[UPDATE video]Novo Range Rover Velar apresentado

Quando não consegues bate-los, faz diferente - se os alemães seguem para os SUV-Coupe como os X6, X4 ou GLC coupé, a Range Rover resolveu fazer diferente - não um coupé mas mesmo assim atlético e dinâmico: é o Range Rover Velar.


Irá sem dúvida atrair atenção com as suas linhas atléticas, as jantes de 22 polegadas, faróis matrix-laser LED, o longo tejadilho vidrado ou os puxadores das portas escamotaveis como os de um Tesla Model S, mas trata-se acima de tudo de um exercício comercial - a Range Rover tem um grande buraco na sua gama entre o Evoque e o Range Rover Sport, e como a Jaguar precisa de rentabilizar as suas plataformas aproveitaram a do F-Pace (tem a mesma distancia entre eixos, suspensão traseira e motores) e assim temos o Velar. Mas concedo que consegue fazer toda a restante gama da Range Rover desactualizada...velha.


Apesar de todo o tamanho consegue ser bastante aerodinâmico, o Range Rover mais aerodinamico de sempre, com um coeficiente aerodinâmico de 0,32. Desde o perfil, às pegas das portas recolhidas, farois reduzidos tudo somado ajuda.

O interior é talvez a melhor parte do Velar - moderno e simples. Além dos 2 ecrãs de 10 polegadas, um para o conjunto de instrumentos que é opcional e outro para o sistema multimédia, recebe de série uma consola táctil em baixo para controlo da climatização e programas de condução - note a ausencia do habitual botão de seleção do Terrain Response. Esta combinação de ecrãs é chamada Touch Pro Duo, muito semelhante à do concept Jaguar i-Pace.



A marca inglesa assegura que o Velar estará tanto à vontade na lama como na estrada (se tiver jantes de 22 polegadas duvido mas enfim): se for para a suspensão ativa poderá aumentar a distancia ao solo até 25,1 centímetros (os modelos de 4 cilindros menos potentes com suspensão clássica apenas têm 21,3 centímetros) e para o alcatrão um diferencial traseiro autoblocante (de série nos V6) para melhor tração à saída das curvas.
Debaixo do capot terá a gasolina um 4 cilindros de 2 litros (disponível com 250 e 300 cavalos) e o V6 de 3 litros com compressor de 380 cavalos, e a diesel o 4 cilindros de 2 litros (com 180 e 240 cavalos) e o V6 de 3 litros com 300 cavalos. Todos os motores associados à mesma caixa automática de 8 velocidades.
Tal como os restantes elementos da familia Land Rover recebe sistemas como Hill Descent/Gradient Release Control (para as subidas/descidas mais íngremes), Terrain Response (optimiza para diferentes superfícies) é de série enquanto o Terrain Response 2 é opcional e o All Terrain Progress Control da Jaguar.


update 12-03-2017

0 comentários:

"