Novo BMW X3 apresentado

E já temos a terceira geração do BMW X3 - linhas aprumadas, perde peso, carrega na tecnologia para fazer face a uma crescente concorrência (Mercedes GLC, Audi Q5, Volvo XC60 e por diante) e inclui uma versão desportiva M40i para lidar com o Audi SQ5. A apresentação ao publico será no salão de Frankfurt e será o primeiro de 3 SUVs a apresentar até 2018 - a seguir devemos ter a versão de série do Concept X2 e o maior X7 que irá rivalizar com o Range Rover.


Em termos de estilo...bem, digamos que as fotocopiadoras na BMW estão a funcionar bem. O design é basicamente o do antigo X3 com uma pitada talvez do atual X1. Tem novos faróis, nova grelha, menos proteções plásticas e um sensor dianteiro para o radar do Driving Assistant Plus que falarei mais adiante. Todos recebem escapes duplos e os faróis traseiros podem ser de LEDs. Em termos de tamanho curiosamente, e fui verificar, o novo X3 é basicamente do tamanho do primeiro X5.


No interior temos um novo volante multi-funcional, um grande ecrã no tablier que pode ser tactil por opção mas sempre com o iDrive por perto - pode ter até 10,2 polegadas e controlo por gestos. Como disse acima o X3 cresceu, com mais espaço para os passageiros, a mala ficou na mesma mas é mais leve em média 50 quilogramas .

Se a carteira permitir pode ainda ter um conjunto de instrumentos completamente digital, head-up display a cores, ar condicionado de 3 zonas e muitos mais luxos. Uma das possibilidades mais interessantes é a nova função de condução autónoma Driving Assistant Plus que combina o cruise control ativo com a ajuda de manutenção em faixa e outros sistemas. A BMW já demonstrou o que este sistema é capaz nos novos Serie 5 e 7 estando entre os melhores - com o X3 começa a democratização destes sistemas.

Os motores continuam longitudinais e inicialmente apenas vão estar disponíveis versões com tração integral xDrive. A gama X3 arranca com o 20i animado por um 4 cilindros turbo a gasolina com 184 cavalos e o 20d com o 2 litros diesel de 190 cavalos. Mas acima temos o 30i com um 4 cilindros turbo de 2 litros que debita 252 cavalos e o 30d com o 6 cilindros de 265 cavalos já conhecido. A grande surpresa é a nova versão desportiva - o X3 M40i com o mesmo 6 cilindros de 3 litros em linha com 360 cavalos dos M140i, M240i e 340i. Todas as motorizações estão associadas à caixa automática de 8 velocidades.

Custa a acreditar que foi em 1999 que a BMW chocou mundo e os incondicionais da marca com o X5. Quando o casamento com a Rover azedou a BMW resolveu avançar sozinha para os SUVs mas fez uma escolha chave que todos vieram a seguir actualmente. Ao invés de tentar manter a performance todo-terreno, a BMW decidiu apostar no comportamento em estrada baseando o X5 numa evolução do BMW serie 5 carrinha com tracção integral. E a aposta foi um sucesso - ao ignorar o todo-terreno, sozinho o BMW X5 criou este nicho dos falsos-todo-terreno para a estrada.

Seguiu-se o primeiro X3 que não foi propriamente muito bem recebido em 2003, mas em 2008 a BMW volta a chocar com a versão coupe de 5 portas da segunda geração do X5 (apresentada em 2006)- o X6. Seguido em 2009 pelo X1 que democratizou o SUV na BMW e em 2014 chega a versão "coupé" do X3 (segunda geração apresentada em 2010) - o X4. Os X5 e X6 foram renovados em 2013 e 2014 respectivamente, seguido em 2015 pelo X1 e agora o novo X3. Significa que um novo X4 não deve demorar muito e o X2 de série também. Igualmente esperado é a X7, que promete levar a luta ao Range Rover. Será capaz?

0 comentários:

"