[update]Renault Twingo GT apresentado

Apesar da geração anterior ter tido um modelo RS e este novo modelo dizer "Renault Sport" atrás não é um novo Twingo RS mas sim um Twingo GT...porque? O seu palpite é tão bom como o meu.

A maior novidade deste Twingo GT é sem dúvida a mecânica: este GT mantém o 3 cilindros de 0.9 litros TCe mas depois de algumas melhorias a potência passa de 90 cavalos para 110 cavalos e o binário de 135 Nm para 170 Nm. Não há números completos oficiais relativamente às performances - segundo a Renault: "Precisando de menos de dez segundos para ir dos 0 aos 100 km/h...as recuperações são também as melhores da categoria, com os 80 a 120 km/h a serem atingidos em menos de nove segundos."

Um elemento distintivo do Twingo GT é a entrada de ar sobre o guarda-lamas traseiro esquerdo que substituiu a entrada de ar que, originalmente, se encontrava na cava-de-roda. Esta alteração foi chave para melhorar os desempenhos do motor reduzindo cerca de 12% a temperatura do ar admitido no turbocompressor.  Assim o regime de rotação do turbocompressor foi aumentado e a bomba de gasolina é específica para aumentar o caudal de combustível na mesma proporção, bem como a bomba de água para arrefecer os cavalos extra.

O chassis e suspensões foram retrabalhadas e os ESP e direção foram recalibrados. Os novos amortecedores estão associados às molas de origem com uma taragem aumentada, a barra estabilizadora dianteira tem um diâmetro maior e a distância ao solo é inferior em 20 milímetros.

Na eletrónica a Renault parece ter ouvido as minhas queixas relativamente ao efeito castrador do ESP no Twingo - uma nova calibragem do ESP que permite alguma diversão, citando o engenheiro responsável pelo Twingo GT Matthieu Métivier: "ao esmagar o acelerador à saída de uma curva apertada, o condutor sente um ligeiro escorregar, antes de o ESP corrigir a trajetória, mas sem perder velocidade. Desta forma, beneficia-se do comportamento típico de um tração traseira".

Exteriormente recebe jantes de 17 polegadas especificas com pneus Yokohama BluEarth 185/45 R17 78H (à frente) e 205/40 R17 80H (atrás), a entrada de ar do lado esquerdo, um pequeno aileron traseiro, saída dupla de escape, listas especificas na carroçaria exterior e a designação "Renault Sport" antes do "GT".

Voltando à minha questão inicial - tendo a Renault apostado tanto tempo e dinheiro a promover os Renault RS porque é que vai agora confundir os consumidores com os "GT"? E como ficam os "GT Line"? É que a Mercedes e BMW tentaram ambas criar uma gama intermédia entre os seus modelos "normais" e os desportivos M ou AMG - e em ambos os casos a conclusão foi que não funciona apenas confunde os clientes.

0 comentários:

"