguns podem ser abastecidos pelo condutor, outros durante as manutenções regulares - depende também de onde está o bocal para abastecer.

Pela literatura é um aditivo relativamente seguro, se tiver um contentor/embalagem consigo mantenha-o em ambiente fresco (abaixo dos 30ºC) porque acima disso começa a decompor-se e deixa de funcionar. E sim, o seu carro vai recusar-se a arrancar se o AdBlue estiver "estragado". 
Não compre uma grande quantidade porque mesmo em condições boas de conservação ao fim de 12 meses começa a decompor-se.

0 comentários:

"