Mercedes imprime peças de substituição em metal

Desde que vi a primeira demonstração de uma impressora 3D sempre disse que era a primeira versão do tele-transporte - se precisa de encomendar algo pode ser uma questão de ir ao seu posto dos correios e a empresa à distancia imprime a 3 dimensões o que precisa. Isso é particularmente importante para o mundo automóvel - imagine quantas peças descontinuadas podem ser simplesmente digitalizadas e impressas a pedido? A Mercedes deu um grande passo neste caminho ao imprimir em metal uma peça de substituição que passou todos os testes de qualidade da marca alemã.

Neste caso a Mercedes imprimiu um tampa de termostato para um antigo camião da Mercedes a partir de uma liga de alumínio. Agora imaginem isto aplicado a todo o catalogo de peças para Mercedes clássicos que já não são fabricadas oficialmente obrigando proprietários a irem para peças recuperadas a preço de ouro? Ou que aqueles grandes armazéns de peças necessárias deixam de ser necessárias? Recordo há muito anos que o meu pai queria um MX-5 e um dos aviso que lhe deram era que certas peças tinham que vir do Japão e podia demorar muito tempo - em breve poderá ir a um concessionário e enquanto espera que a sua peça seja impressa pode tomar um cafezito.

A Mercedes diz que até peças internas de um motor podem ser impressas com esta tecnologia.

0 comentários:

"