DieselGate - ponto de situação 04-01-2017

Há já algum tempo que não actualizava a telenovela Dieselgate que continua sem fim à vista. E sempre sem tretas, conservantes ou adoçantes acrescentados aqui no 4Rodas1Volante.

Coreia do sul proíbe venda de certos modelos BMW, Porsche e Nissan
Et tu Nissan, BMW e Porsche?! Em Outubro passado o governo da Coreia do Sul revogou a homologação de 80 modelos da VW, Audi e Bentley alem de aplicar uma multa de aproximadamente 14 milhões de euros por este ter falseado documentação relativamente aos testes de emissões. Na altura também apertaram a Nissan mas sem concretizar, mas agora chega a noticia que revogaram a homologação de 10 modelos da Nissan, BMW e Porsche depois de uma investigação ter descoberto que estes construtores também falsificaram documentação referente a testes de emissões. Foram também multados em 5.9 milhões de dólares.


Engraçadinhos lixam-se
Infelizmente há sempre um que se acha mais esperto que todos os outros - a Volkswagen enganou os seus clientes, mas lá porque foram desonestos não significa que todos temos que ser: vários proprietários norte-americanos do Volkswagen Golf TDI que decidiram entregar o seu carro à marca e receber o valor do carro (valor tabelado em Setembro de 2015 quando o dieselgate explodiu) mas houve quem achasse boa ideia retirar tudo o que podia do carro para vender os componentes no mercado paralelo antes do entregar o carro na Volkswagen. Isto porque o acordo para a retoma dizia apenas que o automóvel tinha que estar "operável"...a definição de operável varia bastante aparentemente.

Infelizmente para estes "espertos" deram um tiro no pé porque o juiz que rege o caso do Dieselgate Charles Breyers disse que isso não era aceitável e fora do acordo definido. Ou seja, quem desmontou os automóveis não vai poder devolver os seus carros à Volkswagen.


Volkswagen processada na Alemanha por compensação
O Grupo Volkswagen tem mais um caso em tribunal (de um proprietário de um Volkswagen EOS de 2010) mas este com uma particularidade - exige que o grupo compre de volta ao preço de venda os automóveis diesel afectados pelo dieselgate na Alemanha, algo que pode abrir um precedente para o resto da Europa.

Este caso é o primeiro entre muitos registados via o site My-Right.de criado (preparem-se para uma grande surpresa...) pela delegação alemã de um escritório de advogados americana Hausfeld (que também representa clientes nos EUA) e (preparem-se para outra grande surpresa) o fundo de investimentos Burford Capital que também está a processar a VW. Basicamente prometem uma compensação até 5.000 euros ou a compra de volta do automóvel sem custos para o lesado - o objectivo é conseguir abrir litigação na Europa semelhante à que conseguiram nos EUA. Segundo este site, mais processos vão ser abertos em breve (segundo a Reuters o site pode ter mais de 100.000 clientes) e esperam chegar ao tribunal europeu.

O objectivo é forçar a VW a um acordo financeiro para compensar os seus clientes, com os advogados do grupo a receberem a sua percentagem claro. A marca alemã já respondeu refutando o processo - segundo a marca as regras europeias são diferentes e que a reparação do automóvel para o recolocar dentro da legalidade é suficiente.

0 comentários:

"