Ponto de situação Dieselgate: 21-04-2016

A telenovela dieselgate continua a desenrolar-se e fica mais um um ponto de situação sem tretas, conservantes ou adoçantes acrescentados.  

Acabou-se o tempo 
Acaba hoje o prazo estipulado pelo juiz americano Charles Breyer que definiu o dia 21 de Abril como o limite para a Volkswagen apresentar uma solução viável aceite pela EPA e CARB para o dieselgate. Há rumores que a VW irá oferecer 5.000 dólares a cada proprietário de um diesel afectado ou comprar de volta cerca de 500.000 automóveis afetados e que não podem ser convertidos às exigências legais. 
Mas não é a única contagem decrescente que a VW tem pela frente - tem que apresentar os resultados finais de 2015 a 28 de Abril e adiou para 31 de Maio a apresentação dos resultados financeiros dos primeiros 4 meses exceto para a Audi que só o fará no dia 1 de Junho. 

E o que acontece se nada acontecer até ao fim do dia? A Volkswagen segue para tribunal e poderá levar com os valores máximos de multas que se tem falado.  


Software de emissões terá sido criado pela Audi em 1999 
Segundo o jornal alemão Handelsblatt o software que deteta que o automóvel está a ser testado para emissões e altera parâmetros do motor para que este passe nos testes de emissões terá sido desenvolvido pela Audi em 1999. Mas nunca chegaram a instalá-lo - só 6 anos mais tarde, quando os engenheiros da Volkswagen viram que não era possível cumprir os limites de emissões de óxidos do mercado norte-americano, é que foram desenterrar esse software.


Et tu Mitsubishi? 
Já andam várias noticias sobre que a Mitsubishi também falsificou os consumos, logo as emissões, em 625.000 automóveis (468.000 Nissan e 157.000 Mitsubishi). Mas só em 4 automóveis superminis (os chamados "Kei cars") e apenas vendidos na Ásia: os Mitsubishi eK Wagon e eK Space, e os Nissan Dayz e Dayz Roox. Segundo a Mitsubishi não utilizaram a metodologia de teste prevista legalmente para esta classe de automóveis e mesmo esse não terá sido seguido à lei. A produção e venda destas viaturas foi suspensa e estão agora a investigar os veículos vendidos nos mercados fora do Japão. 

Quem descobriu a marosca foi a Nissan quando reviram os dados da geração atual face aos dados dos novos modelos que estavam a ser desenvolvidos com a Mitsubishi que fazia o desenvolvimento e homologação. Só quando apertados é que a Mitsubishi admitiu.


Falar em código 
Segundo uma fonte da Autonews as investigações internas da Volkswagen estão a ser dificultadas porque aparentemente os engenheiros envolvidos no dieselgate desenvolveram o seu próprio vocabulário - um pouco como o pessoal do futebol usava a palavra "fruta" para se referirem a prostitutas.  


Vendas automóveis sobem 6%, Volkswagen não 
As vendas de automóveis novos na Europa subiram em 5,7% em Março (1,75 milhões de unidades) mas as da Volkswagen caíram 1,6%. 

 A marca alemã anda um pouco aos altos e baixos - vendas da VW caíram 4% em Janeiro, subiram em Fevereiro mas agora voltou a cair. Já o grupo Volkswagen subiu 2,3% ajudado pela subida da Audi (8%) e Skoda 6.8%. Os rivais da Volkswagen subiram: PSA +2%, Ford +0,6% e Opel +6,4%. Quase todos os países da Europa tiveram resultados positivos em Março, exceto Espanha que caiu 0,7% e quase zero na Alemanha. 

Mas não foi só na Europa, a nível mundial a Volkswagen caiu 2.7% em Março - caiu na Europa (2% na Alemanha), EUA e Brasil. Nos últimos 18 meses a Volkswagen teve resultados negativos em 16 desses meses. As vendas na China deram algum ar positivo aos números tendo subido 3,6%. Decididamente o dieselgate e a completa ausência de progresso neste tema continua a puxar a marca para baixo.

0 comentários:

"