Salão de Paris 2016 - meu Top 13

Sim, a ideia era fazer um Top 10 dos modelos ou novidades mais importantes desta edição do Salão automóvel de Paris - infelizmente não consegui reduzir a apenas 10 elementos. Sem ordem específica eis as 13 novidades deste salão automóvel que vale a pena ficar de olho.
Peugeot 3008
Confesso que quando ouvi os planos da Peugeot de subirem no segmento achei que seria mais um exercício de marketing que, tal como a Opel e Chevrolet, não daria em nada. Mas ao ver e experimentar o 3008 tenho que dizer que estava enganado - tapei o logo Peugeot no volante e olhando a minha volta parecia que estava num concept Audi ou Mercedes futurista. Exteriormente parecia aqueles desenhos de concepts que nunca se concretizam na realidade.


Para terem uma ideia do quanto popular era, a Peugeot tinha vários exemplares expostos e nos 2 dias que lá estive estes modelos estavam sempre apinhados de gente.


Motor VC-Turbo da Infiniti
No expositor da Infiniti estava o concept QX Sport Inspiration e o motor que vai estar debaixo do capot - o VC-Turbo. A maquete ilustrava perfeitamente o funcionamento e parecia daqueles ideias "como é que ninguém se lembrou disto antes?" - era tão simples que parecia difícil de acreditar que aquele motor poderá muito em breve dar uma valente machadada nos diesel.

Claro que será preciso provar isso na realidade quando estrear em 2018 na Infiniti - mas tendo em conta que a Infiniti/Nissan (que também detém a Mitsubishi) que tem um aliança muito fértil com a Renault e Mercedes este motor poderá bem ser o início de uma nova geração, um novo marco na história automóvel. Ou um grande flop - em 2018 saberemos.


Volkswagen I.D. concept
Com o dieselgate a Volkswagen anunciou que irá investir fortemente na eletrificação e trouxe a Paris toda a sua gama elétrica e híbrida, mas os concept Budd-e e particularmente o I.D. demonstram as possibilidades da nova plataforma elétrica do grupo prevista para estreia em série em 2020. 
O efeito Tesla chega aos construtores generalistas enfim?


Vision Mercedes-Maybach 6 Concept
Se tamanho importa, o Vision Mercedes-Maybach 6 é o carro para sí - o que é estranho porque sendo 100% elétrico aquele enorme capot não faz grande sentido (apenas parte vai para baterias que alimentam o motor elétrico de 750 cavalos e 480 quilómetros de autonomia). 
Mesmo assim, alguma da tecnologia deste concept poderá chegar aos modelos de série e com rumores de um S Coupé mais luxuoso para fazer frente a Bentleys podemos estar a ver o primeiro deslumbre desse modelo. Big is Beautifull...


Hyundai RN30 concept
Se olhar apenas para os números parece que estamos a falar de algo com "Mercedes-AMG" ou "BMW M" ou "Audi RS" no nome, mas para grande surpresa começa por "Hyundai"! 
E sim, o modelo final não terá certamente 380 cavalos ou 450 Nm de binário e não será nada parecido com este concept, mas mostra que a Hyndai não quer ficar no canto do bar calada a olhar para a sua cerveja - quer levantar-se e sem pré-aviso esmurrar alguém. Um coreano a dar um olho negro aos alemães e franceses? Força!


Audi RS3 Sedan
Automóveis potentes são normalmente associados a grandes berlinas e kit estéticos bastante berrantes - mas para quem quiser algo mais discreto capaz de comer a maioria do que anda na estrada na maioria das condições então o novo RS3 sedan é o carro para sí. 

Ninguém dará por si até que coloque o pé no acelerador e os deixe para trás - pegaram no motor de 5 cilindros do TT e trocaram o fato de treino berrante por um discreto smoking.


Honda Civic Type R
Sim, não coloquei a expressão "Prototype" no nome porque sejamos sinceros de prototipo não tem nada - depois de chegar atrasada ao ultimo baile dos desportivos compactos (os "hot hatchs") a Honda (tal como a Hyundai) quer intrometer-se entre os grandes. 

Se bem que conseguiu assustar uma pequena menina francesa no processo...


BMW Concept X2
A BMW continua na sua demanda por preencher todos os nichos do mercado automóvel e a ultima proposta é o Concept X2 - que anuncia o X2, a versão CUV (sim, a BMW recusa a expressão SUV) do X1 para quem procura algo mais desportivo e menos mãezinha. 
Se levarmos em conta o sucesso do X6 e o preço mais acessivel que este X2 terá, a marca alemã tem um sucesso garantido nas mãos - se até à versão final não estragar tudo obviamente...que tendo em conta os BMW GT é uma possibilidade.


Nissan Micra
O ultimo Nissan Micra pode ser resumido numa palavra - "beje". Desenhado para ser um automóvel global conseguiu não ofender ninguém simultaneamente não interessando a ninguém. Nesta 5ª geração a Nissan desenvolveu este modelo de raiz a pensar na Europa em parceria com a Renault que sabe uma coisa ou duas sobre pequenos automóveis.


Citroen C3
Prova que ser barato e simples não tem que necessariamente ser deprimente - apetecia puxar-lhe pelas bochechas.


Audi Q5
Substituir o modelo mais bem sucedido em todo o mundo é extremamente complicado, mas creio que a Audi conseguiu fazê-lo com sucesso. Exteriormente parece apenas um restyling, mas por debaixo é completamente novo e atual. 
Não tenho duvida que o Q5 continuará o sucesso da geração anterior, como um modelo individual e como base para o próximo Porsche Macan.


Land Rover Discovery
Sem sombra de dúvida o automóvel mais proeminente automóvel do salão parisiense - consegue ser completamente novo (mais económico, mais leve, mais tecnologicamente avançado) mas ao mesmo tempo continua a ser o Discovery que todos gostamos e apreciamos. Sim, um pouco mais elitista mas continua funcional, versátil e segundo a Land-Rover tão capaz fora da estrada como a anterior geração.


Opel Ampera-e
Até chegar o Ampera-e ser apresentado (como o Bolt nos EUA) os construtores de automóveis elétricos não arriscavam grandes mudanças ou inovações já que tanto o mercado como o retorno era pequeno - daí que apenas faziam pequenas melhorias pontuais ao que produziam. Até a GM\Opel chegar e basicamente oferecer um automóvel elétrico confortável capaz de transportar 5 pessoas com uma autonomia útil 3 a 4 vezes superior aos restantes mas custando o mesmo. 
Até o Ampera-e chegar apenas os Tesla eram capazes de uma autonomia elétrica suficiente para não ser um segundo carro. O Ampera-e terá ainda que provar as suas qualidades, mas desde já fez todos os restantes saltar do sofá.

0 comentários:

"